Bacupari ajuda a combater o câncer e traz várias propriedades medicinais

Inicio » Agricultura » Bacupari ajuda a combater o câncer e traz várias propriedades medicinais
23/02/2021 Por
Bacupari ajuda a combater o câncer e traz várias propriedades medicinais

O bacupari é uma aposta nos últimos estudos de combate ao câncer. A fruta, oriunda da Amazônia, demonstra um potencial pelo menos três vezes maior quando comparado ao do mirtilo – fruta de origem americana, popular entre pesquisadores devido ao notório potencial antioxidante.​

A pesquisa de combate ao câncer está, de fato, traçando um caminho para a descoberta da potência medicinal das frutas nativas. ​Afinal, o bacupari possui diversas propriedades terapêuticas, bem como propriedades tônicas, reconstituintes, anti cancerígenas, anti-inflamatórias e cicatrizantes. E o melhor de tudo: o fruto é acessível e pode crescer no quintal da sua casa.

  1. O que é bacupari?
  2. Frutas do cerrado
  3. Fruta bacupari
  4. Características do bacupari
  5. Cultivo do bacupari do cerrado
  6. Sementes do bacupari
  7. Como plantar bacupari?
  8. Para que serve o bacupari?
  9. Onde encontrar a fruta bacupari?
  10. Como se come bacupari?
  11. O que significa a palavra bacupari?
  12. Árvore de bacupari
  13. Bacupari mirim
  14. Bacupari gigante
  15. Benefícios do bacupari
  16. É possível plantar bacupari em vaso?
  17. Como se faz o suco de bacupari?


O que é bacupari?

Bacupari é um fruto que você pode encontrar todo o Brasil, desde a região amazônica até o estado do Rio Grande do Sul. Atualmente, no entanto, encontrar uma árvore da fruta, sobretudo em áreas urbanas, é uma tarefa árdua. Pensando nisso, alguns grandes viveiros têm aceitado doações de mudas de bacupari para o cultivo do precioso fruto.

Em linhas gerais, o bacupari é pertencente à família das Gutíferas e é comumente confundido com seus primos bacuripari e bacuri. A origem do fruto é brasileira e ele pode ser encontrado por todo o país, sendo especialmente apreciado pelos povos ribeirinhos.

A palavra “bacuripari” é derivada do tupi, onde significa literalmente “fruta da cerca”. O nome se deve aos seus ramos ascendentes, que crescem em sentido horizontal. Além disso, o nome pode estar relacionado ao hábito dos índios de cercar as roças com cultivos de bacupari.

Frutas do cerrado

O cerrado é conhecido como a savana brasileira e abrange aproximadamente cinco distintos ecossistemas. De fato, o cerrado conta com uma rica biodiversidade, somando estimadamente quatro mil e quatrocentas espécies endêmicas de plantas e mil e quinhentas espécies de animais.

As frutas do cerrado são populares por sua diversidade e seu teor exótico, uma vez que não são comuns na mesa de todo brasileiro. Entre os frutos do cerrado, estão:

  • Bacupari do cerrado;
  • Pera do campo;
  • Mama cadela;
  • Cagaita;
  • Baru;
  • Pequi;
  • Mangaba;
  • Buriti;
  • Araticum.

Fruta bacupari

A fruta bacupari recebe muitos nomes no Brasil. Entre eles, estão:

  • Remelento;
  • Mangostão amarelo;
  • Limãozinho;
  • Bacopari miúdo;
  • Bacopari;
  • Escropari;
  • Bacuri miúdo;
  • Bacoparé;
  • Bacuri mirim.

Características do bacupari

O arbusto da planta mede de dois a quatro metros de altura quando está exposto ao olho do sol. No entanto, quando é plantado no meio da mata, o arbusto pode se transformar em uma árvore de seis a vinte metros de altura.

A copa, quando sujeita ao efeito do sol, se torna globosa e densa. O tronco é reto e de um tom esbranquiçado de verde quando é novo. A cor marrom pardacenta é adquirida conforme o envelhecimento da árvore de bacupari.

Bacupari

Cultivo de bacupari do cerrado

​O bacupari do cerrado se adapta aos mais diversos tipos de clima e solo. Por essa razão, o fruto pode ser cultivado ao longo de todo o território brasileiro. A planta, contudo, tem preferência por temperaturas médias, que variem de doze a vinte e oito graus. As temperaturas médias garantem uma safra satisfatória de frutos.

Embora adaptativa, demonstra certa resistência quando exposta a uma queda brusca de temperatura (até -3 graus), como ocorre no estado do Rio Grande do Sul. Em contrapartida, parece indiferente às máximas experimentadas com o cultivo na Amazônia e Nordeste (até 43 graus).

Seu cultivo pode ser feito em terra vermelha ou roxa de grande fertilidade, tal como em solos argilosos de zonas inundáveis. Solos arenosos ou brancos com rápida drenagem também são apropriados. A princípio, é necessário que o solo apresente pH de 4,5 até 7,0, sendo 6,0 o pH ideal para um cultivo comercial e para uma produção de frutos adocicados.

A incidência de chuva deve ser bem distribuída, sem longos períodos sem pausa. Além disso, para um bom cultivo, é necessário uma estação seca de estimadamente noventa dias. O arbusto inicia a frutificação após quatro ou cinco anos do plantio.

Sementes do bacupari

As sementes do fruto, além de alongadas, são recalcitrantes. Isto é, seu poder de germinação é perdido rapidamente. Por esse motivo, é recomendado escolher as sementes mais graúdas e plantá-las assim que forem tiradas da polpa.

É indicado que o substrato da germinação conte com trezentas gramas de calcário para cem litros de terra de superfície. Além disso, é preciso adicionar cinquenta por cento de matéria orgânica devidamente curtida. A germinação das sementes ocorre entre vinte e cinco e sessenta dias, apresentando na germinação um índice de oitenta por cento.

Como plantar bacupari?

Seja na sombra ou exposto ao sol, o espaçamento mínimo entre as plantas deve ser de cinco x cinco metros. A preparação das covas deve ser feitas com antecedência de três meses e contar com cinquenta centímetros nas três dimensões.

Além disso, é preciso adicionar quatro quilos de composto orgânico devidamente curtido, cinquenta gramas de farinha de osso e um quilo de cinzas da madeira nos trinta centímetros da terra da superfície. As cinzas possuem potássio e beneficiarão o crescimento do plantio.

O cultivo não exige frequência em irrigação, contudo, para conservar a umidade, é preciso atenção. Um dos requisitos indispensáveis é de que sua coroa disponha de aproximadamente dez centímetros de cobertura morta, tal como capim seco.

No inverno, deve ser realizada a poda para formação e limpeza. É recomendado eliminar os ramos que nascem no tronco e os galhos que crescem cruzados ou na direção do núcleo da copa.

A adubação do início do florescimento deve ser preparada utilizando quinze gramas de cinzas ou, alternativamente, cento e cinquenta gramas de cloreto de potássio. Isso fornece benefícios ao que se refere à circulação de seiva na planta, evitando as bolhas ou pipocas que brotam nas cascas dos frutos.

A adubação orgânica, por sua vez, é realizada no mês de novembro. São utilizados seis quilos de composto orgânico devidamente curtido. As valas devem contar com seis centímetros de largura, trinta centímetros de profundidade e um metro de comprimento.

Para que serve o bacupari?

A árvore dá frutos durante os meses de dezembro até abril. A frutificação é refrescante, adstringente e adocicada, apropriada assim para ser consumida in natura. Não é necessário descascar, uma vez que sua casca é comestível.

Além disso, a árvore de bacupari é usada para decorações ornamentais devido ao belo aspecto de seus pomares. São belos enfeites naturais para fazendas e não podem ficar de fora de planejamentos de revegetação.

Bacupari

Onde encontrar a fruta bacupari?

Que existe bacupari em todo o país, você já sabe. Porém é mais fácil de encontrar em lojas de frutas, feiras e supermercados da região Norte do Brasil. Ademais, estados que são vizinhos da região Amazônica também possuem maior facilidade de fornecimento dessa fruta.

Além disso, no Maranhão, Pará e Piauí, você também consegue encontrar o bacupari do cerrado com grande facilidade. Isso porque, nessas regiões, o cultivo da planta bacupari é muito maior, de modo que o abastecimento dos locais de venda é frequente.

Porém, é mais fácil encontrar em casas que vendem frutas variadas e exóticas para a região, mesmo que seja fora dos locais mencionados acima.

No entanto, nesse caso, pode ser que haja um pouco mais de dificuldade para localizar a fruta. Afinal, apesar de poder ser vista em todos os locais do Brasil, nas regiões não mencionadas acima, é mais raro esse tipo de fruta.

Por isso, procurar em supermercados no Sul do país, por exemplo, pode não ser a melhor ideia. Por lá, raramente você encontra essa fruta. Nesses casos, fruteiras e produtores locais que cultivem a planta podem fornecer com maior facilidade.

Em regiões urbanas é muito mais difícil encontrar essa fruta, por isso a escassez em supermercados de grandes centros. Isso acontece porque, em cidades grandes, o cultivo dessa árvore não é muito comum.

Porém, isso não acontece por ser mais difícil de cultivar nesses locais, apenas porque não há tanto costume de cultivo e falta interesse produtivo.

Mesmo assim, é possível encontrar algumas árvores mesmo em cidades maiores, principalmente em quintais de casas e em sítios mais afastados da cidade.

Como é uma arvore que pode crescer em qualquer lugar, se você gosta muito da fruta e não consegue encontrar, pode plantar no seu quintal ou na rua.

Como se come bacupari?

O bacupari é uma fruta que você pode consumir in natura de forma prática. Não é preciso descascar o bacupari antes do consumo, basta que a fruta seja bem lavada e higienizada para que você possa comer com casca.

No entanto, cuide quando chegar a parte do caroço, pois é grande e rígido. Assim, coma devagar para não ter problemas com o caroço.

No entanto, se preferir, você pode comer a fruta partida ao meio. Para isso, corte ao meio delicadamente e retire o caroço. Assim, você pode comer com casca ou retirar a polpa com a ajuda de uma colher para comer só a parte de dentro da fruta.

O ideal é comer com casca, pois boa parte dos nutrientes se encontram nesse local. Mas, claro, a ingestão somente da polpa também é muito benéfica. Portanto, vai depender muito do seu gosto.

Ainda falando sobre o consumo e para que serve bacupari, outra forma de comer é como sorvete. E a forma de fazer é simples, pois pode ser batido no liquidificador com gelatina, creme de leite e leite condensado.

Além disso, o consumo também é comum em outros doces, como em tortas e mousses. Assim, você pode escolher como comer bacupari, pois a fruta aceita diversos tipos de preparos.

Lembrando sempre que a melhor forma de consumir para obter as vantagens e benefícios que a fruta oferece é in natura. Afinal, quando o estado natural é alterado com inclusão de outros ingredientes, o resultado das propriedades já não é mais o mesmo.

Inclusive, isso não é algo que vale somente para essa fruta. Todas as frutas oferecem o máximo de nutrientes quando são consumidas in natura.

O que significa a palavra bacupari?

A palavra bacupari significa o design que é comum a árvores do gênero Garcinia, que possui frutos comestíveis e é da família das Clusiáceas.

Além disso, também pode ter como significado o design das plantas que pertencem ao gênero Salacia, que são parte da família das Celastráceas e que também possuem os frutos comestíveis.

Ademais, a origem da palavram vem do Tupi Guarani e tem o significado de “fruta de cerca”, pois os índios utilizavam o cultivo para cercar as roças.

Eles também plantavam bacupari em torno das cercas porque os galhos e verdes costumam se apoiar em algo. Assim, a cerca acabava ficando repleta de verdes.

Árvore de bacupari

A árvore de bacupari pode chegar a medir tamanhos bem grandes, ou seja, cerca de 20 metros de altura. No entanto, isso só acontece quando a árvore cresce em espaço livre e que não ofereça nenhum tipo de resistência, como galhos de outras árvores ao redor.

Para crescer tanto, em geral ocorre em regiões de interior de matas, onde o crescimento consegue ser livre.

Em outros locais, a planta cresce em torno de 2 a 4 metros, quando recebe sol diretamente. Inclusive, essa é uma característica que influencia no crescimento da árvore.

Se ela pega sol diretamente, não cresce tanto e a copa fica bem densa, globosa. No entanto, se não pega sol com tanta intensidade, como no interior de matas mais fechadas, é onde o crescimento de altura ocorre com mais fervor.

Ademais, em relação ao tronco da árvore de bacupari, a coloração é verde esbranquiçado no período jovem. Quando fica mais velha, tem a cor castanho pardacento.

O tronco é ereto e, quando mais velha, mede em torno de 35 cm de diâmetro. Além disso, das flores da árvore nascem pequenos feixes, denominados fascículos, com cerca de 1,5 a 3,5 cm de comprimento.

O diâmetro de cada flor, quando aberta, é de cerca de 1 cm. Ademais, os frutos que a árvore produz podem medir entre 2,5 e 3,5 cm de largura e ter característica mais oblonga ou arredondada.

Porém, é importante mencionar que existem alguns tipos diferentes dessa planta Del ta forma, dependendo do tipo, as características da árvore terão algumas peculiaridades.

Algumas costumas ser maiores, enquanto outras são menores. Além da incidência do sol, a espécie também tem grande influência.

Mais abaixo você vai conhecer dois tipos diferentes de bacupari e que possuem grande diferença nas árvores, principalmente em relação aos tamanhos.

Bacupari mirim

A fruta bacupari mirim tem o nome científico de G. brasiliensis e algumas carcaterísticas diferentes da bacupari gigante.

Ela possui os ramos jovens em uma consistência mais áspera e com filamento papilhoso, que lembra lâminas de papel. Além disso, as flores exalam bastante perfume.

Ademais, esse tipo de bacupari possui o fruto completamente redondo, enquanto outras não.

Além disso, o bacupari mirim pode ser chamado por bacupari anão, a depender do local em questão. Além do Brasil, o Paraguai e a Argentina também cultivam essa fruta.

Em comparação com outras espécies, o fruto é consideravelmente menor e com ainda menos polpa.

Além disso, a altura máxima que pode chegar é 3 metros, sendo que a casca do fruto tem cor laranja ou amarela. Ademais, tem sabor bem ácido, por isso tem o nome de limãozinho em alguns lugares do Brasil.

Bacupari

Bacupari gigante

Em contrapartida, a bacupari gigante, que é chamada cientificamente de G. gardneriana, tem os ramos lisos quando é jovem. Ademais, suas flores não são perfumadas. Essas são as principais características que diferenciam essas duas espécies de bacupari.

Além disso, outra diferença é no tamanho, pois o fruto da bacupari gigante é maior, como o próprio nome já sugere. Em relação ao anterior, essa espécie é bem maior.

Essa espécie pode se chamar bacupari boi ou bacupari graúdo, dependendo sempre de onde se fala. Cada região está mais acostumada com um tipo e com determinados nomes.

Benefícios do bacupari

Como dito anteriormente, essa fruta tem grande poder antioxidante, o que é um dos principais benefícios que oferece. Porém, conta com diversos outros benefícios.

Um dos benefícios do bacupari é a prevenção de cáries, pois a fruta contém propriedades que conseguem combater a bactéria que causa placas e cáries, a Streptococcus mutans.

Esse tipo de bactéria é a responsável pela produção de um ácido que acaba por corroer os minerais que os dentes possuem. Com isso, o consumo da fruta é muito importante para essa prevenção.

Ademais, a bacupari fruta tem capacidade de prevenir a formação de outras bactérias, as responsáveis por interferirem no funcionamento do intestino. Em geral, essa fruta previne distúrbios intestinais que podem causar cólicas, constipação, dores abdominais, fadiga e muito mais.

Outro benefício que a fruta oferece é em relação ao tratamento de problema de pele. E, nesse caso, também atua na prevenção, pois tem o poder de prevenir manchas na pele.

Além disso, proporciona a aceleração do processo de cicatrização e auxilia na cura de dores, picadas, queimaduras e ferimentos em geral.

Ademais, o consumo de bacupari pode prevenir outros tipos de doenças graves. Uma delas é a tuberculose, bem como a lepra. Ambas são originadas através de bactérias patogênicas. E a fruta tem capacidade de causar efeitos positivos nesses casos, pois consegue atuar nessas bactérias.

Dessa forma, o consumo de bacupari traz inúmeros benefícios à saúde, sendo uma fruta muita indicada para fazer parte da rotina alimentar.

É possível plantar bacupari em vaso?

O bacupari precisa ser plantado em local com boa profundida e boa capacidade de drenagem. Por isso, não é recomendado o plantio em vasos – aliás, de qualquer tipo, inclusive o bacupari do mato.

Assim, o ideal é plantar diretamente no solo e não plantar bacupari em vaso. No solo, ele vai poder se desenvolver de forma plena e saudável e fornecer vários frutos para consumo.

Além disso, o vaso não forneceria o espaço suficiente para que a planta pudesse crescer, pois é uma árvore que tem capacidade de chegar a ate 20 metros de altura, se não encontrar resistência.

Dessa forma, apesar de o bacupari poder utilizar qualquer tipo de solo, a característica da profundidade é necessária.

No entanto, pode ser possível começar a cultivar a muda de bacuparis em vaso. Nesse caso, conforme a planta for crescendo, vai chegar em determinado momento em que será necessária a transferência para um local definitivo.

Com isso, o plantio pode ocorrer em vaso, mas somente de forma provisória. Porém, não é totalmente aconselhado que essa prática ocorra. Isto porque é comum ter danos no transplante.

Assim, o ideal é sempre escolher um local definitivo e realizar a plantação para não precisar mudar o bacupari de lugar e correr o risco de perder a planta e ter que começar a plantar novamente.


Como se faz o suco de bacupari?

Uma das formas de consumo indicadas para aproveitar todos os nutrientes e benefícios do bacupari é o suco. E o preparo é simples.

Para preparar, inicialmente se corta a fruta ao meio e o caroço irá aparecer, como se fosse um caroço de abacate. A parte da polpa não é muito grande, de modo que dependendo da quantidade de suco que você quer, precisa usar várias unidades.

Assim, depois de abrir e retirar o caroço, basta colocar a polpa dentro do liquidificar e bater com água. A casca pode ir junto, se você quiser.

Depois de bater, você pode coar. Porém, se tomar sem coar, conseguirá ingerir mais propriedades, pois boa parte está justamente nas fibras da fruta.

Ademais, não precisa colocar açúcar, pois essa fruta já é bem adocicada. Assim, o suco fica ainda bem mais natural e saudável.

Se preferir, pode fazer suco de bacupari de outra forma. Nesse caso, cozinhe a fruta inteira juntamente com outra fruta, como a jabuticaba. Depois, é só peneirar bem e acrescentar mais água para diluir.

Ambos os resultados são muito deliciosos e vão fazer muito bem à saúde.

Dessa forma, você pode notar como a fruta é vasta em possibilidades, além do cultivo ser fácil e não ter grandes exigência com sol ou clima. Tendo boa terra e profundidade, as chances da árvore se desenvolver são grandes.

Além disso, é uma das frutas que mais oferecem benefícios cruciais à saúde, inclusive sendo uma ótima aliada ao combate ao câncer. Com isso, a importância de ter cada vez mais cultivo é enorme.

Em geral, essa é uma fruta que agrada muitos paladares. Assim, agora você já sabe que o bacupari é uma excelente opção de alimento e uma ótima árvore para ter plantada no quintal de casa.

One Reply to “Bacupari ajuda a combater o câncer e traz várias propriedades medicinais”

  • Agnaldo cera disse:

    Gostei vida esplanação no que tange a condução da planta. plantei 2 mudas em casa e espero poder colher frutos…. agradeço a informação.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo