Conheça tipos de pastagem para diferentes estações do ano

Inicio » Agronegócio » Conheça tipos de pastagem para diferentes estações do ano
26/03/2021 Por
Conheça tipos de pastagem para diferentes estações do ano

A qualidade dos pastos para a pecuária é determinante para boas produções. Tanto na produção de carne, no gado de corte, quanto para o gado leiteiro e animais em crescimento. Portanto, para atender a necessidade de uma alimentação rica e movimentar o agronegócio, existem diferentes tipos de pastagem, respeitando os diferentes períodos do ano.

O Brasil é um país com uma enorme área destinada à diferentes tipos de pastagem. O último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE, mostra que mais de 159 milhões de hectares de terras no país são destinados para pastagem.

Além disso, os dados de 2017 indicam que 30% é referente a pastagem natural, 63% de pastagem em boas condições e 7% de pastagem em condições ruins.

tipos de pastagem

Tipos de pastagem

Para atender a alta e crescente demanda da pecuária, existem soluções pensadas para essas pastagens terem qualidade durante o ano todo. De acordo com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, a Embrapa, 95% da carne bovina brasileira é produzida em regime de pastagem. Então, vamos conhecer algumas delas.

Pastagem de verão

O verão brasileiro tem altas temperaturas em todos os estados do país. Até mesmo os estados do Sul, que alcançam temperaturas negativas no inverno, elevam os termômetros no verão.

Por isso, os tipos de capim mais comum no verão são, justamente, os que compõem os pastos que se adaptam em diferentes locais do país. Veja alguns exemplos de forrageiras de verão:

  • Capim-Sudão: bastante utilizada em regiões de seca.
  • Capim-Aruana: comum na cultura de ovinos, equinos e gado de corte e de leite.
  • Capim-Aries: recomendado para cavalos, ovelhas, cabras, bodes e bezerros.
  • Braquiárias: não se desenvolve com geadas, mas é bastante utilizada em áreas que necessitam de recuperação.
  • Milheto: se adapta bem à seca e tem rápido desenvolvimento.
  • Sorgos: tem bom desenvolvimento mesmo com ausência de chuvas.

Pastagem de inverno

A pastagem de inverno precisa ter boa adaptação para temperaturas mais baixas. Portanto, os produtores precisam se planejar para obter uma pastagem que garanta as necessidades nutricionais dos animais. Dessa forma, confira alguns tipos de pastagem de inverno:

  • Azevém: compõem um pasto de boa aceitação dos animais e é de fácil digestão.
  • Trigo: necessita de água para o seu bom desenvolvimento e crescimento, um alimento de valor bastante nutritivo para gado e cavalos.
  • Aveia preta: tem um bom desenvolvimento em regiões com temperaturas baixas, como Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Além disso, aceita bem um solo ácido.
  • Aveia branca: tem bastante tolerância ao frio e necessita de um solo mais fértil.
  • Centeio: é resistente ao frio e tem bom desenvolvimento em solos diversos.

O que é pastagem degradada?

Existe a chamada pastagem perene que permanece produtiva por longos períodos, desde que tenham uma boa adaptação ao solo e clima, sejam fertilizadas conforme a necessidade tenham um bom manejo.

Já a pastagem degradada é aquela que apresenta uma produtividade baixa, não suprindo as necessidades alimentares dos animais. Dessa forma, o acesso do gado a pastagens em degradação pode afetar a produção de leite, além de contribuir para a perda de peso dos animais.

Em outras palavras, os diferentes tipos de pastagem precisam de acompanhamento durante todo o período de alimentação dos animais, evitando que estes sejam prejudicados com acesso a solos com erosão, plantas daninhas ou solo descoberto.

Imagem: Trang Pham

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo