Cupuaçu é fruto nativo da Amazônia e fonte de pectina

Inicio » Agricultura » Cupuaçu é fruto nativo da Amazônia e fonte de pectina
02/07/2019 Por
Cupuaçu é fruto nativo da Amazônia e fonte de pectina

Cupuaçu é fruto nutritivo e nativo da região amazônica

O cupuaçu vem do cupuaçuzeiro, e é um tipo de planta da mesma categoria que o conhecido cacau. Por essa razão, eles muito se parecem. Os frutos são grandes, pesam, apresentam uma casca endurecida e são alongados. Dentro do fruto, é possível conferir uma pola na cor branca, com bastante carne e suas sementes.

O cupuaçuzeiro é nativo da Amazônia e torna o cupuaçu uma fruta específica da região Nordeste e Norte brasileiras. Seu porte pode ser mediano ou pequeno, alcançando a até 20 metros de altura. Tem boa adaptação À sombra e pode ter cultivo junto de demais plantas, que apresentam portes maiores.

Cupuaçu

A polpa do cupuaçu é usada de forma ampla para fabricar geleias, sucos, sorvetes e cremes, inclusive, licores. Suas sementinhas têm aproveitamento para retirar a manteiga, que tem uso no setor gastronômico. Ainda, é fruto muito usado por cosméticos e fabricantes de pomadas.

Benefícios do cupuaçu

Em virtude do quantitativo grande de pectina, o fruto ajuda a reduzir o nível glicêmico e o colesterol ruim. É capaz de ajudar, também, na perda do peso. Por conta dos elementos antioxidantes que apresenta, o consumo das sementes do cupuaçu pode ajudar a inibir ou, ainda, reduzir as cáries.

Os nutrientes do cupuaçu o transformam numa fruta excelente para a saúde humana. Em razão de todos eles, o fruto faz com que o organismo funcione melhor. Isto porque conta com uma série de vitaminas, fibras, minerais essenciais e diversas propriedades benéficas ao corpo.

Para tirar proveito de uma composição melhor da fruta, há a recomendação de que, ao fazer uso do seu suco, que não coe. É uma boa atitude fazer o consumo do líquido naturalmente, assim que prepará-lo. Dessa forma, não há perdas de nenhuma das vitaminas.

  • é rica em antioxidantes – contribui para combater os radicais livres, câncer e demais doenças de pele;
  • ação diurética – ajuda a eliminar a água em excesso no corpo, combatendo aos inchaços;
  • imunidade fortalecida – o sistema imunológico também é beneficiado com pelos antioxidantes;
  • melhor saúde cardiovascular – fortalece o sistema, em questão, e protege paredes arteriais;
  • resistência elevada – este suco trabalha em contribuição ao estímulo da imunidade, a fim de que possa aumentar as resistências e energias do organismo, de modo parecido com as fontes da cafeína artificial;
  • controla o colesterol – os ácidos graxos essenciais disponíveis contribuem para a redução do LDL.

Plantação do cupuaçu

O cupuaçuzeiro tem crescimento perene e ereto. É uma árvore capaz de ultrapassar 20 metros de estatura. Sua copa tem desenvolvimento de até 7 metros de espessura.

O plantio de cupuaçu deve ser iniciado com as mudas já preparadas. Depois de um tempo, passará a fazer a multiplicação da cultura com a utilização das sementes dos frutos. Assegure que essas mudas tenham proveniência de matrizes diferentes, vigorosas, precoces e sadias. Portanto, o ideal é comprar exemplares de produtor competente.

  • Disseminação

Isso ocorre, portanto, com as sementes de cupuaçu grandes e arredondas, situadas na parte interna das frutas maiores, que tenham cascas sem as manchas ou rachaduras. É possível, por isso, levar entre 10 a quinze dias para dar início a germinação posteriormente ao processo de semear. A recomendação é que se faça a adoção da enxertia somente como uma opção de obtenção de clones da matriz com características positivas. Isto porque a metodologia não atua na contribuição da precocidade e reduz o porte da árvore.

Cupuaçu

  • Local

É preciso haja sombra, podendo ser a solução o plantio consorciado com demais culturas. Em situação de proceder o cultivo sozinho, as folhas de palmeiras são opções para que haja a proteção em relação aos raios solares. Em determinadas regiões de capoeira, o interessante, portanto, é plantar mudas centrais abertas com 2m de extensão.

  • Cultivo

O plantio comercial precisa ser feito em regiões que haja solo fértil, com profundidade, areno-argiloso, capaz de reter a água e o nível da argila, sem que encharque. No tempo de 30 dias antes da abertura e preparação das covas, fazer uma avaliação do solo e corrigir com calcário dolomítico, caso haja a necessidade.

Plantar em estação de chuva em áreas com temperaturas medianas no ano, maiores que 22 ºC, de umidade do ar relativa.

  • Adubo

Deve ser de, pelo menos, 5 litros de esterco de galinha, ou, ainda, 10 litros de cama de aviário. Além disso, faz-se uso do acréscimo de 200 gramas do superfosfato triplo para cada uma das covas. Esse esterco pode ter substituição por 2 quilos de mamonas ou 8 litros do esterco de boi. Ambos precisam ter fermentação.

Numa dimensão de 50 centímetros dessa planta, faça a aplicação da cobertura para a redução de incidências de ervas daninhas. Assim, haverá o impedimento de variação brusca na temperatura da terra.

  • Covas

Essas covas têm indicação a serem feitas em dimensão de 40 x 40 x 40 cm. Elas necessitam ter abertura 30 dias antes do início do cultivo, fazendo a separação do solo da superfície. Este tem um tom mais escuro em primeiros 20 centímetros de profundidade, de tonalidade mais clara, de 20 a 40 centímetros posteriores.

Elabore o preenchimento dessas covas com os adubos misturados, com quantitativos especificados através de avaliação do solo, com uma parte da terra já eliminada superficialmente. O importante é completar o preenchimento com maior profundidade do solo.

  • Produtividade

Essa produção tem estabilidade 5 anos depois do começo do cultivo. Porém, os cupuaçus iniciais aparecem depois dos vinte e quatro meses que a planta deu pé.

Os principais cuidados, portanto, referem-se ao trato cultural que faz a inclusão da limpeza e do seu manejo do plantio, com coroamentos, roçagens, coberturas verdes e mortas, além dos seguintes fatores de atenção:

  • podas;
  • limpeza;
  • copa renovada;
  • produção.

Tudo isso a fim de controlar a vassoura-de-bruxa.

Cupuaçu

Suco de cupuaçu

A fruta cupuaçu é típica do espaço amazônico e, portanto, pode estar disponível em outros lugares como o Peru e a Colômbia. Esse alimento pode ter uso culinário na preparação de mousses, sorvetes, doces, geleias e, até mesmo, vinhos.

Contudo, um modo clássico e simplificado de fazer a inclusão do cupuaçu na alimentação é por meio de seu suco. Com ele, os benefícios são mais evidentes, porque, ao fazer uso do líquido e bagaço da fruta, não se perdem as suas propriedades benéficas.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo