5 benefícios da melancia que contribuem para a manutenção da saúde

Inicio » Agricultura » 5 benefícios da melancia que contribuem para a manutenção da saúde
21/09/2019 Por
5 benefícios da melancia que contribuem para a manutenção da saúde

São muitos os benefícios da melancia, que é composta por 90% de água, 5% de açúcar e 5% de outras proteínas

A melancia tem origem africana e desembarcou na China do século X, onde conquistou enorme popularidade. Tanto que o gigante asiático em pouco tempo passou a usufruir mais dos benefícios da melancia por se tornar o maior produtor mundial da fruta.

Coube aos mouros introduzir a melancia na Europa do século XIII. O Brasil veio a conhecer os benefícios da melancia por meio dos escravos africanos. O país chega a produzir mais de 40 mil toneladas de melancia ano e sua maior produção está concentrada no nordeste.

Benefícios da melancia

O que é melancia?

Melancia é um fruto que pertence ao gênero botânico Citrullus, cujo nome científico é Citrullus lanatus. Desperta atenção pelas suas fartas dimensões, e é um fruto arredondado e alongado. A sua casca costuma ser verde, embora apresente algumas faixas amarelas.

A polpa da melancia é conhecida por ser farta, abundante e apresentar várias cores. Seu peso também costuma chamar atenção, pois varia entre 10 a 20 quilos.

Uma informação que muita gente não sabe é que as sementes da melancia também são comestíveis. Povos do oriente médio, por exemplo, têm por hábito assar as sementes para depois consumi-las. Já os indianos gostam de preparar pão com farinha formada a partir da trituração das sementes da melancia.

As cascas da melancia também não ficam de fora, pois com elas podem ser feitas conservas, já que as plantas de cultivo natural ficam livres das ações nocivas dos pesticidas.

Já a polpa, o conteúdo interno da melancia, é feita basicamente por água (95%) e açúcar (5%). Os outros 5% ficam destinados às propriedades que abordaremos em breve para listar os benefícios da melancia.

É um fruto doce, muito refrescante, por isso, de grande procura nas épocas mais quentes. Ainda tem a vantagem de ser pouquíssimo calórico. Afinal, com grande parte de sua substância interna composta por água, a densidade calórica com certeza não será um problema.

Uma porção de 100 gramas de melancia equivale ao consumo de apenas 30 calorias. Ou seja, é uma fruta mais do que recomendada para ser incorporada em dietas, fato que já pode ser considerado como um dos benefícios da melancia inaugurais do artigo.

Mas, vejamos, antes de nos aprofundarmos nos benefícios da melancia, quais são as suas propriedades.

Propriedades da melancia

Mesmo com tão poucas calorias, o fruto não é taxado de pobre nutricionalmente, pois as propriedades da melancia são diversas e ricas.

A melancia é composta por:

  • Lipídeos;
  • Vitamina C;
  • Vitaminas do complexo B;
  • Licopeno;
  • Betacaroteno;
  • Ácido pantotênico;
  • Magnésio;
  • Fósforo;
  • Potássio;
  • Cobre;
  • Cálcio;
  • Ácido fólico;
  • Aminoácido citrulina;
  • Biotina.

E o que essas propriedades e vitaminas de melancia proporcionam de bem-estar, de acréscimo à saúde humana? Quais são os benefícios da melancia e, ainda, para que tipos de tratamentos são indicados ou para quais prevenções de doenças agem?

Toda forma de consumo da fruta é recomendada? Sabendo que é comum consumir a fruta de outras formas como em um suco de melancia, por exemplo, não há decréscimo da absorção das qualidades nutricionais ser consumida de outra forma que não seja in natura?

Benefícios da melancia

Benefícios da melancia

Para a saúde, a melancia se mostra como uma superfruta, pois são diversos os benefícios que proporciona. Vejamos alguns deles em seguida.

Fortalece a imunidade

Um dos benefícios da melancia é o fortalecimento do nosso sistema imunológico, ou seja, nosso sistema de defesa natural contra a ação de vírus e bactérias.

Além da vitamina C, como vimos acima, é rica em vitaminas e sais minerais.

Prevenção contra o câncer e doenças cardíacas

Outro dos grandes benefícios da melancia são os seus antioxidantes encontrados na já mencionada vitamina C e no licopeno. Esses antioxidantes, por terem ação analgésica e anti-inflamatória, são capazes de impedir desenvolvimento de cânceres e auxiliar no combate de doenças cardiovasculares.

Bom para os rins

Quem enfrenta problemas nos rins, como de cálculos renais e gota, vai gostar de saber que um dos benefícios da melancia é o seu efeito diurético. Com a boa quantidade de água presente na sua polpa, aumenta a produção de urina. Tal efeito é ótimo para os rins, pois ajuda a extirpar bactérias e outros organismos que possam vir prejudicar a região.

O potássio, além de promover a limpeza dos rins, cuida também de evitar a formação, acumulação de ácido úrico. Tal acúmulo resulta nos famigerados cálculos renais e doenças que afetam articulações.

Bom para os olhos

Também está na lista de benefícios da melancia o aumento da saúde dos olhos. Isto porque a fruta se trata de uma fonte de betacaroteno. Quando absorvido pelo nosso organismo, se transforma em vitamina A.

Essa vitamina tem como uma de suas qualidades evitar a cegueira noturna, além de evitar a degeneração macular.

Bom para os ossos

Para quem tem ou quer evitar a osteoporose, a fruta a ser consumida é a melancia. Nela encontramos o licopeno, antioxidante que contribui para o processo de formação óssea.

Benefícios da melancia

Suco de melancia

Experimentar da fruta ou tentar absorver suas qualidades nutricionais de outra forma que não seja o consumo in natura não é prejudicial. A recomendação, porém, no caso do suco de melancia, é que não se exagere no açúcar, pois a fruta já tem naturalmente frutose.

Números do mercado de melancia

A região nordeste é que a mais contribui para a produção de melancias no Brasil, principalmente Bahia e Pernambuco. Não é de se estranhar, uma vez que o plantio se adapta melhor em climas tropicais.

Segundo dados publicados pela Revista Hortifruti Brasil, de agosto a novembro de 2018, o Brasil exportou 40,7 mil toneladas de melancia. Apesar de o número parecer gordo, isso significou um recuo de 13,7% em comparação a 2016.

Parte da explicação desse desempenho inferior se mostra com o atraso da safra espanhola nesse período.

A melancia pode ser utilizada na fabricação de outros produtos, como sobremesas e sorvetes. Contudo, mesmo assim, não há uma escala industrial apenas para se dedicar a produzir o fruto naturalmente doce, fresco e suculento no país.

Os benefícios da melancia são muitos, mas as suas dificuldades de plantio acabam por vezes competindo, o que explica a baixa produção. A produtividade de cada cultura rende de 30 a 40 toneladas.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo