Bacias hidrográficas têm relevo como aspecto essencial de composição

Inicio » Meio Ambiente » Bacias hidrográficas têm relevo como aspecto essencial de composição
24/04/2020 Por
Bacias hidrográficas têm relevo como aspecto essencial de composição

Bacias hidrográficas são extensões de escoamento muito importantes

Os desníveis de um terreno acabam orientando o percurso da água e determinam onde ela deve se acumular e formar vales e planícies. As bacias hidrográficas são separadas por um divisor de água. Além disso, a aparência das terras de determinadas regiões forma as bacias.

As bacias hidrográficas também podem compôr regiões hidrográficas, que são compostas por uma ou mais bacias. Confira mais sobre o assunto em seguida.

bacias hidrográficas

O que são bacias hidrográficas?

Bacias hidrográficas são regiões que são caracterizadas dessa forma por realizarem a captação da chuva que escoa pela rede de drenagem. É formada por cursos de água, como:

  • Riachos;
  • Córregos;
  • Ribeirões;
  • Rios.

Além disso, para saber melhor o que são bacias hidrográficas, basta pensar em uma área drenada por um rio e demais afluentes. Além disso, o relevo e a hidrografia do local são extremamente importantes para constituir as bacias hidrográficas.

As mais importantes bacias hidrográficas do Brasil

As principais bacias hidrográficas do Brasil totalizam 12 unidades, das quais pelo menos 4 se destacam mundo afora. São elas:

  • Bacia Amazônica;
  • Tocantins-Araguaia;
  • Bacia do Rio Parnaíba;
  • Bacia do Rio São Francisco.

A Bacia Amazônia está em primeiro lugar entre as maiores bacias hidrográficas do mundo. Possui 7 milhões de km², sendo que 4 milhões de km² estão dentro do território brasileiro. O Rio Amazonas é o principal rio que compõe a bacia, seguido de afluentes como Negro, Solimões, Tapajós, etc.

Em contrapartida, a Bacia do Tocantins, ou Bacia do Tocantins-Araguaia, é a maior bacia hidrográfica de origem puramente brasileira. Ela está localizada na região Norte e na região Central. Em termos de quilometragem, possui 2.500 km² e consiste na união do Rio Araguaia e Rio Tocantins.

Já a Bacia do Rio Paraíba possui mais de 340 mil km² em extensão. É formada pelos afluentes Parnaibinha, Gurguéia, Medonho e o principal rio é o Rio Parnaíba. Entre seus afluentes, muitos outros fazem parte.

Entretanto, possuindo quase duas vezes o tamanho de extensão, a Bacia Rio São Francisco está localizada na região Sudeste de Minas Gerais. Com aproximadamente 640 mil km² de extensão, possui como principal rio o tão famoso e extremamente temido Rio Velho Chico.

Outras das principais bacias hidrográficas são:

  • Bacia do Paraná;
  • Bacia do Rio Paraguai;
  • A Bacia do Rio Paraíba do Sul;
  • Bacia do Uruguai.

Para encontrar mais bacias hidrográficas brasileiras e estrangeiras, é possível consultar de forma online o mapa das bacias hidrográficas.

bacias hidrográficas

Os principais tipos de bacias hidrográficas

Para diferenciar uma bacia da outra, é preciso obter determinados dados que, juntos, formam todas as características das bacias hidrográficas. Esses dados são utilizados para delimitar e também para enquadrar a bacia em alguma categoria, como pode-se citar os tipos de bacias hidrográficas:

  • Elementar;
  • Representativa;
  • Experimental.

A bacia elementar, por exemplo, é relativamente pequena, já que atinge aproximadamente 5 km².

A bacia representativa, por exemplo, é caracterizada por aparelhos de registro e muita observação dos fenômenos hidrológicos. Geralmente, está localizada em região homogênea e pode ir de 1 a mais de 230 km².

Já a bacia experimental é onde ocorrem estudos sobre os fenômenos da água. Essa, por sua vez, apresenta uma região de 4 km².

Para caracterizar as bacias hidrográficas, é preciso levar em conta toda a sua área, o comprimento do rio, perfil longitudinal, índices de forma, densidades, etc. Além disso, também é possível caracterizá-las entre bacias urbanas e bacias rurais.

O surgimento de bacias urbanas

Como nas áreas urbanas ocorre uma imensa descaracterização ambiental, há um baixíssimo equilíbrio e distribuição de água. Isso, por sua vez, provoca uma alteração significativa na qualidade hídrica e também na distribuição.

Além disso, na cidade grande há uma enorme demanda por esgotamento sanitário e coleta de resíduos sólidos. Todas essas características fazem com que aumente significativamente a poluição no curso das águas.

Isso ocorre pois existem toxinas produzidas por grandes indústrias, casas e também pela atividade cotidiana de centros urbanos, como carros, caminhões e ônibus. Logo, se o tratamento de todos os efluentes não for realizado de maneira correta e satisfatória, ocorre a poluição do solo e do lençol freático.

Como funcionam as bacias rurais?

Localizadas em um ambiente muito diferente das zonas urbanas, as bacias rurais compõem uma área onde não existe cobertura de vegetação e nem compactação de solo. Por conta disso, pode ocorrer um aumento de influências negativas nas águas.

Além disso, por conta de o solo não ser compactado, há uma grande probabilidade de ocorrer infiltrações e, dessa forma, resultar em grandes enchentes e alagamentos.

bacias hidrográficas

A importância das bacias hidrográficas

Todas as informações descritas possuem o objetivo de mostrar a enorme importância das bacias hidrográficas. Afinal, ao entender o que significam e quais suas características, é possível conhecer o seu método de funcionamento.

Além do seu funcionamento, também é possível entender o que ocorre quando suas características são modificadas de forma inconsequente e sem o mínimo de planejamento. Além da perda da qualidade da água e das enchentes que podem ocorrer, o meio ambiente também acaba sofrendo.

Afinal, existe uma infinidade de espécies de animais que vivem em uma bacia e dependem do seu bom funcionamento para que possam se desenvolver de forma tranquila. Isso porque o desequilíbrio das bacias pode afetar gravemente a caça dos animais e os seus métodos de sobrevivência.

Além disso, quando a qualidade da água fica comprometida, é muito mais provável ocorrer sérios problemas de saúde em seres humanos e animais, aniquilação de vida aquática, impossibilidade de utilizar a água para qualquer finalidade, além da proliferação de doenças e vírus.

Logo, é preciso realizar as atividades do dia a dia de uma forma responsável e planejada. Mesmo que existam aparatos legais que promovam estabilização entre o desenvolvimento humano e a utilização dos recursos hídricos, é importante manter um equilíbrio a fim de preservar essas regiões que são de grande importância.

Hoje em dia, é possível encontrar o Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos, também conhecido como Singreh. Este órgão visa realizar planos estratégicos e operacionais para garantir o uso correto das águas, assegurando, desta maneira, todos os direitos previstos das bacias hidrográficas.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo