Juta tem folhas serreadas e é muito utilizada em decorações e artesanatos

Inicio » Agronegócio » Juta tem folhas serreadas e é muito utilizada em decorações e artesanatos
15/07/2019 Por
Juta tem folhas serreadas e é muito utilizada em decorações e artesanatos

Vale a pena conhecer as características e benefícios da juta

Feito de fibra natural, a juta é um tipo de tecido muito utilizado em decorações. Suas características fazem com que ele seja procurado principalmente para confeccionar artesanatos.

Entretanto, a juta também pode ser utilizada de diversas outras formas criativas e bonitas. O preço baixo e a durabilidade são outros benefícios que fazem com que a procura da fibra esteja aumentando para diversas aplicações.

Juta

O que é juta?

Juta é uma erva originária da Índia, da família das tiliáceas, que é cultivada para extração de fibras que serão usadas na indústria têxtil. Ela caracteriza-se por possuir folhas serreadas e pontiagudas. Além disso, suas flores são pequenas e crescem no final de caules que se dividem no formato simpodial.

A fibra que gera o tecido é obtida a partir do processo de maceração do fruto. Este é formado por uma espécie de cápsula onde se encontram cinco “conchas”.

O caule, que pode chegar a uma altura de 4 a 5 metros, passa por este processamento que extrai a água da planta. Desta forma, as fibras são liberadas para utilização na produção do tecido de juta em rolo.

Apelidada de “fibra de ouro”, ela foi usada durante muito tempo exclusivamente para a produção de sacos destinados à guarda e transporte de grãos.

A partir do século XVIII, o exército alemão passou a importar o tecido para produção de uniforme das tropas. Daí por diante, o tecido começou a ser mais conhecido e utilizado em diversos outros países. Hoje, o artesanato com juta é bastante comum em várias localidades.

Características da juta

Depois da semeadura, o florescimento da planta demora entre quatro a cinco meses para gerar a primeira brotação. Apesar de não exigir cuidados excessivos, a planta pede uma regada sistemática.

A fase de cultivo da juta é considerada tranquila e pode ser feita completamente sem que haja a necessidade de se recorrer a produtos agrotóxicos.

Já o processo de extração da fibra é tido como mais trabalhoso e requer alguns cuidados. Para se obter a fibra, é necessário extrai-la do espaço existente entre a casca e o talo da planta.

Os agricultores realizam cortes próximo à base da planta para, em seguida, limpar as folhas e organizar os feixes dentro de água. Isto dará início ao processo de maceração.

Esta etapa, então, varia entre 7 a 10 dias, onde a planta vai lentamente liberando suas fibras. Ao final do processo, é possível separar a casca da fibra. Em seguida, é necessário passar as fibras por um enxágue que as deixarão prontas para o empacotamento.

A classificação da qualidade das fibras da juta se dá em duas segmentações: a juta de qualidade superior apresenta cor de forte brilho, firmeza e grande extensão. Já aquelas classificadas como de qualidade inferior contrariamente apresentam fibras curtas, escuras e com pequena resistência.

A composição da fibra é feita basicamente de celulose, água, cinzas, gorduras e substâncias incrustantes.

Juta

Vantagens e desvantagens da juta

Dentre as várias qualidades da juta, destaca-se, por exemplo, o fato de ser um tecido considerado ecologicamente correto, totalmente reciclável e biodegradável.

A fibra também se destaca por apresentar propriedades como isolamento térmico, baixa condutividade e moderada retenção de umidade.

Ela também é propícia à absorção de tintas e corantes. Além disso, a facilidade de manuseio das fibras permite a produção de fios de várias espessuras.

Além de sacos, que evitam o ressecamento de grãos, a juta também pode ser produzida em espessuras para utilização em tapetes, carpetes, cortinas, entre outros.

Entretanto, apesar de suas vantagens, a juta também oferece algumas condições que podem ser consideradas ruins dependendo da utilização.

A leveza do tecido juta, ao mesmo tempo em que oferece versatilidade, também pode lacear depois de algum período.

Não obstante, recomenda-se evitar a exposição do tecido aos raios solares. O calor tende a tornar a fibra fraca e suscetível a rompimentos.

Tipos de juta

As variações do tecido dependem de aspectos como a espessura e a composição do produto final. A juta tradicional usada em sacaria é mais grossa e firme.

Por outro lado, o tecido utilizado em decoração e em utensílios é caracterizado por fibras mais finas e coloridas. Este tipo de fibra é mais maleável, podendo ser utilizado em situações que exigem elasticidade.

O tecido pode ser “totalmente puro” ou ser resultante da união da fibra com outros compostos como algodão, poliéster e até fibra de madeira. Dentre elas, a juta com renda é um dos tipos mais procurados.

As inúmeras aplicações para que estas composições servem, portanto, aumentam a viabilidade econômica e a durabilidade do tecido.

Decoração com juta

Festas de aniversário e casamento, dentre outros tipos de eventos, costumam ter adereços e enfeites em juta.

O tecido é muito procurado para compor decorações de estilo rústico, antigo e até provençal. Além da beleza, a juta também se destaca pela versatilidade. A estrutura e a firmeza das fibras permitem vários tipos de criações.

Foi-se o tempo em que a juta era sinônimo de marrom ou bege. Atualmente é possível encontrar juta para decoração em várias tonalidades.

Vermelho, azul, verde e preto são apenas algumas das opções. A cada nova estação, a indústria oferece novos tons de cores para acompanhar a tendência da moda. E mesmo entre as cores tradicionais, é possível encontrar variações nas tonalidades.

Juta

Outros usos para a juta

Além da utilização em sacaria e decoração, também é possível entender para que serve a juta ao observar como ela tem sido adotada para outras finalidades criativas e belas.

Lojas de decoração para o lar já oferecem diversos tipos de cortinas, tapetes e passadeiras feitos com este tipo de material. O tecido, leve e que facilita a passagem de ar e luz, torna-se ideal para quem quer combinar proteção com praticidade.

Muitas outras utilizações são vistas com este tipo de fibra: revestimento de abajures, toalhas de mesas e itens de cozinha são apenas alguns.

Dependendo do estilo decorativo, também verificamos aplicações de juta em cadeiras e outros tipos de estofados.

Uma utilização que ultimamente vem sendo adotada por vários decoradores de ambiente é o uso de juta para revestir paredes. O tecido propicia uma visão singular e uma textura agradável, servindo perfeitamente para quadros, painéis e um tipo de papel de parede.

As várias qualidades da juta fazem com que surjam novas utilidades para o tecido. Por exemplo, alguns tipos de bonés podem ter partes deste tecido.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo