Sucroenergético é setor de destaque para a produção de biocombustíveis

Inicio » Agronegócio » Sucroenergético é setor de destaque para a produção de biocombustíveis
30/10/2020 Por
Sucroenergético é setor de destaque para a produção de biocombustíveis

Setor sucroenergético é atualmente uma das maiores fonte de energia do país. Nos últimos anos, o incentivo de políticas públicas voltadas para o uso de fontes de energias além do petróleo, tem impulsionado o mercado sucroenergético.

Nesse cenário, EUA e Brasil são os principais destaques no mercado do etanol, por exemplo, que tem como uma de suas fontes a cana-de-açúcar, movimentando o setor sucroenergético.

Sucroenergético

O que é sucroenergético?

Sucroenergético é o setor de produção de energia tendo como base a cana-de-açúcar. Um dos melhores exemplos, é o etanol, que é um combustível produzido nas usinas com algumas matérias-primas, como a cana-de-açúcar ou milho, que são os mais comuns.

Dessa forma, se torna um biocombustível, ou seja, renovável, que não precisa de petróleo. Até recentemente, os chamados biocombustíveis não ganhavam tanto espaço devido ainda ao uso indiscriminado do petróleo, contribuindo para os problemas do aquecimento global. Nas últimas décadas, o etanol começou entrar em cena.

Porém, até mesmo o etanol pode geral poluentes, dependendo do que ele é feito. Aqui, entra o papel do setor sucroenergético, pois a cana leva vantagem na produção desse biocombustível, e causa um menor impacto ambiental se comparado ao milho, por exemplo. Nos Estados Unidos, a base do etanol é o milho, enquanto no Brasil é justamente a cana-de-açúcar.

De acordo com dados disponibilizados pelo Ministério da Economia, o Brasil é o país com maior participação de biocombustíveis na matriz de transportes. Os dados também indicam que cerca de 19,1% das energias consumidas no Brasil – em transporte e energia elétrica – , são oriundas dos processos com cana-de-açúcar. Assim, a cana acaba sendo a segunda maior fonte energética do país, sendo ainda superada pelo petróleo.

Setor sucroenergético

Assim como a produção de etanol, a produção de energia elétrica também é viável a partir do bagaço de cana-de-açúcar, sendo econômica inclusive para as usinas. Além do que, também se tem aí uma fonte de renda de produtores de cana e álcool.

Ademais, é possível destacar algumas vantagens sobre a produção de energia utilizando cana-de-açúcar.

  • boa competitividade devido ao custo: a cana já é cultivada para produzir etanol, então, utilizar o bagaço para produzir energia se torna viável, trazendo bons preços e competitividade de mercado;
  • sazonalidade das chuvas: quando as hidrelétricas que produzem energia sofrem com a falta de água por estiagens, afetando seus reservatórios, o bagaço da cana se torna uma alternativa;
  • redução das emissões de gases do efeito estufa: como é um recurso renovável, a cana é uma alternativa para ajudar na redução da poluição;
  • geração de emprego e renda: toda a cadeia produtiva absorve trabalhadores, desde o campo até as usinas e setores de distribuição de energia;
  • disponibilidade: a cana, por ser renovável e utilizado em outros setores, o seu bagaço se torna mais disponível ao mercado de energia.

Sucroenergético

Dessa forma, o uso de fontes alternativas de energia ou de combustíveis, como os biocombustíveis, tem ganhando cada vez mais espaço em relação aos insumos tradicionais, como o petróleo. Essa é uma preocupação crescente em todo o mundo, e o papel do setor sucroenergético vem tornando essa produção viável.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo