Cavalos mais caros do mundo são das mais variadas raças

Inicio » Agronegócio » Cavalos mais caros do mundo são das mais variadas raças
07/12/2020 Por
Cavalos mais caros do mundo são das mais variadas raças

A criação e domesticação de cavalos pelo homem é uma atividade muito antiga, datando de mais de 4 mil anos. Assim, com a evolução da atividade, os cavalos são comercializados a valores altíssimos, sendo algumas raças específicas os cavalos mais caros do mundo.

Por isso, quando se pensa em iniciar uma criação de cavalos, é preciso muito planejamento, pois os animais podem ser para passeio ou para competição, onde geralmente se encontram os cavalos mais caros do mundo.

Cavalos mais caros do mundo

Preço do cavalo mais caro do mundo

Dentre os cavalos mais caros do mundo, já esteve um Puro Sangue Inglês. O ano era 2.000, quando o animal chamado Fusaichi Pegasus foi vendido por nada menos que US$70 milhões, equivalente a cerca de R$250 milhões na época.

O valor que atualmente atingem algumas raças e animais específicos tem a ver com a importância desse animal na vida do homem. Os cavalos sempre tiveram um papel importante no desenvolvimento da sociedade, tendo participação em atividades de agricultura, meio de transporte, montaria policial, corridas profissionais e esportes, e até em terapias, chamadas de equoterapia.
Contudo, até os dias atuais, já foram catalogadas cerca de 350 raças de cavalos pelo mundo, das mais variadas personalidades e características. Além disso, outros fatores que determinam o preço do cavalo podem ser a idade, linhagem e condicionamento físico.

Cavalos mais caros do Brasil

De acordo com informações da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz/Universidade de São Paulo (Esalq/SP), em 2018 por exemplo, o setor da equinocultura movimentou aproximadamente R$ 16,5 bilhões.
Entretanto, esses números da equinocultura vão além da compra e venda de animais. O setor envolve muitos mercados, como veterinário, rações, acessórios e montaria, dentre outros tantos trabalhos envolvidos.

Dessa forma, algumas raças de cavalo mais comuns no Brasil – e mais caras também – podem ser o Quarto de Milha, Mangalarga Marchador e o cavalo Crioulo – este último muito comum no Sul do Brasil.

Ademais, também se vê em território nacional muitos exemplares do cavalo Árabe, Puro Sangue Inglês, Campolina, Andaluz, dentre outros tantos.

Quais são os cavalos mais caros do mundo?

Dentre as raças mais caras do mundo, podemos destacar algumas:

  • Morgan: essa raça é bem antiga nos Estados Unidos, datando de 1789. Com poucos exemplares no Brasil (cerca de 200), é uma raça amistosa aos humanos;
  • Clydesdale: de origem escocesa, apesar de seu tamanho e força, essa raça pode facilmente apresentar comportamento carinhoso e tranquilo com os donos;
  • Shetland Pony: o sonho de toda criança, essa é uma raça de pônei muito inteligente, de pelagem densa e pernas curtas;
  • Appaloosa: o cavalo pintado como também é conhecido devido a sua pelagem, que pode ser leopardo, copo de neve, malhado, claro e marmóreo . Raça americana, os cavalos Appaloosa são fortes e exímios corredores;
  • Mustang: de uma beleza extrema, essa raça é protegida por lei nos Estados Unidos, pois é considerada selvagem;
  • Quarto de Milha: famoso por sua genética e boa adaptabilidade, o tornam um animal versátil, representando boa parte da população equina no mundo;
  • Puro Sangue Inglês: com um temperamento duvidoso, essa raça é muito utilizada em corridas, pois são magros e de porte relativamente pequeno, o que o torna veloz;
  • Cavalo Árabe: esbelto, o cavalo Árabe é uma das raças mais antigas e mais caras, sendo muito utilizado no melhoramento genético de outras raças inclusive. Tem grande desempenho em esportes olímpicos. Nas diferenças físicas que tornam essa raça especial, se notam o formato da cabeça e a cauda alta.

Cavalos mais caros do mundo

Por fim, há uma enorme variedade de raças de cavalos pelo mundo, e agora você já sabe um pouco mais sobre algumas das raças dos cavalos mais caros do mundo.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo