Neossolo é solo que destaca diferentes tipos e características variáveis

Home » Meio Ambiente » Neossolo é solo que destaca diferentes tipos e características variáveis
01/11/2019 by
Neossolo é solo que destaca diferentes tipos e características variáveis

Neossolo não é um dos tipos de solo mais adequado para a agricultura

Neossolo é um tipo de solo considerado pouco evoluído pelas suas características como, por exemplo, a baixa profundidade.

O neossolo é também subdivido em quatro subcategorias, chamadas de neossolos litólicos, flúvicos, quartzârenicos e regolíticos.

Neossolo

O que é neossolo?

O neossolo é um solo que se caracteriza por se pouco espesso em comparação a outros tipos de solo; ou seja, ele é de baixa profundidade. Além disso, ele pode ser constituído por matéria orgânica ou mineral, e pode ser encontrado em qualquer região do Brasil. No entanto, suas características variam quanto a morfologia e composição físico-química.

Esse tipo de solo pode ser encontrado em diversos climas; sendo, ainda, presente em relevos ondulados, em forma de montanha e até mesmo áreas planas e próximas a lençóis freáticos.

Sua origem pode ser proveniente de rochas decompostas ou de sedimentos aluviais, decorrentes, por exemplo, do transporte de minerais.

Neossolo

Tipos de neossolo

Conforme citado anteriormente, existem 4 tipos de neossolo. Confira, a seguir, as características de cada um deles:

  • Neossolo litólico
    Se caracteriza por ser mais raso, além de ser típico de regiões de maior declive e que apresentam rochas na composição. Sendo assim, ele é mais indicado para regiões que visam preservar a flora e fauna, e estados como São Paulo e Minas Gerais costumam utilizar este solo em diferentes tipos de plantação.
  • Neossolo regolítico,
    É encontrado em regões semiáridas e arenosas. Também é utilizado no plantio de algodão e de outras culturas de subsistência, principalmente, na região Nordeste do país. Suas características incluem uma textura arenosa, o pouco desenvolvimento e o fato de ser definido como não hidromórfico; ou seja, que não é saturado de água ou umidade.
  • Neossolo flúvicos
    Este tipo de solo se caracteriza por derivar de sedimentos aluviais e poder atingir até 150 centímetros de profundidade.
  • Neossolo quartzarênico
    Assim como o nome indica, é composto por uma significativa quantidade de quartzo, além de areia, em sua composição.

Como este tipo de solo é aplicado na agricultura?

Para que seja possível o uso do neossolo na agricultura, é preciso, primeiro, corrigir a sua acidez do solo e quantidade de alumínio. Além disso, é necessário que ele seja adubado para garantir que esteja propício a receber novas culturas; especialmente em regiões mais planas.

No entanto, se a área for de encosta, ele precisa de um cuidado a mais relacionado a práticas de conservação. Isso porque ele é mais suscetível a erosão quando comparado aos localizados em outros tipos de espaço.

Neossolo

Dessa forma, é fácil concluir que o neossolo que possui maior fertilidade e profundidade é o mais indicado para o cultivo agrícola; enquanto os solos menos férteis e de maior acidez precisam passar por processos de correção e de calagem para que se tornem adequados.

O neossolo mais arenoso, como é o caso do quartzarênico já não é indicado para a atividade agrícola, já que a areia na sua composição dificulta a sua aptidão para o plantio.

Cabe ressaltar que nas Áreas de Preservação Permanente, como é o caso das matas ciliares, o uso do neossolo também não é recomendado pelo fato de estar localizado muito próximo aos cursos d’água.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo