Paca é um roedor de pelagem dura e de coloração marrom

Inicio » Meio Ambiente » Paca é um roedor de pelagem dura e de coloração marrom
07/07/2020 Por
Paca é um roedor de pelagem dura e de coloração marrom

A paca é o segundo maior roedor do Brasil e tem a carne mais saborosa entre os animais silvestres

Dentre roedores que vivem na Mata Atlântica, sem dúvida, a paca é um dos mais espertos. Embora tenha aparência frágil, esse animal é bem grande, bastante forte, ágil e precavido.

A seguir, entenda mais sobre os hábitos, alimentação e reprodução da paca. Além disso, descubra o porquê de a sua criação ser tão lucrativa e como ela deve ser feita!

Paca

O que é paca?

Paca é o segundo maior roedor do Brasil, podendo chegar a 80 centímetros de comprimento e pesar 10 quilos. O seu nome científico, Cuniculus paca, tem origem tupi e significa “vigilante, desperto”.

Ela recebeu esse nome por ter hábitos noturnos, além de tato, audição e olfato bem aguçados. Essas características ajudam com que ela se proteja e fuja de possíveis ameaças.

A paca tem pelos ouriçados, duros e curtos. Sua coloração varia entre castanho acinzentado e castanho avermelhado. Nas laterais do seu corpo há manchas brancas, geralmente em 4 filas longitudinais. Além disso, seu focinho tem laterais inchadas na cor branca, bem como a sua parte inferior e o seu ventre.

Embora as suas patas sejam curtas, elas são muito fortes e têm unhas bem afiadas. Dessa forma, a paca pode chegar a uma grande velocidade quando corre. Além disso, esse roedor é um excelente nadador.

Em contrapartida, suas orelhas pequenas garantem uma audição aguçada. Por fim, os dentes da paca são grandes e nunca param de crescer. Por isso, ela costuma gastá-los em troncos de árvores duras, como as goiabeiras e os eucaliptos.

Habitat, alimentação e reprodução

De forma geral, o habitat da paca é em florestas tropicais úmidas, principalmente perto de rios. Esses roedores costumam escavar buracos no chão para se abrigarem durante o dia.

Além disso, suas tocas sempre têm saídas de emergência. Assim, elas podem fugir caso se sintam ameaçadas. É comum encontrar pacas em florestas de Mata Atlântica desde o centro-oeste do México até o sul do Paraguai.

Durante a noite, a paca sai da toca para se alimentar. A alimentação da paca é à base de frutos caídos, tubérculos, raízes e folhas. Em resultado, a paca tem um papel importante na disseminação de sementes, já que ela caminha por longas distâncias para procurar alimento e acaba levando algumas sementes consigo.

A paca, como já diz o seu nome, é um animal que está sempre em estado de alerta. Normalmente, elas só percorrem caminhos que elas mesmas abriram pela mata. Essas trilhas, chamadas de carreiros, levam o animal para sua área de alimentação e aos seus esconderijos. Além disso, elas saem para procurar alimento só quando está bem escuro, em um horário em que não há nenhuma claridade da lua.

Por fim, por ser um mamífero, a paca gera somente um filhote por gestação. A gravidez desse roedor geralmente dura cerca de 4 meses e acontece uma vez por ano. Embora seja bem raro, o nascimento de gêmeos ou mais de uma gestação por ano pode acontecer. Ademais, a paca filhote fêmea pode ficar grávida depois de 8 meses de vida, e os machos só depois de 10 meses.

A média de vida máxima de uma paca é em torno de 16 anos. Embora a paca não esteja ameaçada de extinção, a caça ilegal e a destruição do habitat da paca podem apresentar risco à espécie, já que a sua reprodução é lenta.

Paca

Criação de paca

A paca animal é um dos preferidos para se criar em cativeiro, já que ela é um dos animais silvestres que se adapta mais facilmente a ambientes diferentes. Em conjunto, a criação de paca é simples e de baixo custo, uma vez que a sua alimentação é barata e geralmente já existe em abundância na maioria das propriedades. Em resultado, criar o animal pode ser muito rentável.

O bom retorno financeiro da criação de pacas é em decorrência do preço elevado da sua carne, que pode chegar a R$ 200,00 o quilo. Entretanto, mesmo custando caro, o mercado de carne de paca é garantido, já que ela é considerada a melhor carne silvestre.

Entretanto, a caça de paca, bem como de qualquer animal silvestre, é proibida no Brasil. Por isso, para iniciar a criação comercial de pacas é preciso ter autorização do IBAMA.

As leis que regem a criação e a comercialização de animais silvestres e seu produtos são as Portarias n° 118/1997 e n° 117/1997. Por isso, antes de investir na criação de pacas, o melhor é entrar em contato com o IBAMA para obter informações seguras e confiáveis sobre os métodos de criação e sobre as leis.

A melhor carne de animal silvestre

A carne de paca, embora tenha um preço bastante elevado, é bastante procurada em açougues de carnes exóticas. De forma geral, essa proteína animal é apreciada por ter sabor suave e ligeiramente adocicado, além de ser leve, extremamente macia e possuir baixo teor de gordura.

A textura da carne de paca, bem como o seu preparo, é semelhante à carne suína. O passo a passo de como fazer paca é bem simples. Ela pode ser preparada inteira ou em pedaços, além de ser feita assada na churrasqueira ou no forno. Ademais, não é preciso utilizar muitos temperos ou técnicas gastronômicas para que fique bem saborosa.

De fato, além de saborosa, carne de paca é bem saudável. Ela é rica em cálcio, fósforo e proteínas, além de ter pouca gordura e calorias, cerca de 155 calorias a cada 100 gramas. Não é de admirar que ela tem sido cada vez mais incluída na alimentação de muitos brasileiros.

Paca

Considerações finais

Embora a criação de pacas seja um negócio lucrativo e sua carne seja muito apreciada, é preciso lembrar que a sua comercialização deve seguir a regulamentação e ser controlada pelo IBAMA. Assim, garante-se um trabalho dentro da lei e uma proteção à fauna, algo tão importante em uma época como essa.

De fato, a paca é muito importante para a conservação da Mata Atlântica e deve ser preservada. Portanto, se quiser investir na criação de pacas, faça tudo dentro da lei.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo