Lúpulo é planta conhecida como um dos principais ingredientes da cerveja

Inicio » Agricultura » Lúpulo é planta conhecida como um dos principais ingredientes da cerveja
26/08/2019 Por
Lúpulo é planta conhecida como um dos principais ingredientes da cerveja

Lúpulo destaca diferentes benefícios e tem utilidades além da produção da cerveja

O lúpulo é bastante conhecido no Brasil por ser um dos principais ingredientes da cerveja; principalmente em razão de um comercial da bebida veiculado há tempos no país, que exaltava o uso da planta.

No entanto, embora algumas pessoas possam pensar que o lúpulo seja prejudicial para a saúde – por estar entre os componentes de uma bebida alcoólica – esse pensamento não é real. Isso porque, pelo contrário, esta substância tem o poder, inclusive, de melhorar o funcionamento do organismo humano.

Lúpulo é um dos principais ingredientes da cerveja

O que é lúpulo?

Lúpulo é uma pequena flor pertencente a família das canabidáceas, ou seja, da mesma família da cannabis. Apesar disso, não há razões para se preocupar em sofrer com os mesmos efeitos desta outra planta; já que ela não incentiva nenhum efeito alucinógeno ou entorpecente. Sua principal característica é o seu sabor marcante e bastante amargo.

Lúpulo e cerveja

Apesar de ser um ingrediente extremamente importante na fabricação da cerveja, está enganado quem pensa que é necessária uma grande quantidade destes cereais maltados na elaboração da bebida.

Assim, uma pequena quantidade da planta – um valor estimado entre 40 e 300 gramas de lúpulo – já são suficientes para a produção de 100 litros de cerveja. Mas este não é um número exato, uma vez que a quantidade de ingredientes adicionada varia de acordo com cada fabricante.

Dessa forma, este acaba sendo o diferencial de algumas marcas. Enquanto algumas se aproveitam do ingrediente, deixando seu aroma e sabor em primeiro plano, outras colocam pouquíssimo lúpulo, fazendo com que sua presença seja ofuscada por outros elementos da composição.

No entanto, a fabricação de uma boa cerveja ainda exige outros cereais importantes, como é o caso do malte. Ele é misturado ao lúpulo e a uma certa quantidade de água. Juntos, eles são fermentados, dando origem a cerveja.

Plantação de lúpulo

É interessante saber que o lúpulo precisa de um clima e características específicas para se desenvolver de forma saudável e com qualidade.

Dessa forma, para cultivar a planta, o ideal é que que a região tenha baixas temperaturas, mas sem que a região deixe de ser atingida constantemente pela luz solar. Assim, o cultivo do produto acaba sendo mais comum em países com latitudes maiores, tanto no hemisfério Norte quanto no hemisfério Sul.

Os principais países produtores de lúpulo são:

  • Alemanha;
  • Estados Unidos;
  • China;
  • República Tcheca;
  • Polônia.

Ainda é interessante destacar que a Alemanha e os Estados Unidos se aproveitaram de suas condições naturais e aprenderam direitinho como plantar lúpulo, uma vez que estes países são responsáveis por dois terços da produção mundial da planta.

Também é válido dizer que existem diversos pequenos produtores de cerveja artesanal que cultivam o lúpulo em suas próprias casas, conferindo um sabor único e diferenciado para o seu produto. Contudo, é bom tomar muito cuidado com esta produção caseira, principalmente quando falamos sobre o contato com cães e gatos.

Sabe-se que o lúpulo é altamente tóxico para eles, podendo causar até mesmo ataques epiléticos e a morte dos animais. Assim, é importante ter muita atenção na hora do armazenamento e descarte do lúpulo em produções caseiras.

Lúpulo é um dos principais ingredientes da cerveja

Benefícios do lúpulo

Você já sabe o que é o lúpulo, como ele é produzido e utilizado, mas deve estar se perguntando quais são os seus benefícios, citados brevemente no comecinho deste artigo. Bom, chegou a hora de descobri-los. Para isso, elaboramos uma pequena listinha para que você possa compreender de forma clara. Acompanhe:

Propriedade antibiótica

Por possuir antioxidantes entre as suas propriedades, o lúpulo desempenha uma forte ação antibiótica. Ela pode atuar no nosso corpo ajudando a prevenir e combater a ação dos mais diversos microrganismos. Essa ação pode ser notada até mesmo na cerveja, funcionando como um conservante natural. Além disso, a propriedade possibilita que a flor seja muito resistente a pragas.

Atua como um relaxante natural

Apesar de não possuir nenhum efeito entorpecente, o lúpulo pode atuar como um relaxante natural para nosso organismo. Além de estar presente na cerveja, ele ainda pode ser utilizado como um óleo essencial, chá e até mesmo colocado no travesseiro para promover uma boa noite de sono.

Combate os radicais livres

Mais uma vez falando sobre o poder antioxidante, podemos citar a atuação do lúpulo no combate aos radicais livres. Assim, a flor pode ser utilizada no combate de alguns tipos de câncer e até mesmo doenças cardiovasculares.

Além dessas, ainda é interessante destacar algumas propriedades do lúpulo, como o poder de atuar das seguintes maneiras:

  • anafrodisíaco;
  • anódino;
  • antisséptico;
  • diurético;
  • antiespasmódico;
  • febrífugo;
  • emenagogo;
  • galactagogo;
  • soporífero;
  • tônico amargo;
  • fitoestrogênio;
  • laxante;
  • nervino;
  • sedativo.

Dessa maneira, ele pode ser utilizado em em casos de taquicardia, dores de cabeça, espasmos, fraqueza dos nervos, tensão nervosa e para fazer uma limpeza do sangue, livrando-o das mais diversas impurezas.

Como fazer o chá de lúpulo?

Se você ficou impressionado com todas estas propriedades do lúpulo mas não gosta de cerveja ou deseja uma opção sem álcool, nós temos a solução para você: um chá. Sua elaboração é extremamente fácil. basta ter em mente que são necessárias 2 colheres de sopa de chá da erva para cada litro de água.

Lúpulo

Assim, basta ferver a mistura e, em seguida, deixar o resultado descansando por cerca de 10 minutos. Durante esta etapa, é necessário que a tampa da panela esteja completamente fechada. Depois basta coar e adoçar o chá de maneira moderada.

O recomendado é que sejam consumidas de duas a três xícaras por dia, para que você possa aproveitar por completo todos os benefícios proporcionados pelo chá de lúpulo.

Contraindicações do lúpulo

Apesar de seu poder extremamente benéfico para a nossa saúde, é importante dizer que existem alguns casos onde a substância é contraindicada. Assim, pessoas que sofrem com diabetes e mulheres grávidas ou em período de amamentação não devem consumir a erva.

Além disso, vale lembrar que em diversas ocasiões o lúpulo é consumido na cerveja. Nesses casos, deve ser consumido de forma mais moderada ainda, uma vez que o consumo excessivo de álcool pode trazer diversos malefícios ao nosso organismo.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo