Palmito é fundamental para o comércio e culinária do Brasil

Inicio » Agricultura » Palmito é fundamental para o comércio e culinária do Brasil
03/07/2019 Por
Palmito é fundamental para o comércio e culinária do Brasil

Saiba mais sobre o palmito e as suas propriedades

Geralmente nos alimentamos dos frutos ou até mesmo das folhas das plantas. Mas você já imaginou comer o caule de uma? Pois saiba que se você já provou um palmito, já realizou este ato.

Aliás, é bastante improvável que você nunca tenha ao menos experimentado este alimento. Afinal, o palmito é importantíssimo para o nosso comércio e culinária. Ele é um alimento extraído do interior do caule de algumas espécies de palmeiras. Trata-se de um legume rico em minerais e vitaminas.

Palmito é fundamental para o comércio e culinária brasileiros

Além disso, ele pode ser consumido das formas mais variadas, seja assado, na salada e até mesmo grelhado. Assim, podemos dizer que é um produto extremamente versátil.

Por possuir uma série de nutrientes, auxilia na manutenção de nosso bem estar corporal, além de atuar até mesmo na prevenção de anomalias.

Plantio do palmito e a ameaça de extinção

Agora que você já sabe de onde vem o palmito, está na hora de entender como plantá-lo. Dessa forma, você pode produzir o alimento e elaborar uma série de receitas com ele.

Para obtê-lo, é necessário que você possua uma palmeira do tipo juçara, pupunha ou açaí. Estas são as principais plantas que dão origem ao alimento.

O próximo passo é cortar o caule da árvore do palmito escolhida, visando obter o produto. É interessante destacar que o preferido entre os consumidores, sendo inclusive o mais caro entre os tipos de palmito, é o juçara.

Inclusive, devido a essa preferência, a árvore que dá origem ao palmito juçara, infelizmente, está ameaçada de extinção.

Isso atrapalha bastante a manutenção da biodiversidade de biomas como o da Mata Atlântica, já que a semente da palmeira e o seu fruto servem de alimento para diversos animais, como por exemplo:

  • tucanos;
  • sabiás;
  • macucos;
  • periquitos;
  • maritacas;
  • jacus;
  • jacutingas;
  • porcos-do-mato;
  • antas;
  • ratos-de-espinho;
  • esquilos;
  • tatus;
  • capivaras.

A exploração do palmito é tanta que causa desequilíbrio ecológico também na Amazônia. Assim, atualmente, agrônomos vêm pesquisando o palmito de pupunha.

Isso porque já se comprovou que ele se desenvolve com mais facilidade do que o da palmeira-juçara. Além disso, é interessante destacar que as áreas de conservação do palmito são protegidas pelo Ibama.

Doenças causadas pelo palmito

Ainda falando sobre a produção do alimento, é importante ressaltar que palmitos produzidos em ambientes de pouca higiene podem ser prejudiciais aos consumidores.

Sua contaminação pode provocar o botulismo, uma intoxicação grave, causada por uma bactéria que habita o solo e pode causar a morte. A infecção pode acontecer no momento da coleta, quando a parte comestível do caule entra em contato com o chão. Além disso, muitos produtores realizam a fervura do alimento de forma irresponsável e anti-higiênica.

Palmito é fundamental para o comércio e culinária brasileiros

Assim, a bactéria continua no alimento, mesmo após ser fervida e entrar em contato com substâncias químicas. Com isso, quando vai para a mesa do consumidor acaba gerando problemas graves de saúde.

Mas você deve estar se perguntando: Quais são os sintomas da anomalia? Calma! Agora iremos listar alguns dos sinais da doença do palmito para que você possa ficar por dentro do assunto e se prevenir:

  1. Dificuldade para engolir ou falar;
  2. Boca seca;
  3. Fraqueza facial em ambos os lados da face;
  4. Visão turva ou dupla;
  5. Pálpebras caídas;
  6. Dificuldade para respirar;
  7. Náuseas, vômitos e cólicas abdominais;
  8. Paralisia.

Além desses sintomas, como já dissemos, em casos mais graves ou com negligência de tratamento, a doença pode representar a morte do indivíduo.

Por isso, é fundamental ficar de olhos bem abertos ao comprar o alimento. Você deve observar a sua procedência. avaliando inclusive a plantação de palmito que o gerou.

Então como escolher o palmito?

O ideal é que você sempre busque os produtos que vêm em embalagens de vidro. Dessa forma, você pode observar como estão os pedaços e a coloração da água. O ideal é observar o tamanho dos pedaços, se eles são regulares e as camadas estão uniformes e de mesma textura.

Quando a peça está muito fina, significa que não se esperou o tempo correto para extração e, provavelmente, foi extraído ilegalmente ou de maneira aleatória.

Assim, é interessante procurar na embalagem o registro no Ministério da Saúde e IBAMA, isso significa que tem sua origem de uma plantação planejada e não é exploratório.

Você também não deve comprar se a tampa estiver amassada ou estufada, nem se a água estiver colorida, branca ou turva, pois isso pode ser sinal de contaminação.

Um pedaço flutuante significa falta de oxigenação e que ele está duro. Sabendo disso, seja bastante seletivo a hora de escolher o seu palmito.

Benefícios do palmito

Apesar de poder transmitir o botulismo, quando produzido de maneira adequada e higiênica, o palmito pode apresentar uma série de benefícios ao consumidor. Por isso, separamos para você os principais benefícios do palmito. Acompanhe:

  • Controle da pressão arterial

Devido a enorme quantidade de potássio presente no alimento, ele pode normalizar os picos de pressão arterial, evitando picos e quedas bruscas.

Assim, o seu consumo pode contribuir fortemente para a saúde do coração, uma vez que ele ajuda no controle dos batimentos cardíacos.

  • Benefícios musculares

Entre os diversos componentes do palmito, podemos encontrar o zinco. Este mineral é essencial para a nossa saúde muscular.

Entre seus principais benefícios, podemos citar a melhora na síntese de proteínas no organismo, ideal para nutrir os músculos do corpo e torná-los saudáveis.

Palmito é fundamental para o comércio e culinária brasileiros

  • Auxílio no sono

O alimento está cheio de vitaminas e uma das mais importantes é a vitamina B. Ela melhora a qualidade do sono do consumidor, proporcionando uma melhor qualidade de vida.

Assim, a pessoa garante um descanso muito melhor. Isso pode ajudar, inclusive, no combate a depressão e a ansiedade, doenças muito comuns na atualidade.

  • Trânsito intestinal

As fibras alimentares contidas no alimento ajudam a fazer com que o intestino funcione da maneira correta. Assim, os riscos da prisão de ventre e constipação que causam diversos desconfortos são evitados, também contribuindo para uma melhor qualidade de vida do consumidor.

  • Proporciona saciedade

O palmito é rico em fibras alimentares, responsáveis por proporcionarem saciedade e diminuir a fome excessiva. Quando consumimos produtos ricos em fibras, diminuímos as chances de bater aquela vontade de comer fora do horário.

  • Contribui para o emagrecimento saudável

Por ser um alimento que traz a sensação de saciedade ao ser consumido, o palmito ajuda a comer menos e favorecer a perda de peso. Além disso, possui pouquíssimas calorias, logo, não prejudica o plano alimentar.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo