Benefícios do quiabo destacam hortaliça tradicional na cozinha nacional

Inicio » Agronegócio » Benefícios do quiabo destacam hortaliça tradicional na cozinha nacional
01/06/2020 Por
Benefícios do quiabo destacam hortaliça tradicional na cozinha nacional

O Brasil não é um dos maiores produtores do mundo, mas os benefícios do quiabo destacam essa hortaliça no mercado

Não há um consenso sobre a origem do quiabo, mas muitos historiadores apontam a África como o seu local de origem, dizendo que aportou no Brasil via comércio escravista. Desde então, seu uso na culinária brasileira se tornou corriqueiro, mas apesar disso não é tão popular, mesmo embora os benefícios do quiabo sejam variados.

A hortaliça não fornece números expressivos para a economia nacional, mesmo rendendo bons lucros aos seus produtores. Os maiores países produtores da fruta no mundo são Índia, Gana, Nigéria, Paquistão e Egito. O gosto do quiabo é tido por muitos como um tanto exótico, sendo necessário o implemento de outros ingredientes para deixá-lo mais palatável. No entanto, os benefícios do quiabo devem ser olhados com atenção.

Benefícios do quiabo

O que é quiabo?

Quiabo é uma hortaliça, uma planta que pertence à família Malvaceae e que atende pelo nome científico de Abelmoschus esculentus. O quiabo consumido nas cozinhas de todo o Brasil não é colhido no seu estágio mais maduro, mas sim quando se encontra na fase de cápsula fibrosa e cheia de sementes.

O aspecto do fruto da hortaliça é verde e de formato capsular. Apresenta um líquido viscoso interno que é expelido ao se cozinhar, fato que o torna menos apreciável para muitos consumidores.

As flores podem alcançar de 5 a 8 cm de diâmetro quando abertas e suas pétalas têm matiz amarelo-clara e centro vermelho-escuro.

Apesar de não haver um consenso, o melhor palpite é que a planta tenha se originado na África e migrado para os demais continentes via tráfego comercial marítimo.

Atualmente a hortaliça é cultivada em todas as regiões tropicais e subtropicais do planeta. No Brasil, é cultivada em todas as regiões.

Época de cultivo

Nas regiões mais quentes, a plantação de quiabo pode ocorrer o ano inteiro. No entanto, o mais indicado é o período de março a julho, época em que os preços no comércio são mais vantajosos.

Sim, bem no período do inverno, e não se trata de mera coincidência. Como informado, em regiões quentes, o quiabo pode ser plantado em qualquer época do ano (nas mais frias, a recomendação é de setembro a janeiro).

A escolha pelo inverno nas regiões mais quentes se explica pelo fato da oferta diminuir em relação ao consumo. O quiabeiro cresce bem em temperaturas acima de 20 °C. Abaixo disso, o crescimento é mais vagaroso e muitos produtores não conseguem atender a demanda.

Baixa oferta e alta procura significa inflação dos preços, portanto, mesmo vendendo quantidade menor, o custo benefício passa a ser muito compensador. Esse é um dos benefícios do quiabo no aspecto não-nutricional.

A colheita do quiabo ocorre após 60 dias do cultivo e pode se estender até 70 dias após esse prazo.

Benefícios do quiabo

Os benefícios do quiabo

Tradicional, mas pelos motivos já citados quanto ao sabor e algumas particularidades de seu preparo, não é das hortaliças mais populares. Mas quem aprecia a hortaliça ou faz um esforço para implementá-la na sua dieta é beneficiado por suas propriedades saudáveis.

Os nutrientes que constituem o quiabo são:

  • Vitamina A;
  • Vitaminas do complexo B;
  • Vitamina E;
  • Sódio;
  • Zinco;
  • Vitamina K;
  • Cálcio;
  • Potássio;
  • Fósforo;01
  • Vitamina C;
  • Ferro;
  • Magnésio;
  • Fibra;
  • Carboidrato;
  • Proteína;
  • Água;
  • Açúcar;
  • Tiamina;
  • Riboflavina;
  • Ácidos graxos.

Vejamos, a seguir, mais detalhes sobre os benefícios do quiabo.

Ajuda a evitar o envelhecimento precoce

Como você viu na lista de nutrientes acima, o quiabo é rico em vitaminas do complexo B. Essas vitaminas são conhecidas por conterem antioxidantes que combatem os radicais livres.

Radicais livres são fragmentos de células espalhadas pelo organismo que, na busca para voltarem ao desempenho de suas funções normais, acabam prejudicando a ação das células completas.

Essa intromissão tem por efeito gerar novos fragmentos, novos radicais livres, comprometendo o desempenho de algumas funções orgânicas.

A consequência da ação dessas células malformadas é ocasionar o surgimento de distúrbios no organismo, como câncer e outras doenças. Outro dos efeitos é acelerar o envelhecimento da pele.

Portanto, nutrientes que combatam a ação dos radicais livres são importantíssimos para a manutenção dos sistemas de defesa do corpo e para evitar o envelhecimento precoce.

E são várias as receitas com quiabo que você pode experimentar, tais como quiabo frito e quiabo assado.

Bom para os ossos

Outro dos benefícios do quiabo é o de manter e fortalecer a saúde dos ossos. Esse fortalecimento ocorre por ser fonte de cálcio. Por isso, é um alimento indicado tanto para evitar osteoporose como para quem já sofre desse mal.

Por conter esse nutriente, o quiabo também passa a ser um alimento interessante para quem não come carne ou seus derivados, como veganos e vegetarianos.

Ajuda para manter ou diminuir o peso

Outra característica do quiabo é o de ser uma hortaliça rica em fibras e de baixas calorias. Assim, é perfeito para quem busca se manter em dia com a balança.

Quanto às calorias, entende-se que não é necessário explicar o motivo, mas quanto às fibras, elas colaboram na dieta por gerar a sensação de saciedade.

No contato com o suco gástrico, as fibras formam uma espécie de gel que se dilata dentro do estômago, gerando a sensação de estufamento, corpo bem nutrido. Isso é interessante porque tal sensação ocorre mesmo ao se consumir menos calorias do que o habitual.

Portanto, se você busca por alimentos bons para ajudar a passar pelo período de dieta, sem dúvida o quiabo deve fazer parte de sua lista.

O quiabo é bom para diabetes?

Não é difícil encontrar formas alternativas de se tratar o mal da diabetes na qual incluem o quiabo na receita. Mas não há qualquer comprovação científica que demonstre que o fruto tenha algum efeito positivo para tratar dessa enfermidade.

Quiabo refogado

São várias as formas de se consumir quiabo, visto que ele pode ser consumido refogado, frito ou cozido. Também é comum que seja colocado no preparo de pratos e saladas frias.

O quiabo refogado é uma boa alternativa para os que não gostam da sua “baba”, pois refoga-lo deixa a hortaliça bem sequinha.

Benefícios do quiabo

Veja abaixo uma receita rápida para fazer quiabo refogado.

Os ingredientes:

  • Trezentos (300) gramas de quiabo;
  • Uma (1) colher de sopa de vinagre;
  • Uma (1) colher de sopa de azeite;
  • Meia (1/2) cebola picada em cubos pequenos;
  • Um (1) tomate sem semente (picado);
  • Sal a gosto.

Agora, o modo de fazer:

  1. Em primeiro lugar, corte o quiabo em rodelas;
  2. Refogue a cebola no azeite e depois acrescente o quiabo;
  3. Coloque também o tomate e o vinagre;
  4. Deixe cozinhando em fogo médio até que a gosma do quiabo desapareça.

Diante de tantos benefícios do quiabo, não restam dúvidas de que vale a pena investir na hortaliça. Seja no plantio, na venda ou no consumo, o quiabo tem força para ganhar o mundo.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo