Coqueiro anão tem vida útil de até 40 anos e produz variedade popular

Inicio » Agricultura » Coqueiro anão tem vida útil de até 40 anos e produz variedade popular
07/07/2020 Por
Coqueiro anão tem vida útil de até 40 anos e produz variedade popular

O coqueiro anão produz uma das variedades de coco mais consumidas no país

A espécie Cocos nucifera L é composta por algumas variedades onde se destacam a típica (Var.  gigante) e a nana (Var. anã), o coqueiro anão. Essa espécie de coco é utilizada para a comercialização de água de coco.

A produção de coco está presente em praticamente todas as regiões brasileiras. Contudo, uma região se destaca das demais. A região brasileira que lidera a produção de cocos, produção que inclui o coqueiro anão, é o Nordeste. A Bahia lidera os nordestinos na produção desse fruto.

Coqueiro anão

O que é coqueiro anão?

Coqueiro anão é uma planta herbácea que pertence à família Arecaceae, popularmente conhecida como coqueiro. É uma variação da única espécie classificada no gênero Cocos, a Cocos nucifera L.

Corresponde à variante Var. anã, ou nana, que pode atingir 12 metros de altura. A espécie gigante, outra variante, pode chegar até 25 metros e viver de 30 a 40 anos.

As folhas desse gênero de coqueiro são grandes e de verde intenso a amarelado. Elas atingem 6 metros de comprimento e tem folíolos que medem até 0,90 m.

Também tem pecíolos amarelados cujo comprimento varia de 0,90 a 1,20 de comprimento.

Os frutos

O coqueiro anão produz frutos de casca dura, fibrosa e oca. São arredondados e expelem líquido de sabor singular. Na fase amadurecida, esse líquido vira uma polpa concentrada branca que, além de rígida, é leitosa.

Os frutos do coqueiro anão podem ser verdes, amarelos ou vermelhos. Contudo, o mais consumido no Brasil é o de cor verde, preferidos pelos brasileiros para consumo in natura.

Um coqueiro anão chega a produzir 300 cocos por ano. Considerando a sua expectativa de vida de 30 a 40 anos, gera um rendimento bem razoável.

Origem do coqueiro anão

O coqueiro anão está presente no solo brasileiro praticamente desde o início do período colonial. Aportou em terras brasileiras com as naus dos lusitanos colonizadores, por volta de 1550.

No entanto, não é nativa de Portugal e nem da Europa. Seu local de origem é a Ásia. Seu local de desembarque no Brasil foi na Bahia, onde se popularizou rapidamente.

Não demorou para que seu cultivo se expandisse por outras regiões do país. Inicialmente, ganhou o litoral do Nordeste e pouco a pouco foi migrando para outras regiões, principalmente as privilegiadas de sol.

Coqueiro anão

Versatilidade

O fruto, sem dúvida, é apreciado tanto por sua polpa suculenta como por sua água, utilizados para a comercialização de água de coco. Contudo, o coqueiro anão pode ser usado em outras frentes como, por exemplo, cosméticos. O óleo de coco é um de seus subprodutos mais comuns.

É também muito aplicado na culinária, especialmente em doces, como bolos e sobremesas.

Do coco também se pode obter o leite de coco, obtido através do processamento de coco ralado e água quente.

As folhas do coqueiro são utilizadas para a confecção de cestas e palhas de telhados, enquanto o tronco fornece provisões de madeira para construções.

Tanto a casca como a fibra do coqueiro anão são utilizados em larga escala em peças de artesanato, na fabricação de tapetes e cordas.

Como plantar?

Para explicarmos o passo a passo do plantio de coqueiro anão, como fazer mudas e plantar no vaso,  certamente vale passar algumas informações gerais sobre solo, clima, cuidados, etc.

Começando pelo solo e clima, o coqueiro é proveniente de regiões quentes, com muito sol, portanto, o local de cultivo deve ser privilegiado de luz solar, pois um coqueiro bem desenvolvido costuma receber 2 mil horas de sol por ano.

Lugares que costumam ter muitas nuvens geralmente não conseguem desenvolver bons frutos da espécie, que dependem muito da fotossíntese.

O solo tem que ser profundo e não pedregoso. Além disso, a sua textura tem que ser areno argilosa. Ainda é preciso contar com uma boa drenagem e com águas disponíveis por lençóis freáticos ou chuvas.

Caso não tenha esses recursos, o caminho possível é o sistema de irrigação da lavoura.

O solo ainda tem que ser preparado com nivelamento e revolvimento e, se for o caso, marcação de curvas de níveis.

O pH e a fertilidade do solo, igualmente, têm que ser analisados por exames laboratoriais e receber recomendações de profissionais sobre correções a serem feitas e as adições de adubos necessárias.

A plantação de mudas do coqueiro anão devem ter distanciamento de 8 cm na coluna e 7 cm entre colunas.

Coqueiro anão

Mudas de coqueiro anão

Para fazer mudas de coqueiro anão, siga as instruções abaixo:

  1. Obtenha um coco maduro e faça ranhuras em sua casca. Estas devem ser talhadas de uma ponta a outra; É importante, no entanto, ao realizar essa ação, que o corte não perfure o chamado endorcarpo, que se refere à parte mais dura que envolve a polpa. Tal cuidado se explica porque é necessário preservar a água, pois sem o líquido, a semente a ser colocada no coco não terá recursos nutritivos o suficiente para conseguir brotar;
  2. O próximo passo para plantar o coco anão é reservar um balde de capacidade de 10 a 15 litros;
  3. Adicione camadas para drenagem;
  4. Preencha o fundo do balde com pedras, argila expandida ou brita;
  5. Adicione, na sequência, areia lavada até cobrir as primeiras camadas;
  6. Encha o balde com terra leve e descompactada;
  7. Coloque o coco no vaso com o cuidado de deixar a parte que estava presa na árvore para cima. Deixe três dedos da semente para fora da terra.

Regue frequentemente. Quando atingir cerca de 80 cm de altura, é hora de transplantá-lo para o local definitivo.

Coqueiro anão em vaso

Pode até ser tentador ter um coqueiro anão em vaso no terreno de casa, em razão de ser considerado “pequeno” e também por sua beleza, contudo, definitivamente isso não é uma boa ideia.

Primeiro, essa noção de pequeno é relativa, uma vez que ele alcança 12 metros de altura. Segundo porque, justamente por ter medidas monumentais para um quintal caseiro, seu plantio seria simplesmente devastador para o vaso, pois suas raízes crescem a tal ponto que é impossível para qualquer vaso suportar o seu crescer constante.

Além disso, em um vaso, o coqueiro anão não teria nutrientes suficientes para se desenvolver e manter o estado saudável.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo