Appaloosa é raça equina conhecida pela agilidade

Inicio » Pecuária » Appaloosa é raça equina conhecida pela agilidade
21/03/2019 Por
Appaloosa é raça equina conhecida pela agilidade

Cavalos appaloosa são conhecidos pela força, agilidade e pela pelagem exótica

Terceira raça de cavalo mais numerosa no mundo todo, os cavalos appaloosa são inconfundíveis aonde quer que estejam. Possuem um bom valor de mercado devido a sua pelagem exótica. São conhecidos também pela grande força e ótima resistência. Mas, além de tudo, são cavalos dóceis.

Depois de passar por um período de quase extinção, a raça de cavalo appaloosa deixou de existir apenas nos Estados Unidos e foi parar em diversos país, como Canadá, Austrália, Alemanha, Espanhal e Israel. No Brasil, a raça chegou por volta da década de 70 no estado de São Paulo. Em 1977, foi criada a Associação Brasileira dos Criadores de Appaloosa. E, atualmente, o país possui cerca de 25 mil cavalos da raça, sendo o segundo maior pantel do mundo.

Appaloosa

O que é appaloosa?

Appaloosa é uma das raças de cavalo mais conhecidas no mundo, principalmente devido a sua pelagem exótica. De modo geral, sobre sua cor básica pintas salpicadas se sobressaem, principalmente na região do lombo, sendo claras ou escuras. Diferente de outros cavalos, suas pintas brancas são oriundas da despigmentação de sua pele. Desta forma, é impossível não reconhecer a raça. Mas apesar da característica básica do pelo, o appaloosa possui cinco tipos de pelagens oficiais diferentes, sendo elas:

  • blanket (cobertor);
  • marble (mármore);
  • leopard (leopardo);
  • snowflake (floco de neve);
  • frost (geada).

Além da pelagem, o cavalo appaloosa é também conhecido por ser ágil, veloz e extremamente resistente. Por isso, é comumente utilizado para percorrer grandes distâncias e atravessar locais íngremes. Além disso, sua agilidade faz com que realize e possua um ótimo desempenho em atividades como laço, rédea, tambor e apartação, por exemplo.

O porte da raça é médio. O appaloosa macho pesa por volta de 600kg, enquanto a fêmea varia perto dos 500kg. A variação também acontece na altura, em que o macho mede cerca de 1,52m e a fêmea 1,50m.

A história da raça appaloosa

Desenhos rupestres indicam que os cavalos dessa raça já existiam há cerca de 20 mil anos antes de Cristo. Além disso, evidências na China revelam pinturas de appaloosas sendo utilizados como montaria dos imperadores, com datas de 2,5 mil anos antes de Cristo.

Por volta do século XVIII, a raça chegou até os Estados Unidos por meio dos espanhóis. No país norte-americano, esses cavalos passaram por um rigoroso processo de seleção feito pela tribo indígena Nez Perce, conhecidos por serem grandes criadores de cavalos. Essa tribo ficava localizada no Estado do Oregon, mais precisamente na região do Rio Palouse – daí o surgimento do nome appalooosa.

Appaloosa

O rigor na triagem feita por eles deu origem a uma raça de cavalos aptos a realizar qualquer trabalho e também inconfundíveis devido à pelagem (que também era critério de seleção). Mas, em 1877, a ocupação do governo da união às reservas onde estavam a tribo e seus cavalos levou ao quase total extermínio da raça.

Então, a partir da década de 20, seguindo os interesses econômicos dos norte-americanos, a raça voltou a existir em grande número. Assim, em 1938 foi fundado o Club do Cavalo Appaloosa, que passou a fazer a mistura dessa raça com as raças Puro Sangue Inglês e Quarto de Milha. Assim, o appaloosa tornou-se ainda mais ágil, veloz e dócil que é atualmente.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo