Selênio, importante para a saúde, é encontrado em vários alimentos

Inicio » Agronegócio » Selênio, importante para a saúde, é encontrado em vários alimentos
20/08/2020 Por
Selênio, importante para a saúde, é encontrado em vários alimentos

O selênio é um mineral importante para a saúde e que possui propriedades antioxidantes. Pode ser encontrado em muitos alimentos, inclusive na farinha de trigo, que é muito utilizada no preparo de pães.

Pouco mencionado entre os minerais, o selênio é fundamental para o bom funcionamento do sistema imunológico e para a circulação sanguínea. Além disso, é agente que auxilia na perda de peso.

Selênio

O que é selênio?

Selênio é um elemento químico e está em estado mineral presente no solo e em compostos inorgânicos. A demanda por este mineral em nosso organismo é por pequenas quantidades, o que classifica esse mineral como um micronutriente.

O elemento é encontrado em rochas, e do mesmo modo pode ser obtido como subproduto da refinação de cobre, sendo insolúvel em água. A fim de compreender melhor o que é selênio, vamos abordar as suas funções orgânicas.

Função do selênio

A principal função do selênio é a sua ação antioxidante. O elemento químico reduz a quantidade de radicais livres no organismo, os quais são formados a partir do metabolismo celular.

Pessoas com maus hábitos alimentares e que realizam o consumo de bebidas alcoólicas com frequência, bem como usuários do tabaco, aumentam os seus níveis de radicais livres no corpo, os quais podem causar inflamações e prejudicar a saúde das células.

A partir da redução de agentes inflamatórios no organismo, o selênio ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares, pois reduz a incidência de colesterol, o principal obstrutor de vasos sanguíneos.

Deste modo, o mineral protege as células, reduzindo as possibilidades de crescimento celular anormal, causadores de câncer. Além disso, o selênio é um micronutriente necessário para regular a produção hormonal das glândulas da tireoide e ainda fortalecer o sistema imunológico.

Porém, a suplementação de selênio deve ser orientada por profissionais da saúde, como médicos e nutricionistas, visto que o selênio em excesso pode causar o desenvolvimento de diabetes e até mesmo ser tóxico em grandes concentrações aos organismos vivos.

Para que serve o selênio?

O mineral é utilizado em diversos segmentos industriais e para composição de equipamentos tecnológicos. Atualmente têm sido aplicados a equipamentos fotovoltaicos para transformação de energia luminosa em energia elétrica, a partir de células fotovoltaicas. Também é utilizado em processos de revelação de fotografias.

O uso deste mineral é bastante amplo, sendo incorporado a inseticidas, no processo de fabricação de vidrarias, na indústria farmacêutica e de cosméticos, bem como é necessário para síntese de reações químicas em laboratórios.

Entretanto, é importante saber para que serve o selênio inclusive no organismo humano e de animais e vegetais.

Para o organismo humano, o selênio é importante para desempenho de algumas funções nas células, sendo armazenado nos rins e no fígado. A falta dessa substância no organismo pode propiciar a incidência de algumas doenças como degeneração do pâncreas e consequente desenvolvimento de diabetes.

Além disso, está associado à fadiga muscular e enfraquecimento de cabelos e unhas. O acometimento de células por radicais livres pode ser evitado com a presença do composto iônico, e deste modo evita-se o desenvolvimento de células cancerígenas.

No solo está disponível o selênio que serve de nutrientes à plantas nas formas de selenito (SeO3), selenato (SeO4) e íons selenetos (Se²-). Deste modo, são produzidos alimentos com selênio, os quais devem estar presente na dieta alimentar de animais e do homem.

Nas plantas, ele está envolvido no processo de síntese de proteínas a partir do DNA. O selenito e o selenato são as principais formas de absorção pelas plantas, os quais ficam disponíveis na solução do solo. O suprimento deste mineral pelas plantas pode ser tanto pela adubação com fertilizantes, quanto a adubação foliar.

Selênio

Alimentos ricos em selênio

Os alimentos ricos em selênio são fáceis de encontrar e de serem acrescentados à dieta. Estão presentes no salmão, em grande quantidade em castanhas, farinhas de trigo e centeio, no milho, arroz integral e carnes.

Este mineral é melhor absorvido pelo organismo humano a partir de vegetais, no entanto, o maior consumo se dá por meio de grãos e carnes.

Logo, a suplementação da dieta de animais com selênio facilita a nutrição para o consumo humano. A digestão do selênio se dá no intestino do homem.

Benefícios do selênio

O mineral atua na proteção celular, portanto, traz muitos benefícios, bem como a falta desse nutriente pode causar deficiências prejudiciais aos músculos. Alguns benefícios do selênio:

  • Atua na prevenção do câncer;
  • Reduz riscos de arteriosclerose;
  • Previne Alzheimer;
  • Regula o metabolismo e digestão (endócrino);
  • Auxilia na perda de peso;
  • Fortalece a imunidade;
  • Melhora o desempenho muscular.

Selênio

O selênio quelato

A substância selênio quelato consiste em um pó cor de bronze composto de selenato de sódio e proteínas. Ele é submetido ao processo de quelação natural, ou seja, formam moléculas que não são sintetizadas pelo organismo, mas atuam de forma benéfica para funções orgânicas nas células.

Portanto, o quelato de selênio proporciona suplementação ao organismo por meio de combinação do elemento com aminoácidos. A ingestão para suplementação se dá pelo consumo de cápsulas, muitas vezes prescritas por médicos ou nutricionistas.

São procurados para melhora do sistema imunológico, principalmente, e como estimulante do apetite sexual. Além disso, podem auxiliar na desintoxicação do organismo. São utilizados em cosméticos, auxiliando em tratamentos para as células da epiderme, visto que possuem efeito retardante do envelhecimento celular.

Além disso, o mineral é importante para prevenção de Acidentes Vasculares Cerebrais (AVC) e para o bom funcionamento cardíaco. Também evita doenças degenerativas das articulações e enfisema pulmonar.

Os sinais de toxicidade pelo uso do selênio podem incluir odor de alho na pele, unhas quebradiças, perda de cabelo, gosto de metal e náuseas. Geralmente é indicado seu uso associado a complexos vitamínicos.

Essa forma de suplementação é comumente utilizada na dieta de fisiculturistas e atletas que precisam lidar com a fadiga muscular. O selênio fortalece os músculos e evita dores vindas da inflamação dos tecidos. Logo, o exercício de musculação pode ser realizado de forma mais saudável e prazerosa pelo atleta.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo