Oleaginosas são alimentos ricos em nutrientes e benefícios importantes

Inicio » Agricultura » Oleaginosas são alimentos ricos em nutrientes e benefícios importantes
24/04/2019 Por
Oleaginosas são alimentos ricos em nutrientes e benefícios importantes

As oleaginosas podem ser facilmente plantadas na agricultura familiar

As oleaginosas são alimentos que trazem uma série de benefícios importantes para a qualidade de vida. Dessa forma, com o passar do tempo, tornaram-se indispensáveis em dietas recomendadas por médicos nutricionistas.

Além disso, as oleaginosas são boas alternativas de produção dentro da agricultura familiar e de subsistência; servindo como importantes fontes de renda em pequenas e grandes comunidades espalhadas por todo o Brasil.

Oleaginosas sob a mesa

O que são oleaginosas?

Oleaginosas são alimentos que podem ser frutas, vegetais ou sementes. Contando com fibras, gorduras, óleos, minerais e proteínas considerados extremamente benéficas para a saúde humana, elas podem ser consumidas in natura. Dessa forma, esse tipo de alimento não precisa passar por processos preparatórios específicos antes do consumo, permitindo que todos os seus nutrientes sejam absorvidos com mais facilidade e efetividade pelo corpo.

Para que esse tipo de alimento não pereça com rapidez, é interessante deixá-lo em local fresco e que conte com a presença constante de luz.

O milho e a soja, por exemplo, fazem parte da classe de frutas oleaginosas. Então, a parir deles, são criados variados produtos importantes para a culinária brasileira, incluindo os da gastronomia vegana.

No entanto, os representantes mais conhecidos e populares das oleaginosas no Brasil ainda são itens como castanha de caju, castanha do Pará, amendoim, macadâmia e as amêndoas, por exemplo.

Benefícios das oleaginosas

Alimentar-se de oleaginosas é importante para manter a saúde do corpo, e também pode ajudar no desempenho físico durante a prática de atividades físicas. De acordo com médicos especialistas, a castanha e as nozes são dois dos mais saudáveis itens desta classe específica de alimentos.

Além de seu valor energético, essa classe de alimentos é importante para a prevenção de doenças como o câncer, por exemplo. A vitamina D, presente no alimento, age de maneira antioxidante, protegendo parte da estrutura corporal de quem o consome.

Outros elementos que fazem parte das oleaginosas, como o cálcio e o potássio, também são importantes; e ajudam na proteção dos dentes e ossos, podendo prevenir contra doenças como a osteoporose.

Para os que fazem dietas alimentares em busca do emagrecimento, também é comum a recomendação de diferentes tipos de oleaginosas por parte dos especialistas em nutrição.  Isso porque, além de oferecer nutrientes e fibras importantes para a saúde, elas também contam com o poder de saciedade; o que ajuda na diminuição do consumo de outros alimentos menos saudáveis no dia a dia.

Oleaginosas

As oleaginosas também são conhecidas pela presença da gordura insaturada, capaz de diminuir problemas diretamente relacionados ao coração. Todavia, por serem ricas em carboidratos, é importante que o consumo seja feito com equilíbrio e moderação, visto que a ingestão excessiva pode provocar o aumento de peso.

Além da castanha e as nozes, já citadas anteriormente, a lista de oleaginosas é grande. Entre os principais exemplos de oleaginosas, se destacam:

As sementes de oleaginosas também são bastante consumidas no Brasil; e podem, inclusive, ser utilizadas como complemento no tratamento de problemas como infeções de bexiga, por exemplo. Entre as sementes mais comumente consumidas e comercializadas, podemos citar:

  • Semente de abóbora
  • Semente de gergelim
  • Semente de girassol

Cultivo de oleaginosas

O cultivo de dessa classe de alimentos é uma ótima opção de investimento a agricultura familiar. Isso porque podem ser uma boa fonte de renda e, ainda, ajudar a abastecer diferentes comunidades do país.

Para a produção de oleaginosas não é necessário um solo extenso, já que a sua fertilidade é o mais importante para o sucesso do plantio. Além disso, por não necessitar de grandes cuidados, é um tipo de alimento que pode ser facilmente cultivado, mesmo por quem tem pouca experiência no ramo.

Exportação de oleaginosas

A exportação de oleaginosas já é uma realidade no Brasil; e o clima do país – muito propício para a produção – é um dos fatores que mais contribui para isso.

A soja, por exemplo, é uma das oleaginosas mais produzidas e negociadas do território nacional. Todavia, mesmo com a evolução do país no setor, a produção brasileira ainda está longe de ser a maior do mundo. Países como a China, Índia e Estados Unidos ainda são os maiores importadores e consumidores de oleaginosas.

Oleaginosas

Oleaginosas e leguminosas

As leguminosas são alimentos muito populares em todo o mundo, sempre acompanhando diversos pratos e os tornando mais ricos em nutrientes. Feijão, ervilha e grão de bico são três dos alimentos mais conhecidos desse segmento.

Mesmo com nomes relativamente semelhantes, oleaginosas e leguminosas são completamente diferentes. A confusão entre os dois acontece principalmente por conta do amendoim, considerado um alimento leguminoso. Entretanto, embora seja considerado um legume, ele também faz parte da classe das oleaginosas.

Pratos com oleaginosas

A culinária de oleaginosas é rica, além de ser capaz de tornar diferentes pratos mais saborosos e nutritivos. Entre as opções de receitas e alimentos mais comumente consumidos junto com oleaginosas, encontramos:

  • Saladas de folhas
  • Sorvetes
  • Iogurtes
  • Patês
  • Risotos
  • Saladas de frutas
  • Pães

Oleaginosas na alimentação animal

Dentro da pecuária não é incomum o consumo de oleaginosas. Isso porque, por conta de seus nutrientes, elas se tornam bons complementos para garantir o desenvolvimento dos animais com mais eficiência.

É comum utilizar oleaginosas misturadas à ração dos rebanhos, principalmente nas primeiras fases de vida do animal; momento em que mais precisam de nutrientes.

No entanto, vale lembrar que a ração não deve ser substituída pelas frutas oleaginosas; que devem servir, apenas, como um complemento saudável e nutritivo. Por conta das calorias das oleaginosas, o consumo do alimento pelo animal também deve ser controlado, evitando ganho de peso excessivo e a possível perda de desempenho nas atividades diárias.

Oleaginosas sendo separadas para produção

Para a inclusão desse tipo de alimento na dieta dos animais, no entanto, é recomendado consultar médicos veterinários; pois, desse modo, é possível que a dieta seja definida de acordo com o tamanho e peso do animal, sem que a sua saúde ou integridade física possa ser prejudicada de alguma maneira em função de um possível desequilíbrio.

Versáteis e fáceis de misturar com uma enorme variedade de alimentos, as oleaginosas podem ser consideradas como superalimentos; contribuindo para a saúde e a nutrição adequada de seres humanos e animais.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo