Erva daninha pode prejudicar produtividade agrícola

Inicio » Agricultura » Erva daninha pode prejudicar produtividade agrícola
01/03/2019 Por
Erva daninha pode prejudicar produtividade agrícola

Confira tudo o que você precisa saber sobre a erva daninha; uma das principais preocupações de produtores agrícolas

Quer manter a sua plantação saudável e sem prejuízos ocasionados pela disputa de água, eliminação e nutrientes entre as plantas? Então, você precisa conhecer o significado de erva daninha.

Conhecida como a planta que não estava no planejamento, a erva daninha pode parecer apenas um matinho qualquer. Mas, traz sérios problemas para o cultivo. Confira neste conteúdo o que é uma erva daninha e como eliminá-la o quanto antes.

Exemplo de erva daninha facilmente encontrada no Brasil

O que é erva daninha?

Erva daninha é a planta que nasce “do nada” em um lugar e momento indesejados, interferindo negativamente na agricultura. Por isso mesmo, é conhecida até mesmo por apelidos negativos como planta daninha, peste e mato.

Entretanto, é importante saber que não é uma definição restrita apenas a plantas que interferem com os objetivos do produtor agrícola. Mas que principalmente prejudicam o crescimento e desenvolvimento de outras espécies. Quer ver um exemplo? Um pé de milho que aparece em uma plantação de cana-de-açúcar pode ser considerado como uma erva daninha. Isso porque vai prejudicar a plantação.

Se na pecuária, o carrapato age como sanguessuga preso à pele dos bovinos e se alimentando de seus nutrientes; na agricultura a erva daninha é ainda mais potente. Afinal, nasce e cresce junto com as outras plantas, mas rouba delas a água e os nutrientes necessários para que possam crescer saudáveis.

No entanto, existem algumas ideologias que afirmam que ela também pode ter significado positivo e conviver com culturas comerciais. Mas, não vamos nos ater a elas. Vale lembrar que elas podem surgir a partir de sementes, partes do caule, folha, raiz ou transferência de espécies vegetais.

Características da erva daninha

A erva daninha conta com características comuns bastante conhecidas. Crescimento rápido, fácil adaptação climática, rapidez entre floração e germinação, grande longevidade e produção são as principais delas. Em outras palavras, é possível dizer que sim: a erva daninha é considerada um tipo de praga.

Desvantagens das ervas daninhas

Porque, além de causarem uma competição com as plantas desejadas, por luz, água e nutrientes, também podem facilitar a instalação de doenças e pragas nas espécies vegetais cultivadas. E quando alcançam grande porte, como no caso das trepadeiras, acabam dificultando até mesmo a aplicação de adubo e fertilizantes nas áreas em que devem ser inseridos.

Eliminar a erva daninha de modo manual é a medida mais indicada por especialistas para o seu controle

Como eliminar a erva daninha

Apesar de se espalharem com facilidade e em uma velocidade que impressiona, existem medidas para controlá-las. Entre elas, as que mais se destacam são o uso de agroquímicos e pesticidas.

Mas, segundo especialistas o controle biológico deve ser realizado sem o uso de produtos de origem química. Afinal, eles podem causar problemas de saúde para pessoas e animais. Então, apesar de ser o mais demorado, o melhor caminho seria controlar e eliminar essas plantas indesejadas de modo manual. Ou seja, literalmente, cortar (ou arrancar) o mal pela raiz para que não floresça de novo.

Uma prática muito utilizada principalmente no cultivo de soja é o uso de uma manta de palha sobre a terra. Além de dificultar o crescimento da erva daninha, também favorece a umidade do solo.

Agro20 | Portal Vida No Campo