Gavião real pode alcançar envergadura de até 2,5 metros

Inicio » Meio Ambiente » Gavião real pode alcançar envergadura de até 2,5 metros
07/10/2020 Por
Gavião real pode alcançar envergadura de até 2,5 metros

Gavião real é o mais poderoso da espécie. Além de deter o título de gavião mais poderoso do mundo, ele também é o principal predador da preguiça! Afinal, a espécie possui garras maiores que um urso e um punho forte o suficiente para esmagar um braço humano.

Sem dúvida, o gavião real está entre as maiores e mais poderosas aves de rapina do mundo. Como mencionado, suas garras traseiras têm cerca de dez centímetros de comprimento, assim, atingindo o mesmo tamanho das garras de um urso pardo. Além disso, uma fêmea pode pesar até duas vezes mais que seu companheiro.

Gavião real

O que é gavião real?

O gavião real é a ave de rapina mais pesada do mundo, sendo também uma das maiores. Afinal, o animal mede cerca de dois metros e meio de envergadura e pode atingir a marca de doze quilos. No Brasil, a ave também é conhecida como uiraçu verdadeiro, cutucurim, uiraquer, uiracuir, uiraçu, iruuetê, harpia e gavião de penacho.

Como muitas outras aves de rapina, estes gaviões continuam a trazer galhos verdes e frescos para o ninho depois que o filhote choca. Alguns pesquisadores acreditam que isso ajuda a manter afastados os insetos e parasitas, proporcionando um ambiente mais seguro para o filhote. Apesar de ser uma ave cuidadosa, o desmatamento e a caça são as duas principais ameaças à sobrevivência desse gavião.

Tipos de gavião

Você já ouviu falar das harpias da mitologia grega? Em suma, uma harpia é uma criatura mitológica que foi retratada como uma fera assustadora e alada com a cabeça de uma mulher. Conhecidos por sua crueldade e natureza destrutiva, eles foram apelidados de “Cães de Zeus”.

Dentre os tipos de gavião, o gavião real é também chamado de “harpia” devido às suas medidas e características intimidadoras. De fato, não é de surpreender que em alguns lugares da América Latina – incluindo o Brasil – ainda existam histórias e lendas locais sobre bruxas que vivem no topo de árvores altas. Para aqueles que têm a sorte de ver um gavião real pessoalmente, eles realmente se parecem com a silhueta de uma pessoa vestida e sentada em um galho.

No entanto, ao contrário das harpias da mitologia grega, essas harpias são um tipo de gavião literalmente real e estão entre as maiores aves do mundo. Em geral, eles podem pesar até cinco quilos, enquanto as fêmeas costumam ter o dobro do tamanho de seus parceiros.

Esses tipos de gavião também são alguns dos pássaros mais poderosos, com a capacidade de levantar presas do tamanho de macacos, preguiças ou até de um cervo filhote!

Hábitos alimentares do gavião real

Essas harpias são animais carnívoros, mas não caçam todos os dias porque podem se alimentam da mesma presa morta por vários dias seguidos. Afinal, seus corpos se adaptaram para tolerar a carne que passou vários dias no ambiente quente da floresta tropical, como acontece muito no Brasil, onde são predominantes.

Assim, como elas não precisam comer todos os dias, essas aves podem passar uma semana inteira ou mais sem ingerir qualquer alimento. Embora essa espécie de gavião prefira animais que habitam árvores, como preguiças, macacos, iguanas e outros pássaros, eles também podem atacar espécies de habitações terrestres.

Gavião real

Reprodução do gavião real

Esses gaviões atingem a idade adulta quando têm cerca de cinco anos de idade. Como muitas espécies de pássaros, eles acasalam por toda a vida, o que, para uma harpia, pode significar de 25 a 30 anos! E quando um indivíduo encontra um parceiro, é hora então de construir um ninho na árvore mais alta que encontrarem.

Em suma, ambos os pais participam da construção do ninho, com cerca de dois metros de diâmetro e mais de quarenta centímetros de profundidade. Ou seja, dois humanos adultos poderiam caber facilmente no ninho, o que é, sem dúvida, uma marca impressionante.

Em seguida, a fêmea põe dois ovos, no entanto, geralmente apenas um dos filhotes sobrevive. Os pais cuidam de seus filhos nos primeiros dois anos, até eles se tornarem jovens.

Qual a relação entre preguiças e gaviões reais?

Os gaviões reais são o que cientistas, biólogos e zoólogos chamam de “espécie guarda-chuva”. Assim como várias pessoas são protegidas por um guarda-chuva sob o mau tempo, diferentes espécies de animais selvagens também podem ser protegidas pela conservação de uma espécie em particular.

Por exemplo, os gaviões reais dependem de uma população saudável de macacos e preguiças. Portanto, para proteger o futuro dessa ave de rapina, essas espécies também devem ser protegidas. Além disso, ao proteger essas espécies de gavião, conservamos a incrível floresta tropical em que eles vivem, que também é o lar de preguiças, macacos e muitas outras criaturas incríveis da fauna brasileira, por exemplo.

Gavião real

Conservação do gavião real

Infelizmente, a população de gaviões reais está em declínio em todo o continente. É difícil determinar com precisão o número da população. Afinal, alguns estimam que ainda há entre 10.000 e 50.000 indivíduos, embora os dados ainda sejam insuficientes. Em alguns países, no entanto, a espécie infelizmente é considerada extinta.

De fato, o gavião real está quase ameaçado ou vulnerável na maioria das áreas da América do Sul, estando criticamente em perigo na América Central. Afinal, grandes predadores geralmente exigem grandes territórios para suprir todas as suas necessidades: caça, acasalamento, etc.

Portanto, a perda de habitat, a extração de madeira e os efeitos da crise climática são, sem dúvida, as maiores ameaças a esse gavião. Além disso, a caça furtiva e o tráfico para comércio ilegal de animais também são grandes questões.

Algumas pessoas também matam essas aves porque temem que o gavião possa machucá-los, machucar crianças ou machucar o gado. Como mencionado anteriormente, existem muitos equívocos e superstições em torno dessa ave raptora.

Aves de rapina

Aves são alguns dos animais mais vistos no mundo, afinal, é possível encontrá-los na maior parte das regiões do planeta Terra. Algumas das mais frequentemente localizadas são as aves de rapina, muitas vezes referidas como aves raptoras.

O termo “raptor” tem origem no latim, sendo uma tradução de “rapere”, que significa “pegar um objeto à força”. As aves de rapina possuem alguns traços em comum, como sua visão super aguçada, que possibilita identificar presas à distância.

Algumas das aves de rapina mais conhecidas incluem falcões, águias e corujas. As espécies de gavião, como o gavião real, também estão entre as aves de rapina.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo