Cursos de agropecuária são essenciais para obter bons resultados

Inicio » Agronegócio » Cursos de agropecuária são essenciais para obter bons resultados
11/11/2020 Por
Cursos de agropecuária são essenciais para obter bons resultados

Os cursos de agropecuária permitem que você atue em uma das principais atividades econômicas do Brasil. A agropecuária pode ser definida como a exploração de espaços rurais por meio da pecuária (criação de animais em larga escala) e do plantio (agricultura). Visto que os cursos de agropecuária permitem trabalhar em ambas as frentes, você poderá atender tanto os mercados de alimentos quanto o de matérias-primas.

Primordialmente, a quantidade de pessoas que optam pelos cursos de agropecuária, seja antes de iniciar uma graduação universitária ou enquanto formação técnica para aprimorar o currículo, é cada vez maior.

Cursos de agropecuária

O que são os cursos de agropecuária?

Os cursos de agropecuária, de modo geral, capacitam os estudantes a partir da articulação de conhecimentos zootécnicos e agrícolas. Nesse ínterim, um dos principais objetivos é formar profissionais capazes para suprir as demandas do agronegócio brasileiro nos diversos processos das cadeias produtivas.

Dessa maneira, o profissional devidamente capacitado poderá atuar, por exemplo, na comercialização, na industrialização ou diretamente na produção dos produtos agropecuários.

Tipos de cursos de agropecuária

Antes que você tome a sua decisão, convém lembrar que, em nosso país, existem cursos de agropecuária de nível superior (ou tecnólogo), técnico (de ensino médio) e de especialização (isto é pós-graduação lato sensu).

Cursos técnicos em agropecuária

Conquanto trata-se de cursos considerados de nível médio, eles podem ser oferecidos junto ao Ensino Médio (na modalidade integrada) ou subsequente (isto é, após a conclusão do ensino secundário).

Em virtude de o que dispõe o CNCT (Catálogo Nacional dos Cursos Técnicos), regularmente atualizado pelo Ministério da Educação, os cursos técnicos em agropecuária devem ter uma duração de, pelo menos, 1.200 horas. Ou seja, esse tipo de formação pode ser realizado tanto nas modalidades de Ensino a Distância (EAD), semipresenciais ou inteiramente presencial.

Cursos de tecnólogo

Quanto aos cursos de tecnólogo, vale lembrar que existem dois que já devidamente reconhecidos pelo MEC. Todavia, a duração média é de 2 anos, sendo uma formação de nível superior focada na preparação para que o estudante ingresse no mercado de trabalho e nas práticas profissionais.

Cursos de agropecuária

Especialização em agropecuária

Segundo o Ministério da Educação, há dois cursos de pós-graduação em agropecuária no país:

  • MBA em Tecnologia e Gestão da Produção Agropecuária, ministrado pela FAFRAM (Faculdade Dr. Francisco Maeda);
  • Educação Sanitária e Defesa Agropecuária, pela UNIJALES (Centro Universitário de Jales).

De maneira idêntica, existem, além dos supramencionados cursos, programas de especialização nos mais diversos setores do agronegócio, da pecuária e, também, da agropecuária.

Pós-graduação em agropecuária

Inesperadamente para muitos, os estudantes graduados em Agroindústria, Engenharia Agrícola, Ciências Biológicas, entre outros, podem realizar a pós-graduação em agropecuária.

Em contraste com outras possibilidades acadêmicas, essa alternativa é a ideal para quem almeja desenvolver as habilidades e competências necessárias na gestão empresarial do agronegócio.

Sem dúvida, qualquer interessado poderá optar tanto por especializações via cursos a distância ou em cursos presenciais. Primeiramente, os especialistas na área devem ter formação integral, englobando conhecimentos de diferentes áreas, a fim de atuar em mercados agroindustriais e análise de projetos.

Com o intuito de se destacar em um ambiente cada vez mais competitivo, esse tipo de especialização é de suma importância, à medida que permite manter um currículo devidamente atualizado.

Grade curricular

Como todos sabem, o nosso país encontra-se entre os maiores produtores agropecuários de todo o mundo. A fim de manter essa posição de destaque, o Brasil lidera o ranking da produção rural dos mais diversos produtos, tais como laranjas, cana-de-açúcar, café e bovinos.

Em contrapartida, a capacitação dos profissionais que atuam no setor deve ser de altíssima qualidade, promovendo o abastecimento necessário de mão de obra eficiente na agropecuária nacional.

Assim também, durante a graduação, os estudantes passam, conforme mencionado, por disciplinas zootécnicas e agrícolas. Contudo, a maioria das grades curriculares são compostas por disciplinas práticas e específicas da área, entre as quais destacam-se:

  • Nutrição animal;
  • Mecanização e irrigação;
  • Industrialização de alimentos;
  • Defensivos agrícolas;
  • Bovinocultura de leite;
  • Bovinocultura de corte;
  • Conservação, manejo e biodinâmica do solo;
  • Avicultura;
  • Apicultura;
  • Extensão e administração rural.

Principais vantagens nos cursos técnicos de agropecuária

Os cursos de agropecuária de nível técnico podem representar uma via rápida para adquirir conhecimentos específicos, bem como a oportunidade para quem deseja uma imediata inserção junto ao mercado de trabalho.

Só para exemplificar, os profissionais que optaram por passar pela modalidade técnica conseguem altos níveis de empregabilidade, além de poderem desfrutar de algumas vantagens, como as que destacamos a seguir:

Cursos de agropecuária

Especialização valorizada

Há cursos técnicos que se dedicam a promover especializações profissionais especificamente voltadas ao setor de Bovinocultura Leiteira. Sobretudo, visam atender a uma demanda crescente do segmento que tem crescido consideravelmente nos últimos anos.

Bons resultados em menor tempo

Em síntese, os cursos de graduação têm a duração mínima de 4 anos. Mas, os cursos técnicos, permitem que os estudantes já estejam formados e trabalhando na área em um período consideravelmente menor. Posto que essa vantagem interessa a muitos profissionais, eles conseguem iniciar suas carreiras bem mais cedo.

Foco na prática

Nesse sentido, você terá oportunidades constantes de atuar na prática, por meio de aulas preparadas especialmente para esse fim. Aliás, os estudantes contam, também, com aulas teóricas, “aprendendo a fazer, fazendo”.

Ainda mais importante, isso permite que os alunos adquiram as competências imprescindíveis para desempenhar suas funções técnicas com a eficácia que esse mercado tanto almeja.

Disponibilidade de vagas

Porquanto exista, no mercado de trabalho, uma lacuna em relação a técnicos qualificados, as oportunidades tendem a ser fartas, tanto em termos de remuneração quanto em quantidade.

No momento em que se formar, você perceberá que, ainda que muitos se formem, anualmente, em universidades, grande parte sai da academia com nenhuma ou poucas experiências práticas. De fato, é justamente isso o que é mais buscado, na atualidade, pelas empresas.

Formação técnica junto ao ensino médio

Os cursos de agropecuária, na maioria das vezes, são oferecidos prescindindo do certificado de conclusão do Ensino Médio. A propósito, o estudante pode frequentar o curso em período integral, realizando ambos concomitantemente. Certamente, em idade precoce, terá a possibilidade de entrar no mercado de trabalho com uma grande vantagem em seu currículo.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo