Óleo de algodão é mais um alternativa ao tradicional óleo de soja

Inicio » Agronegócio » Óleo de algodão é mais um alternativa ao tradicional óleo de soja
05/08/2020 Por
Óleo de algodão é mais um alternativa ao tradicional óleo de soja

Venha conhecer as principais características e funcionalidades do óleo de algodão

O óleo de algodão pode ser encontrado com facilidade hoje em dia em grandes supermercados. Atualmente, esse óleo consegue substituir diversos componentes muito comuns na culinária.

Além disso, o óleo de algodão apresenta diversos benefícios para a saúde, principalmente quando comparado a outras substâncias para frituras no mercado alimentício.

Óleo de algodão

O que é óleo de algodão?

Óleo de algodão é um produto extraído de plantas, muito utilizado como um substituto mais saudável que outros componentes da culinária que, muitas vezes, apresentam malefícios à saúde na totalidade. Mesmo assim, diversas pessoas se perguntam o que é óleo de algodão.

Segundo especialistas, esse óleo proporciona diversos benefícios para a pele, grande parte por sua extração originada da semente – além serem menos prejudiciais para artérias, assim, permitindo uma melhor circulação sanguínea.

Além disso, esse óleo vem recebendo destaque em grandes cozinhas tradicionais como uma forma saudável que, semelhante ao óleo vegetal, pode ser usado para fins terapêuticos e cosméticos, além da alimentação.

Óleo de algodão para cozinhar

Devido a seus diversos benefícios, esse óleo está se tornando uma excelente opção para cozinhar. Em especial, quando utilizado diretamente em saladas, molhos e marinados, deixando a refeição ainda mais saborosa e rica em nutrientes.

Óleo de algodão

Óleo de algodão para fritura

Além dos usos in natura, o óleo de algodão para fritura está cada vez sendo mais requisitado, principalmente por sua maior resistência a altas temperaturas, ou seja, permitindo que o óleo dure mais tempo e não traga tantos malefícios para o nosso corpo, pelo contrário, agregando muito valor nutritivo ao alimento. Assim, possibilita uma melhor qualidade de vida sem precisar deixar de consumir alimentos fritos em óleo.

Além disso, esse óleo apresenta vantagens até mesmo quando comparado ao óleo de soja, mesmo ainda sendo um ótimo substituto dos óleos comuns.

Segundo especialistas, essas variações naturais do óleo têm uma melhor absorção dentro do nosso organismo, principalmente devido à melhor sintetização das gorduras nitrogenadas, evitando que elas se acumulem com facilidade nas artérias.

Benefícios do óleo feito de algodão

Apesar de muito explorado na gastronomia, poucas pessoas sabem os benefícios do óleo de algodão.

De acordo com muitos nutricionistas, a ingestão desse óleo auxilia em diversas partes do nosso corpo, principalmente no fortalecimento do sistema imunológico. Mesmo assim, ainda podemos encontrar vantagens relacionadas à redução de inflamações graças ao ômega 3.

Óleo de algodão

Como é feito?

Já em sua produção, esse óleo tem um processo bem simples. Nele, o algodão passa pela extração através de sua semente. Em seguida vem o refino, possibilitando que o óleo possa adquirir propriedades próprias para o consumo. Por fim, ele é colocado nos recipientes iguais aos de óleos comuns, estando totalmente pronto para o consumo indireto ou in natura.

Apesar disso, o óleo irá variar conforme o processo de extração e qualidade das sementes. Assim, torna-se necessário um maior cuidado no cultivo da matéria-prima.

No Brasil, esses processos de algodão utilizam apenas a prensagem para extração. Com isso, possibilita que o óleo, no processo final, apresente um alto nível de qualidade, além de apresentar cerca de 68% de rendimento.

Considerações finais

Em suma, o óleo de algodão apresenta diversas vantagens – tanto no mercado, devido à sua fácil extração, quanto como substituto para a produção de frituras. Além disso, esse óleo pode ser usado em receitas ainda em sua forma natural, como maioneses e saladas, muito presentes na culinária brasileira. Assim, torna-se um destaque entre os diferentes óleos presentes que, em sua maioria, estimulam o desgaste da saúde em órgãos e artérias na totalidade.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo