Akhal Teke é uma raça de cavalos famosa por sua pelagem dourada

Inicio » Veterinária » Akhal Teke é uma raça de cavalos famosa por sua pelagem dourada
18/03/2019 Por
Akhal Teke é uma raça de cavalos famosa por sua pelagem dourada

O cavalo akhal teke é uma das raças mais antigas do mundo.

Segundo especialistas, os akhal teke surgiram há cerca de três mil anos e tiveram sua origem nos desertos do Ocidente.

Atualmente, a raça akhal teke é utilizada dentro de espaços para lazer, adestramento, corridas e provas de salto. Os cavalos não são muito comuns no Brasil, entretanto, em alguns países ocidentais podem ser facilmente encontrados.

akhal teke

O que é um akhal teke?

Akhal teke é uma raça de cavalos de porte médio, pernas finas e alongadas e bastante elegante. Famoso por seus pelos metálicos, a raça é inconfundível na cor dourada. Também conhecido como cavalo do deserto, a espécie não costuma ser muito dócil. Quem trabalha e convive com este animal costuma dizer que ele tem “sangue quente”, devido ao seu temperamento.

Muito esbelto, o Akhal Teke tem narinas grandes e abertas, assim como os olhos. Por ter suas origens no deserto, é extremamente resistente ao calor e a falta de água.

Origem do akhal teke

Não há registros certos sobre a origem da raça. Entretanto, sabe-se que a espécie vivia nas areias do deserto e começou a ser criada pelos nômades Akhal Teke.

Os animais mais fortes e resistentes eram selecionados o que acabou aperfeiçoando a raça. Acredita-se, inclusive, que a pelagem metálica favoreceu à sobrevivência dos animais nas areias do deserto.

Características do akhal teke

A principal característica dos cavalos sem dúvidas é o pelo. Contudo, outras curiosidades sobre os animais merecem destaque:

  • Mede entre 47 e 1.63 metros
  • A cor da pelagem pode variar bastante. A mais famosa delas é do akhal teke dourado. Entretanto, também é possível ver animais no cinza, baio, preto e castanho.
  • Orelhas longas e olhos amendoados
  • As pernas são finas, ainda assim, resistentes
  • Tem a aparência de um cavalo magro, porém, é bastante forte
  • Como se adaptou bem às condições do deserto, a raça é resiliente e capaz de viver com pouca água ou comida

Curiosidades sobre o akhal teke

Acredita-se que não existam mais animais da raça 100% puros. Isso porque, com o passar dos anos, os homens foram realizando cruzamentos que causaram modificações nas características dos animais.

Os animais foram sofrendo alterações e melhoramentos genéticos, portanto. Conforme os registros, a última égua pura morreu em 1991. Já o último garanhão teria vivido até 1998.

Existem especulações que a espécie pode ser encontrada conforme sua origem, em regiões do Oriente. Entretanto, é necessário fazer uma análise genética para confirmar a pureza dos cavalos.

akhal teke

Akhal teke e outras raças

Por ser muito antigo, este cavalo pode ter originado outras raças – como o Puro Sangue Inglês. Acredita-se, então, que ele repassou suas características genéticas para outras raças, como a resistência e velocidade.

Seus primeiros registros oficiais aparecem no Turquemenistão, um país da Ásia, onde até hoje ele é um símbolo. O cavalo aparece nas cédulas de dinheiro e selos.

Desde o princípio o akhal teke era utilizado para corridas no país, como uma tradição. Eles recebem uma preparação cuidadosa, com dieta de alfafa, ovos, cevada e proteção térmica contra o calor e o frio.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo