Benefícios da vitamina A incluem saúde ocular, nervosa e óssea

Inicio » Agronegócio » Benefícios da vitamina A incluem saúde ocular, nervosa e óssea
02/12/2020 Por
Benefícios da vitamina A incluem saúde ocular, nervosa e óssea

Os benefícios da vitamina A são de grande importância para o organismo humano, já que as vitaminas são nutrientes essenciais ao corpo. Principalmente, é preciso ressaltar que elas não são naturalmente fabricadas por nós. Semelhantemente, conhecer os benefícios da vitamina A é algo extremamente vantajoso.

Desse modo, por ser considerada um dos mais relevantes, os benefícios da vitamina A (que também é chamada de retinol) são célebres devido à sua ação antioxidante. Dito de outra forma, ela também protege a pele e potencializa o sistema imunológico.

Benefícios da vitamina A

O que é a vitamina A?

Devido ao fato de se tratar de um elemento de ação antioxidante, a vitamina A é vantajosa para combater a acne e inibir a carcinogênese, isto é, a formação de câncer. Nesse ínterim, ela combate a anemia, evita úlceras da pele e evita a periodontite.

Só que a vitamina atua de formas diferentes no organismo. Em virtude dessa característica, o nutriente contribui para aprimorar a visão, à medida que protege a córnea.

Logo depois de sua ingestão, a vitamina A inicia o processo de diferenciação e proliferação celular. Isto é, ela contribui, também, para um adequado desenvolvimento do feto, motivo pelo qual é altamente recomendável às gestantes. Nesse hiato, a vitamina A é crucial, sobretudo, aos processos de formação do maior órgão do corpo humano: a pele.

Tipos de vitaminas

Outrossim, existem diferentes tipos de vitaminas. Eles podem ser divididos em hidrossolúveis (absorvidas pelo intestino, sendo solúveis em água) e lipossolúveis (ou seja, solúveis em gordura):

  • Vitaminas hidrossolúveis: C, B12, B9, B7, B6, B5, B2, e B1. Ou por outra, tais vitaminas, ao serem ingeridas em quantidades superiores ao necessário, são naturalmente eliminadas na urina;
  • Vitaminas lipossolúveis: K, E, D e A. Precipuamente, o local em que essas vitaminas ficam armazenados são variáveis. Pois, as vitaminas K, D e A ficam armazenadas no fígado. Assim, a vitamina E aloja-se nos tecidos gordurosos.

Alimentos ricos em vitamina A

Os alimentos ricos em vitamina A podem ser identificados por suas cores vivas. Embora eles tragam benefícios como melhorias na visão, contribuição para a formação de dentes, auxílio ao crescimento e formação de colágeno, eles se destacam, justamente, por sua capacidade de renovação celular.

Dessa maneira, o nutriente pode ser encontrado tanto em alimentos que tenham origem animal quanto vegetal. Entre os principais, destacam-se, além da beterraba:

  • Ovo;
  • Queijo minas;
  • Manteiga;
  • Óleo de peixe;
  • Leite integral (de vaca);
  • Bife de fígado;
  • Tomate;
  • Mamão;
  • Couve;
  • Espinafre;
  • Manga;
  • Batata-doce.

Assim também, a vitamina A pode ser encontrada nos suplementos à base de óleos produzidos a partir do fígado de peixes. Igualmente, são indicados para os casos de indivíduos com carência em vitamina A, desde que a pessoa em questão seja devidamente orientada por um médico ou nutricionista.

Anteriormente, é preciso lembrar que o excesso de vitamina A também pode gerar prejuízos, como queda de cabelo, descamação da pele, coceiras, perda de apetite, náuseas, sonolência, visão turva, cansaço e dores de cabeça.

Benefícios da vitamina A

Deficiência de vitamina A

Os sintomas de deficiência de vitamina A, por outro lado, englobam infecções frequentes, lesões na pele e cegueira noturna – dificuldade de adaptar naturalmente a visão em locais com pouca luz.

Então, normalmente, muitos prejuízos causados pela deficiência de vitamina A são, felizmente, reversíveis. Com a finalidade de suprir essa carência, os médicos e nutricionistas tendem a orientar os pacientes a tomar suplementos específicos.

Dose recomendada de vitamina A

Por consequência, os especialistas convencionaram que 5 mil UI (ou Unidades Internacionais) seria a dose recomendada de vitamina A. Desde que os indivíduos sejam ingeridos por adultos ou crianças acima de 4 anos.

Ao passo que a UI de retinol equivale a 0,3 mg por dia. Em conclusão, uma UI de betacaroteno converte-se em 0,15 mg. Em contraste, elevar a ingestão de alimentos que sejam ricos em vitamina A significa incorporar 1 ou 2 fontes a cada refeição.

Antes de mais nada, essa medida simples pode ser o suficiente para atender às suas necessidades diárias. Certamente, suplementos e comprimidos de vitamina A podem ser facilmente adquiridos.

Apesar de existir essa disponibilidade, os nutricionistas recomendam a obtenção do nutriente de modo natural. Por analogia, algumas pesquisas apontam que a suplementação de betacaroteno pode estar vinculada ao desenvolvimento de neoplasia.

Ainda mais importante, há estudos que indicam que quase metade da população carregam uma espécie de mutação genética que reduz a conversão de protovitamina em vitamina A.

Função da vitamina A

Há três tipos de vitamina A presentes no organismo: retinaldeído, ácido retinoico e retinol. Este último transporta e armazena a vitamina. Por sua vez, o retinaldeído é o responsável pelo ciclo visual. Ambos possuem atuação na função reprodutora.

Por isso, o ácido retinoico possui uma atividade parcial do nutriente, sendo uma forma ativa de diferenciação celular. Só para ilustrar, ele não participa da visão e, tampouco, da função reprodutora.

Visto que, em alimentos cuja origem é vegetal ela pode ser encontrada na forma de provitamina A e carotenoides, nos alimentos de fontes animais, ela aparece como vitamina pré-formada ou retinol.

Entretanto, a função da vitamina A consiste, principalmente, em sua participação no sistema imunológico, nos processos visuais e na manutenção das mucosas, da pele, no desenvolvimento e crescimento.

Benefícios da vitamina A

Importância da vitamina A

Por mais que as vitaminas, de modo geral, sejam importantes para o organismo, elas representam, também, nutrientes indispensáveis para o correto funcionamento do corpo.

Da mesma forma, ao participarem do metabolismo celular, sua ausência ou falta podem gerar diversos problemas de saúde. Nesse sentido, a importância da vitamina A pode ser notada por seu impacto no crescimento e na diferenciação dos tecidos dos mais variados órgãos, sobretudo, dos olhos.

Só para exemplificar, a vitamina A mantém estômago, olhos, nariz e boca saudáveis. Primeiramente, o nosso corpo não é capaz de produzir esse nutriente e, logo, esse tipo de vitamina deve vir, necessariamente, dos alimentos.

Pois, uma das funções mais elementares para suprir as carências de vitaminas é, justamente, a educação alimentar. Antes que os benefícios da vitamina A sejam usufruídos em larga escala, porém, é preciso realizar algumas alterações nas práticas de seleção, processamento e produção de alguns alimentos.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo