Peçonha é secreção venenosa produzida por alguns animais

Inicio » Meio Ambiente » Peçonha é secreção venenosa produzida por alguns animais
11/11/2020 Por
Peçonha é secreção venenosa produzida por alguns animais

Peçonha é produzida e inoculada em presas. Muitos animais são venenosos, mas nem todos são peçonhentos. O veneno e a peçonha têm uma certa diferença entre si, o que causa muita confusão e uma terminologia equivocada ao se referir a certos tipos de animais.

Assim sendo, a peçonha é algo muito mais letal e perigoso. Tudo isso exige uma série de cuidados e conhecimento para saber identificar um animal peçonhento e evitá-lo, a fim de garantir proteção contra sérios danos.

Peçonha

O que é peçonha?

Peçonha é uma toxina – ou uma única toxina, ou a mistura de várias. Entretanto, a peçonha é presente única e exclusivamente em animais e é produzida através de uma glândula que, quando em contato com a presa, altera o seu metabolismo.

Para entrar em contato com a presa e ser inoculada, a peçonha precisa ser produzida e expelida através de um mecanismo de defesa, como:

  • Cuspe;
  • Dentes;
  • Espinhos;
  • Etc.

Para ter uma maior abrangência sobre o que é peçonha, ela não precisa necessariamente entrar em contato com a vítima através de um furo. Alguns peixes, por exemplo, podem infectar o metabolismo da presa através de sua pele intacta.

Em exemplo das cobras, é possível encontrar espécies venenosas, mas não peçonhentas. Para identificar uma cobra peçonhenta, pode-se olhar a sua pupila e o seu tipo de escama, bem como o seu comportamento mediante seres humanos ou outros animais que a ameacem.

Tudo isso pode ser entendido através do significado de peçonha: secreção venenosa e por vezes letal.

Animais peçonhentos e venenosos

Há uma diferença entre os animais peçonhentos e venenosos. Ambos animais, venenosos e peçonhentos, produzem veneno em seu corpo. No entanto, a diferença é a presença de como a substância será inoculada.

De forma geral, os animais peçonhentos inoculam, ou seja, injetam, veneno em suas vítimas. Em geral, a peçonha é inoculada através de glândulas responsáveis por produzir essa toxina. A forma mais comum são os ferrões e dentes ocos, como no caso das cobras.

Entre os animais peçonhentos, é possível citar:

  • Aranhas;
  • Escorpiões;
  • Abelhas;
  • Marimbondo;
  • Vespa;
  • Serpentes.

As serpentes peçonhentas são muito temidas em todo o território brasileiro, principalmente por serem de difícil reconhecimento. A Surucucu, Jararaca, Cascavel e Cobra Coral Verdadeira estão entre as mais letais.

Já os animais venenosos possuem, sim, as toxinas necessárias para se tornarem peçonhentos, mas não possuem estrutura adequada para inoculá-lo na vítima. Ou seja, mesmo que ele possa ter a peçonha, ele não possui formas de injetá-la, já que os dentes não são ocos ou não possuem nenhum ferrão, por exemplo.

Um grande exemplo de animal venenoso, mas não peçonhento, é o sapo. Mesmo que algumas espécies tenham mais probabilidades de serem venenosas do que outras, ele somente libera o veneno quando sua glândula é pressionada por alguém. Caso contrário, ele dificilmente libera a toxina durante um ataque.

Peçonha

Principais tipos de peçonha

Existem tipos de peçonha que são caracterizados de acordo com o seu efeito no organismo da vítima. As mais comuns são:

  • Neurotóxica;
  • Proteolítica;
  • Hemolítica;
  • Coagulante.

A peçonha Neurotóxica é uma das piores, já que causa visão turva, anisocoria, diplopia e face miastênica. Esse veneno é muito comum em escorpiões, aranha Viúva Negra, Cobra Coral e na família das cascavéis.

Em contrapartida, a peçonha Proteolítica é uma das mais comuns, já que inicia com uma pequena lesão local e rubor, mas evolui para bolhas, necrosas e um imenso edema. É difícil e quase impossível de ser curada, pois avança rapidamente e pode causar amputações caso não seja tratada ao menor sinal de algum dos sintomas.

Em geral, essa peçonha pode ser vista comumente nas Tarântulas, na Jararaca, Surucucu e Jararaca Verde. Além disso, é uma peçonha conhecida por destruir e decompor as proteínas do corpo.

Já a Hemolítica é conhecida por destruir as hemácias.

Dessa forma, oferece falência renal e urina preta. É um sintoma muito comum de quem foi picado por uma aranha marrom, mesmo que seja um filhote, ou por uma Cascavel.

Por final, a peçonha Coagulante é aquela que, na verdade, não coagula o sangue exatamente, mas sim, impede a coagulação e causa hemorragias severas. Tal peçonha é liberada por todas as cobras Bothrops ou Lachesis.

Peçonha

Como se defender de animais peçonhentos?

É impossível prever se haverá ou não um ataque de um animal com peçonha, mas é possível evitar acidentes ao máximo tomando alguns cuidados. O preocupante é que, mesmo dentro de casa, pode haver o risco de aparecer animais peçonhentos.

O motivo é que, dependendo da região, há maior propensão de surgirem animais como cobras, aranhas, escorpiões, etc. Tudo isso depende da vegetação, clima, umidade e demais fatores que podem influenciar.

Entretanto, manter a higiene absoluta de um local é uma das melhores formas de evitar que pequenos ou grandes animais peçonhentos invadam o local. Mesmo dentro de casa, as roupas amontoadas, casacos abarrotados, livros acumulados e demais bagunças são um convite extremamente atrativo para aranhas e escorpiões.

Além disso, manter as roupas sempre arejadas e armários limpos por dentro e por fora são ótimas formas de garantir que nenhum animal peçonhento sinta-se atraído pelo local. De forma geral, é importante manter o ambiente arejado, limpo e muito bem organizado.

Porém, se a intenção é evitar animais peçonhentos durante um passeio na natureza, opte sempre por botas de cano alto, luvas, roupas de manga comprida e tudo aquilo que pode evitar o ataque desses animais.

Como são traiçoeiros e predadores, podem utilizar do tamanho e da camuflagem para ataque. Portanto, o mais indicado é sempre evitar caminhar sozinho sem experiência, principalmente em áreas com muita água ou vegetação.

Olhar os calçados por dentro antes de colocá-los é extremamente importante. Também é bom ressaltar a importância de ficar longe de materiais de construção e demais entulhos, bem como buracos suspeitos na terra e possíveis ninhos.

O que fazer em acidentes com peçonhas?

Os acidentes com animais peçonhentos são extremamente comuns, mesmo quando se trata de um ambiente urbano. Por conta disso, ao notar dor moderada ou intensa, formigamento, sudorese, visão turva, sangramentos, inchaços e demais sintomas que indiquem que algo está errado, procure um médico o mais rápido possível para verificar o tratamento para peçonha.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo