Pingo de ouro, planta ornamental, produz pequenos frutos no outono

Inicio » Agricultura » Pingo de ouro, planta ornamental, produz pequenos frutos no outono
05/08/2020 Por
Pingo de ouro, planta ornamental, produz pequenos frutos no outono

Muito usado no paisagismo, o pingo de ouro é o arbusto mais presente nos jardins brasileiros

Considerado o arbusto com maior incidência de cultivo em todo o Brasil, o pingo de ouro é um dos preferidos entre os paisagistas. Através do tempo, a planta originária da América Latina se tornou uma sensação, principalmente nos jardins residenciais.

Deixando qualquer tipo de ambiente mais agradável e bonito, o arbusto tropical, que também é chamado de violeteira dourada, é extremamente versátil em suas aplicações. Neste artigo, saiba tudo sobre o pingo de ouro, desde suas características até como plantar e seus diversos tipos de utilização!

Conheça o pingo de ouro!

O que é pingo de ouro?

Pingo de ouro é um arbusto perene, lenhoso e ereto. O pingo de ouro, ou Duranta erecta, seu nome científico, é muito percebido cercando árvores em calçadas. Inclusive, funciona muito bem como uma cerca viva de menor estatura para bordaduras de canteiros ou ainda para roseiras.

Uma das características interessantes do pingo de ouro é o fato de que, quando não podado, ele produz flores pequenas, roxas, rosadas ou brancas. Na estação do outono, ele também produz frutos pequenos, amarelados, os quais atraem diferentes tipos de pássaros.

Para conhecer bem o que é pingo de ouro e assim poder entregar os cuidados necessários ao arbusto, é preciso ter em mente que ele se desenvolve melhor a pleno sol. O nome popular surgiu devido às suas folhas de um dourado leve, justificando totalmente como é chamado.

A altura do arbusto geralmente apresenta entre 1 e 1,5 metros. Seu crescimento é considerado acelerado quando comparado ao ritmo de diversas espécies.

Com uma ramagem densa e do tipo ornamental, a planta, quando jovem, possui folhas com tonalidade amarelo-dourado. Elas são rígidas e possuem uma margem. Inclusive, cada folha possui cerca de 3 a 5 cm de comprimento.

Como plantar pingo de ouro?

Antes mesmo de escolher a planta como uma opção para o jardim é preciso ter em mente que ela exige um tipo de manutenção contínua. Portanto, questões como o nível de exposição solar, a adubação correta, bem como as podas, devem consistir em pontos que requerem atenção prévia.

A forma de como plantar pingo de ouro é basicamente simples: podem multiplicar-se através de estaquias, como veremos abaixo, e muito raramente através de sementes. Mas assim mesmo necessita que alguns passos sejam seguidos com atenção.

Conheça as principais etapas para plantar o arbusto:

  1. Retire uma estaca com cerca de 10 a 15 cm dos ramos da planta, que deve ser saudável e já adulta;
  2. Separe o caule para que seque por dois dias, anteriormente ao momento da preparação da muda;
  3. Mergulhe a estaca em um copo de água, com o intuito de que ela solte as raízes;
  4. Em um saco plástico utilizado para mudas, faça a preparação do solo. Proceda com a mistura de esterco, prezando por um sistema de drenagem. Areia de construção pode ser uma opção interessante;
  5. Faça o plantio das estacas de pingo de ouro no solo já adubado;
  6. Regue a muda generosamente e depois cubra-a com um plástico filme;
  7. Deixe as mudas de pingo de ouro reservadas, longe do sol por um período de 15 dias;
  8. Passadas as etapas anteriores, já será possível o plantio do arbusto em seu lugar, de forma definitiva.

Conheça o pingo de ouro!

Principais cuidados com a planta pingo de ouro

Por ser o pingo de ouro planta que demanda podas com uma maior frequência do que outras, não é indicada para locais ou jardins que recebam pouca ou mais espaçada manutenção. Quando as podas não ocorrem de forma correta, suas folhas vão perdendo o dourado característico.

O pingo de ouro grande, ou mesmo de menor porte, deve ter seu cultivo sempre em local que apresente boa incidência de sol. Além disso, o solo deve possuir boa fertilidade e ter um bom enriquecimento com matéria orgânica.

Quanto às secas, a planta não possui uma boa tolerância. Portanto, como vimos anteriormente, as regas devem possuir uma boa regularidade. Já quanto a frio intenso e geadas, a planta apresenta uma boa resistência.

Outra dica importante para o momento dos cuidados com a planta consiste na utilização de luvas sempre que for fazer manutenções na mesma. Desse modo será possível uma maior segurança contra pequenos ferimentos, pois os ramos podem apresentar espinhos.

Para quem gosta ou está iniciando na topiaria (prática de jardinagem com a finalidade de podar plantas para formas ornamentais), a planta pingo de ouro no jardim é uma excelente sugestão.

A estrutura do arbusto, com sua tonalidade em dourado, pode transformar-se nas mais variadas esculturas de paisagismo. Além disso, pode também formar cercas vivas para serem aplicadas como contornos em jardins e até pequenos caminhos até a entrada da casa, entregando mais beleza ao local.

Ainda que seja um arbusto mais percebido em ambientes externos, o pingo de ouro bonsai pode ser usado como uma excelente decoração para cômodos da casa. Portanto, ele pode ser uma forma interessante para complementar a estética de uma sala de estar, por exemplo. Mas é necessário atentar-se sempre para as podas regulares, pois seu crescimento, como sabemos, é rápido.

Conheça o pingo de ouro!

Paisagismo com estilo europeu

O paisagismo avançou muito nas últimas décadas, ainda que tenha estado presente e se desenvolvido desde muito tempo, por exemplo, na Idade Média, principalmente nas cercanias de castelos europeus. Acontece que cada vez mais a união entre estética apurada e praticidade tem vindo à tona.

Quando falamos em paisagismo, uma das lembranças mais fortes é a cerca viva. Desse modo, também imediatamente associamos à ideia do pingo de ouro como planta ornamental. Além de bonita, a cerca viva com o arbusto é funcional e apresenta vantagens práticas e interessantes.

Crescimento rápido, manutenção descomplicada, privacidade, segurança e versatilidade de utilizações são apenas algumas dessas vantagens. Além disso, quando se quer delimitar um espaço e, ao mesmo tempo, não tirar totalmente a visão, a cerca viva pequena de pingo de ouro pode ser uma solução eficaz.

A criação de caminhos, sejam curtos ou mais longos, entrega um complemento de paginação excelente. Por outro lado, quando se quer privacidade em um local verde com piscina, a utilização da planta será perfeita.

Enfim, são muitas formas de utilizar um belo e extremamente versátil componente natural como o pingo de ouro, que está presente em grande parte dos jardins do país. Aproveite!

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo