Retrocruzamento é técnica utilizada na busca de genética de ponta

Inicio » Agronegócio » Retrocruzamento é técnica utilizada na busca de genética de ponta
03/12/2020 Por
Retrocruzamento é técnica utilizada na busca de genética de ponta

Técnica chamada de retrocruzamento visa o cruzamento de um híbrido com um de seus pais ou com alguma genética similar. A técnica chamada de retrocruzamento é bastante utilizada nos processos de melhoramento genético de plantas. Apesar disso, já foi um importante processo utilizado para melhorias de animais, visando principalmente fixar características raciais.

O objetivo do método de retrocruzamento é, em suma, recuperar uma grande parte do genótipo do genitor, que no caso das plantas, normalmente é uma cultivar de elite.

Retrocruzamento

O que é retrocruzamento?

O retrocruzamento é uma técnica de cruzamento de um híbrido descendente com um de seus genitores, ou, pelo menos, um indivíduo geneticamente parecido aos seus pais. A prática é aplicada em plantas como na horticultura e também na criação de animais.

Normalmente, o retrocruzamento se aplica em cultivares superiores (genitor recorrente) em vários aspectos, mas que acabam sendo deficientes em algumas características, as quais se busca a melhoria, que pode ser transferida do genitor doador. Assim, o método visa recuperar parte do genótipo do genitor.

Mas, antes de entrar em mais detalhes do retrocruzamento, vamos relembrar um pouco alguns conceitos da biologia aplicados nesta técnica.

Quando falamos em genótipo, estamos falando do conjunto de genes – que por sua vez são segmentos de DNA.
Além disso, existe o também o fenótipo, que nada mais é do que as características geradas pela interação do genótipo com o ambiente.

Um bom exemplo que podemos mencionar, é se uma pessoa tem gene para cabelos loiros, mas pinta o cabelo de preto. Então, essa pessoa tem genótipo para cabelo loiro, mas o fenótipo é preto. Isso pode ocorrer para características fisiológicas (como nos grupos sanguíneos) e morfológicas.

Retrocruzamento e cruzamento teste

Um cruzamento teste determina o genótipo de um determinado indivíduo, com um fenótipo dominante. Quando se está fazendo um cruzamento e não se sabe se o indivíduo dominante é heterozigoto ou homozigoto, realiza-se um cruzamento teste deste indivíduo com outro indivíduo recessivo.

A resposta estará então nos descendentes. Se os filhos forem recessivos, conclui-se que o progenitor é heterozigoto. Se os filhos tiverem o fenótipo dominante, o progenitor era homozigoto.

O retrocruzamento é semelhante, pois ambos utilizam o mesmo princípio. Porém, no caso do retrocruzamento, o indivíduo recessivo utilizado é de um ancestral.

Esse processo nas plantas traz alguns benefícios, como:

  • Se os pais recorrentes possuírem um genótipo puro, no final do processo, um genótipo puro será recuperado;
  • Por não haver uma nova recombinação, o conjunto puro não se perde.

Porém, pode apresentar alguns pontos negativos também:

  • Na prática, segmentos do genoma dos pais não recorrentes, podem apresentar e trazer características genéticas indesejadas junto deles;
  • Mais de um retrocruzamento pode ser necessário para produzir um cultivar novo, e isso pode levar anos.

Retrocruzamento

Exemplo de retrocruzamento

Em animais, o processo de retrocruzamento pode ser aplicado de forma intencional, para fazer a transferência de uma característica desejada de determinado animal com um genótipo rústico para outro animal com genótipo aprimorado.
No melhoramento de plantas, normalmente o objetivo principal é “consertar defeitos” específicos em variedades de alta produtividade.

Por fim, no método de retrocruzamento o genótipo se torna mais parecido com o “pai” com o qual está sendo retrocruzado,

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo