Vírus é um agente infeccioso sem capacidade metabólica autônoma

Inicio » Veterinária » Vírus é um agente infeccioso sem capacidade metabólica autônoma
24/10/2019 Por
Vírus é um agente infeccioso sem capacidade metabólica autônoma

Vírus pode afetar gado e infectar seres humanos

Os vírus não têm os mecanismos necessários para sobreviver de forma independente. Por isso, devem procurar células hospedeiras vegetais, animais ou bacterianas.

Assim, o vírus pode usar o mecanismo dessas células para se replicar, afetando animais e humanos.

O que é vírus?

Vírus é o menor tipo de parasita que existe, geralmente variando de 0,02 a 0,3μm de tamanho. No entanto, alguns vírus podem ter o tamanho de 1μm.

Os vírus só podem se replicar dentro das células de animais, plantas e bactérias. Assim sendo, são referidos como parasitas intracelulares obrigatórios.

Quando os pesquisadores descobriram os vírus pela primeira vez, perceberam que pareciam se comportar de maneira semelhante às bactérias.

Vírus

A princípio, geralmente eram considerados biologicamente “vivos”. No entanto, isso mudou na década de 1930. Nessa época, foi demonstrado que os vírions não possuíam os mecanismos necessários para a função metabólica.

Dessa forma, os cientistas determinaram que os vírus simplesmente consistem em DNA ou RNA contidos em uma concha de proteína. Portanto, eles geralmente são considerados mecanismos bioquímicos, e não organismos vivos.

Como os vírus infectam?

Em suma, o vírus entra no hospedeiro por transmissão horizontal ou vertical, principalmente na horizontal. Por exemplo, algumas transmissões horizontais incluem:

Transmissão por contato direto

Esta se refere à transmissão por contato físico entre um sujeito infectado e um não infectado. De fato, pode acontecer por meio de beijos, mordidas ou relações sexuais, por exemplo.

Transmissão indireta

Aqui, o vírus é transmitido através do contato com objetos ou materiais contaminados, isto é, objetos como equipamentos médicos ou utensílios de cozinha compartilhados.

Transmissão por alimentos

Este modo de transmissão refere-se a casos onde indivíduos são infectados com o vírus em alimentos e água que estão contaminados com fezes. Isso geralmente causa doenças epidêmicas.

Transmissão aérea

A transmissão aérea refere-se à infecção respiratória que ocorre quando o vírus é inalado.

Doenças virais

O gado pode ser infectado por diferentes tipos de doenças. Entre essas doenças bovinas, as doenças que ocorrem por diferentes tipos de vírus são conhecidas como doenças virais do gado.

Sem dúvida, muitas dessas doenças podem ser transmitidas e prejudicar humanos em contato com os animais. Por exemplo, a brucelose causa aborto na vaca e é transmitida ao homem por intermédio do leite infectado.

Vírus

Alguns tipos de vírus que podem atingir tanto o gado quanto os humanos são:

  • Febre aftosa;
  • Pneumonia bovina;
  • Vaca louca.

Além disso, as doenças mais comuns e prejudiciais do gado são:

  • Doença da peste bovina (erradicada);
  • Doença da raiva bovina;
  • Varíola bovina.

Conheça a seguir algumas doenças virais que atingem o gado.

Vírus respiratório sincicial bovino (BRSV)

Esta é uma infecção, por vezes fatal, relacionada ao estresse. Em suma, a BRSV pode causar doenças respiratórias leves a graves e reduzir a resistência do animal a outras doenças. Os sinais incluem tosse, febre alta e coriza.

Diarreia viral bovina (BVD)

Sem dúvida, esta é uma das doenças mais preocupantes do gado. Os sinais incluem escoriações, corrimento nasal, tosse e febre. Além disso, a BVD tipo 2 é uma forma grave desse vírus que pode causar hemorragia em bezerros jovens e adultos.

Rinotraqueíte infecciosa bovina (IBR)

A rinotraqueíte infecciosa bovina é um vírus altamente contagioso que causa doenças respiratórias. Os sinais incluem vias nasais inflamadas, febre, respiração acelerada, tosse e perda de apetite.

Parainfluenza tipo 3 (PI3)

Esta é uma doença respiratória leve e comum que suprime o sistema imunológico do animal. Assim, permite o desenvolvimento de outras doenças e infecções. O vírus é eliminado nas secreções nasais e oculares e infecta animais não vacinados pela boca e vias nasais.

Peste bovina

A peste bovina é uma doença altamente contagiosa que era conhecida desde que os seres humanos iniciaram a domesticação do gado. Antes de sua erradicação em 2011, a peste bovina era a mais impactante de todas as doenças dos bovinos.

Afinal de contas, a peste tendia a ser 100% fatal em alguns rebanhos de bovinos domesticados e selvagens. Além disso, a peste bovina desencadeou uma grande fome na África e prejudicou o desenvolvimento agrícola na Ásia.

Esforços para entender a patogenia da doença e fornecer tratamento e prevenção adequados foram a força motriz dos avanços científicos nos séculos 18 e 19.

Raiva bovina

De fato, todos os mamíferos são considerados suscetíveis ao vírus da raiva. A doença é uma zoonose viral fatal provocada pelo Lyssavírus, causando inflamação aguda no cérebro (encefalite). É considerado quase 100% fatal.

A saliva é o principal método de transmissão do vírus. Ela é transmitida através do gado infectado e se espalha pelo corpo através da corrente sanguínea. Assim, viaja para a medula espinhal, onde pode incubar por meses a fio. No entanto, geralmente incuba por 3 a 12 semanas.

A partir da coluna vertebral, o vírus se move para o cérebro. Em geral, é nesse momento em que os sinais clínicos da raiva geralmente aparecem no gado.

Vírus

Na ausência de medicamentos antivirais para raiva, o progresso até a morte é rápido quando os sinais clínicos aparecem. A produção de leite e a ingestão de ração podem cair gradualmente antes de cair rapidamente.

Além disso, movimentos agressivos, excitáveis ​​ou exagerados podem ser sinais de raiva. A atividade sexual pode ser aumentada, demonstrando um comportamento crescente. Os touros podem ter ereções persistentes ou um pênis prolapso.

Varíola bovina

O vírus da varíola bovina pertence à família de vírus Orthopox. A varíola é uma doença incomum no gado, geralmente leve, que pode se espalhar de uma vaca para o homem através de feridas.

Durante uma infecção, os trabalhadores da lida podem ter pústulas nas mãos. Além disso, a infecção pode se espalhar para outras partes do corpo.

Virose

A virose é considerada um quadro clínico culminado de infecções causadas por uma variedade de vírus. Na teoria, doenças como HIV, dengue e gripe podem ser consideradas viroses. Afinal, são provocadas por meio de um vírus.

Virulência

A capacidade de um agente biológico possui de provocar efeitos fatais ou graves é chamado de virulência.

Ela está associada com a capacidade do vírus de se multiplicar no organismo que foi infectado, produzindo toxinas e demais fatores.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo