Recursos hídricos são essenciais e requerem gestão cuidadosa

Inicio » Meio Ambiente » Recursos hídricos são essenciais e requerem gestão cuidadosa
28/12/2019 Por
Recursos hídricos são essenciais e requerem gestão cuidadosa

Fundamentais para a manutenção da vida, os recursos hídricos podem ser de vários tipos, os quais podem conter algum tipo de poluição devido à atividade antrópica

Os recursos hídricos são fontes de água bruta que podem ser acessíveis ou não. Apesar de a Terra ser composta por 70 por cento de água, apenas 2,5 por cento é de água doce e 1,7% dessa água doce está contida nas calotas polares.

Isso significa que a quantidade de água disponível na hidrosfera para consumo humano é bem pequena em relação aos recursos hídricos acessíveis. A água é utilizada para produção de alimentos por meio da irrigação e também para dessedentação de animais, além do consumo humano e atividade industrial.

Recursos hídricos

O que são recursos hídricos?

Recursos hídricos, segundo o ponto de vista substancial, são todo corpo hídrico existente ao ar livre e que pode ser utilizado para consumo humano. Porém, o significado é mais amplo e inclui também as águas subterrâneas e as contidas em geleiras, as quais não estão disponíveis para consumo.

Portanto, o recurso hídrico é o recurso mais essencial aos seres humanos existente na natureza. Ele é necessário para a manutenção da vida na Terra e está presente em todos os organismos. Isso ocorre devido ao ciclo hidrológico, o qual, juntamente às propriedades da água, ajudam a compreender o que são recursos hídricos.

Propriedades da água

A água é o soluto universal, composta por dois átomos de hidrogênio e um de oxigênio. Possui propriedades apolares e pH neutro. Pode ser encontrada na forma sólida, líquida ou gasosa.

A água possui temperatura de ebulição a condições normais de pressão a 100 °C, e comportamento anômalo no intervalo de 0 a 4 °C. A temperatura crioscópica da água é a partir de 0 graus celsius até temperaturas negativas.

O ciclo hidrológico é o caminho que a água percorre e as funções que ela desempenha até retornar ao corpo hídrico.

Para explicar o ciclo da água, convenciona-se um ecossistema fechado. A água presente no solo é absorvida pelas raízes da planta, e graças às suas propriedades coligativas, é elevada até a copa das árvores por meio dos vasos condutores de seiva bruta, o xilema.

Na planta, a água irá desempenhar o importante papel fisiológico, auxiliando no metabolismo das células, respiração e assimilação de fotossintéticos. Além disso, a água é o principal meio de nutrição da planta. A partir de sua absorção, a planta extrai nutrientes presentes na solução do solo, que serão transportadas por via simplástica e apoplástica.

Por conseguinte, porção da água é liberada pelos estômatos da planta, e isso ocorre devido aos processos de transpiração e evapotranspiração. Parte dessa água retorna à planta para condução da seiva elaborada para outras partes do vegetal pelo floema.

O que acontece depois?

Após ser liberada pelo organismo vegetal, a água assume a forma gasosa e passa para a atmosfera. Quanto mais elevada for a temperatura, maior agitação de moléculas e mais gasosa fica a água. Esse processo é chamado de evaporação. Após, ocorre a condensação de moléculas e a formação de nuvens.

Conforme são formadas as gotículas de água e a temperatura é diminuída, ocorre a precipitação, popularmente conhecida por chuva, após a liquefação da água. Logo, ela retorna ao solo ou ao corpo hídrico, onde irá recomeçar o ciclo e dar origem aos recursos hídricos.

Recursos hídricos

Recursos hídricos no mundo

Para conhecer os recursos hídricos no mundo, é preciso conhecer primeiramente os principais rios de água doce:

  • Amazonas;
  • Mississipi;
  • Paraná;
  • Danúbio;
  • Volga;
  • Ganges;
  • Nilo;
  • Eufrates;
  • Tigre;
  • Rio Negro;
  • Solimões.

Também existem as lagoas, que não são de águas correntes como os rios. Um exemplo de lagoa de água doce é a Laguna dos Patos na América do Sul.

Estes rios podem ser formados por águas vertentes ou pelo acúmulo de água na bacia hidrográfica. E isto vamos entender de acordo com os tipos de recursos hídricos.

Os recursos hídricos podem ser águas doces superficiais:

  • Rios perenes (que possuem recurso hídrico o ano todo);
  • Rios pluviais (que se formam a partir das águas da chuva coletadas em sua bacia);
  • Lagos e lagoas;
  • Calotas polares.

Do mesmo modo. podem ser configurados por outros recursos como:

  • Aquíferos;
  • Águas da chuva.

Importância da água

A água é tão fundamental que o desenvolvimento de cultivo hidropônico dispensa o uso de solo. A importância de recursos hídricos e seu valor são inestimáveis, pois sem água não haveria vida na Terra. Embora seja tão importante, os recursos hídricos são escassos.

A impressão que se tem é que a água é um recurso natural renovável, porém, os altos níveis de emissão de poluentes e a falta de saneamento básico e tratamento de efluentes podem vir a causar a morte de muitos rios.

A água está presente em todos os organismos vivos e é essencial para que estes realizem suas funções vitais.

O ser humano possui cerca de 70 por cento de água em seu corpo, e não sobrevive a mais de sete dias sem ingerir o líquido. Isso porque a desidratação leva à inibição de funções celulares e à morte celular. Logo, há o comprometimento dos rins e sobrecarga do coração.

Recursos hídricos

Todos os alimentos que comemos contêm água. Inclusive, o controle da atividade de água nos alimentos é aliada às técnicas de conservação. Isso se dá, pois a desidratação de alimentos evita a atividade microbiológica, a qual demanda água para desenvolvimento.

O conhecimento da água proporcionou o desenvolvimento e evolução tecnológica. Ela é empregada em ampla escala nos mais diversos segmentos industriais.

Ademais, a atividade de agricultura utiliza uma grande parcela de toda a água consumida no mundo para a produção de alimentos. Não obstante a isso, recursos hídricos são utilizados para produção de energia em usinas hidrelétricas.

Recursos hídricos do Brasil

No Brasil, a usina hidrelétrica de Itaipu e os recursos hídricos na Amazônia configuram pontos turísticos e que possuem grande importância econômica. Além disso, a Amazônia possui uma grande variedade de espécies. No rio Amazonas, a atividade de pesca é muito significativa.

Por estes motivos, se faz necessário o correto manejo de recursos hídricos tanto para atividade de agropecuária quanto para o saneamento básico e todos os outros setores industriais, a fim de conservar os recursos hídricos para esta e as próximas gerações.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo