Serralha é uma erva comestível encontrada no mundo todo

Inicio » Agricultura » Serralha é uma erva comestível encontrada no mundo todo
24/08/2020 Por
Serralha é uma erva comestível encontrada no mundo todo

Serralha é uma planta de pequeno porte e que possui propriedades medicinais. São utilizadas para infusão, assim como a alcachofra e outras plantas medicinais populares.

O uso da serralha tem se intensificado devido ao maior conhecimento das pessoas sobre a planta e seus benefícios. A mesma também é conhecida como chicória-brava.

Serralha

O que é serralha?

Serralha é uma erva presente em diferentes países, pertencente à família Asteraceae, cujo nome científico é Sonchus oleraceus. A chicória – ou serralha brava, como também é conhecida – possui folha serrilhada. Ademais, a flor serralha é conhecida como “dente de leão”.

Muito conhecida como erva daninha, a serralha planta cresce em qualquer tipo de solo. Elas são muito resistentes.

Para entender melhor o que é serralha, devemos abordar suas principais características. Consiste em uma planta de pequeno porte, crescimento ereto, possui raízes profundas e folhas leitosas, o que significa a presença de látex natural (substância branca viscosa extraída de plantas).

Esta é uma planta muito fácil de ser cultivada, visto que se adapta bem a qualquer tipo de solo. Portanto, para saber como plantar serralha, pode se basear no cultivo de qualquer outra espécie, podendo ser semeada ou por propagação assexuada (por meio de mudas).

A serralha Sonchus necessita ser semeada a 1 cm de profundidade, com espaçamento de 30 cm entre sementes. Elas gostam de ambientes bem iluminados e com incidência direta de luz solar, por isso, são muito comuns nos campos.

A planta é encontrada tanto na Europa quanto na África e no Brasil, sendo difícil compreender o seu sítio de origem.  A propagação de suas sementes em condições normais se dá pelo vento, ou seja, é por anemocoria.

Após o conhecimento de que a espécie possui propriedades medicinais, vamos abordar os benefícios e propriedades da planta. Confira em seguida!

Benefícios da serralha

Os benefícios da serralha são variados e muitos deles são desconhecidos pela maior parte das pessoas.

Por exemplo, a partir do extrato da planta por meio de infusão para chá, o seu consumo se torna fonte de vitaminas e outros minerais importantes para o organismo.

A planta possui muitas propriedades medicinais que nos ajudam a compreender para que serve a serralha:

  • Antioxidantes;
  • Anti-inflamatória;
  • Diurética.

A partir destas propriedades da serralha, as folhas proporcionam benefícios para a saúde como, por exemplo, auxiliando processos digestivos, auxiliando a combater o inchaço e promovendo o bom funcionamento dos rins, auxiliando a perda de peso, combatendo a anemia, promovendo melhora do sistema imunológico, auxiliando a melhorar a circulação sanguínea, prevenindo câncer e Acidentes Vasculares Cerebrais, diminuindo as chances de desenvolvimento de Alzheimer, retardando o envelhecimento e também auxiliando na recuperação após realização de atividades físicas.

Serralha

Valores nutricionais da serralha

A serralha em pó é uma opção para consumo. A planta ainda é fonte de vitaminas dos complexos A, E e D e fonte de Cálcio, Ferro e Fósforo, apesar de o gosto não ser muito agradável. Porém, a serralha refogada pode ser substituída pela em pó, facilitando o seu consumo, que deve ser orientado por nutricionista.

Como fazer o extrato de serralha?

O extrato de serralha é realizado por meio de infusão das folhas. Deixe a água ferver, desligue o fogo e inclua as folhas da planta. Deixe por 5 minutos. Após, realize a separação das fases da mistura por meio de coador. Evite utilizar açúcar.

As folhas podem ser secas para serem conservadas e utilizadas para extração. Sendo assim, a melhor época para coletar as folhas é no período anterior à inflorescência da planta, o que ocorre três meses após o plantio da muda.

As suas flores são comestíveis e podem ser utilizadas como adorno para pratos, além de enfeite de paisagismo.

O dente de leão tem sabor peculiar e fica muito bem com receitas tropicais.

Tipos de serralha

Há algumas variedades e tipos dessa planta e ainda a falsa serralha, de nome científico Emilia sonchifolia. Elas são muito parecidas, porém, a falsa é uma planta invasora, daninha.

A principal diferença está na flor: enquanto a serralha verdadeira possui o dente de leão genuíno, a falsa possui os botões em forma de pincel. Esta planta daninha está presente em todo o território brasileiro e é muito semelhante à original.

Também existe a serralha roxa. É também conhecida por serralha de espinho devido ao fato de possuir espinhos nas folhas em forma de lança serrilhada, e também a folha coberta por uma camada lipídica que a deixa mais lustrosa. Ela também tem porte mais baixo e robusto que a comum e é uma planta comestível com propriedades bem semelhantes.

Serralha

Propriedades da serralha

O desenvolvimento de pesquisas de plantas medicinais é muito importante para que se tenha conhecimento a respeito dos efeitos a curto e a longo prazo no organismo quando consumidos. Além disso, as doses que são recomendadas e os potenciais tóxicos das plantas devem ser analisados.

Os programas de pesquisas desenvolvidos incluem fitoterápicos que já são de aplicações medicinais de uso comum. Em algumas exceções, novas plantas são utilizadas para descobertas de usos para tratamento de doenças.

Esse conhecimento empírico já era detido por tribos indígenas e que foram passados para o uso popular. A partir destas observações, é possível realizar a investigação aprofundada dos reais efeitos que estas plantas têm no organismo.

A principal vantagem de investigação das propriedades medicinais dessa planta é o fácil acesso e sua adaptação ao cultivo. Deste modo, a planta pode trazer benefícios a partir de seu uso homeopático.

Este estudo é de extrema importância, visto que superdosagens a longo prazo de uso contínuo de fitoterápicos podem gerar problemas de saúde. Há suspeita que o uso demasiado da parente da serralha, a alcachofra, possa causar destruição de leucócitos, causando um dos tipos de leucemia.

Logo, apesar de o uso de plantas naturais ser preferível ao invés de medicamentos farmacêuticos, a ingestão deve ser avaliada por médicos e nutricionistas. Além disso, as pesquisas a respeito das propriedades medicinais da serralha podem contribuir com o desenvolvimento de novos fármacos para a indústria farmacêutica.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo