Seriema – ou siriema – é uma ave típica do nosso Cerrado

Inicio » Agronegócio » Seriema – ou siriema – é uma ave típica do nosso Cerrado
21/08/2020 Por
Seriema – ou siriema – é uma ave típica do nosso Cerrado

Esta ave já deu sentido a músicas tradicionalistas e regionalistas e é muito apreciada por sua aparência. A seriema possui plumagem grisalha e pernas e bico vermelhos, além de possuir pestanas.

O animal recebe o nome de seriema vindo de idiomas indígenas e não se sabe ao certo o seu verdadeiro significado. Mais ao Sul do país, é mencionada como seriema do banhado, devido à sua forte presença na região do pampa.

Seriema

O que é seriema?

Seriema é uma ave encontrada na América do Sul, a qual possui características bem distintas da maioria das espécies de pássaros conhecidas. Seriemas pertencem à família Caramidae, sendo parentes próximas de falcões e papagaios e uma das únicas espécies de aves com pestana.

Possuem bicos e pernas vermelhas, enquanto suas penas assumem cores cinzas amareladas. Essas aves podem chegar a 90 cm de comprimento e 70 cm de altura, chegando a pesar até 1,4 kg. Proporções deste tipo são de aves de grande porte.

A ave não possui dimorfismo sexual, ou seja, não há características físicas para distinguir machos de fêmeas nesta espécie. Possuem pescoço e asas curtas. Em contrapartida, as pernas longas proporcionam agilidade e maior tamanho à ave.

São aves altas e longas, o que facilita sua locomoção em banhados, terrenos alagados e vegetações altas. Sua cabeça possui uma crista vultosa, lembrando a cauda de um pavão. Os olhos deste animal, quando jovens, são de cor cinza. Já quando adultos, os olhos assumem cores amareladas.

A seriema ave é um ícone das regiões centro-sul do Brasil e é conhecida por seriema ou siriema. Essa derivação da pronúncia do nome se dá devido às variações linguísticas de diversas regiões brasileiras.

Estas aves representam uma das maiores espécies de aves do mundo.

Alimentação da seriema

A ave seriema alimenta-se de ratos, roedores, répteis, todos de pequeno porte. No entanto, são caçadores exímios de cobras peçonhentas.

Este motivo foi suficiente para o pássaro ganhar a simpatia dos fazendeiros. O consumo de cobras pelo pássaro mantém a população dos animais venenosos sob controle, garantindo maior segurança para a lida no campo e nas lavouras.

São extremamente carnívoros, podem consumir ovos de outras espécies de pássaros e minhocas existentes no solo.

O seu bico é suficientemente afiado, seu tamanho permite alcançar velocidades maiores que suas presas e suas garras capturam o alvo com precisão. No geral, são animais dóceis e acostumados com a presença humana, não se sentindo ameaçados.

Seriema

Comportamento da seriema

Para estudos das espécies e suas relações com o meio e demais indivíduos, é importante observar qual a origem e por que estão inseridos naquele ambiente. A partir dessa concepção, é possível compreender o comportamento animal, além de seus hábitos alimentares.

As seriemas possuem hábitos alimentares preferencialmente carnívoros, mas podem ser onívoras, comendo frutas, verduras e grãos, além de pequenos animais. Quando capturam suas presas, uma das técnicas para imobilizá-las é bater contra a superfície.

São benéficos para o gado, capturando insetos que têm incidência no campo, sobre as pastagens. Estes animais preferem a terra firme do que os ares, apesar de conseguirem exercer seu voo perfeitamente.

O canto da seriema é uma das atrações do ecoturismo, sendo inconfundível. Podem repetir por minutos a fio o seu grito, em pares ou sozinhos. Esse canto é principalmente empregado para épocas reprodutivas.

Ninhos e chocagem

Estes animais constroem os seus ninhos ao nível do solo ou em árvores de porte médio. A elaboração do ninho é feita com gravetos e barro, onde serão postos dois ovos para serem chocados de cada vez até a eclosão, quando os filhotes nascem. Além disso, seus ovos têm cor branca e mesclas vermelhas.

O casal de pássaros responsáveis pelos ovos chocam juntos, dedicando o mesmo cuidado e dividindo o tempo de cuidados dos ovos entre eles. O embrião leva em média 30 dias para ser desenvolvido e eclodir da casca, e abandona o ninho com apenas duas semanas de vida. Atingem a maturação sexual com 4 ou 5 meses, trocando as plumas por penas adultas.

Outrossim, as progressões do desmatamento proporcionam a melhor adaptação deste animal, visto que ele habita campos abertos e banhados, de preferência, procurando as árvores apenas para descanso. Estas aves estão capacitadas para correr, atingindo até 49km/h.

Estas são duas das estratégias para fuga de seus predadores: pousar em galhos altos que possibilitam melhor visão, ou então atingir altas velocidades durante a fuga.

Seriema

Preservação da espécie

A espécie é muito comum nas regiões do sul do Brasil e não corre risco de extinção. Graças à sua ótima capacidade de adaptação e ausência de predação com viés econômico, a ave garante a beleza dos campos onde se cria gado. Do mesmo modo, possuem uma população estável, sendo predadas apenas por falcões ou serpentes maiores.

Contudo, a preservação das florestas e dos ambientes naturais é fundamental para que não haja uma superpopulação de seriemas, capazes de desequilibrar o ecossistema e dizimar espécies de pequeno porte.

Porém, a preservação vai muito além da espécie. Se faz necessário a recuperação do cerrado brasileiro, as quais foram desenvolvidas leis e políticas públicas como a Lei do Cerrado aprovada em 2009. Essa legislação prevê a preservação e manutenção dos Cerrados no Brasil.

Apesar da existência de legislação, ainda ocorrem divergências para a recuperação do bioma, meta prevista e que não tem se cumprido devido à fragilidade das espécies vegetais que compõem o cerrado.

A seriema se tornou um símbolo do sertanejo brasileiro por ser uma ave de grande expressão na região. Além de sua beleza exótica, o seu canto é diferenciado entre outros pássaros, sendo possível identificá-lo a pelo ao menos 1km de distância. A ave vive próxima a regiões alagadas por ter oferta de variedade de anfíbios, e desta forma controla a população de rãs e sapos.

Isso é muito importante para que todas as espécies vivam em equilíbrio. A regulação natural de populações pode sofrer alterações devido à interferência do homem na natureza. Essas modificações antrópicas podem levar à extinção da seriema e espécies em geral.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo