Diferentes tipos de chá movimentam o agronegócio brasileiro

Inicio » Agronegócio » Diferentes tipos de chá movimentam o agronegócio brasileiro
13/10/2020 Por
Diferentes tipos de chá movimentam o agronegócio brasileiro

A variedade de tipos de chá faz da bebida uma das mais consumidas do mundo. E os hábitos culturais explicam por que essa bebida é a mais consumida do mundo, mais do que bebidas alcoólicas como cerveja e de frutas naturais. Nos últimos anos, vem se percebendo aumento do consumo de chá por parte dos brasileiros.

A procura no Brasil está associada ao aumento da procura da população brasileira por alimentos e bebidas naturais e saudáveis. Esse mercado vem em notável crescente nos últimos anos, assim, faturando bilhões de reais. Os produtores, principalmente grandes indústrias, também se esforçam para manter e despertar interesse dos consumidores ao investirem continuamente na produção de vários tipos de chá.

tipos de chá

O que é chá?

Chá é uma bebida derivada da infusão de folhas, flores e raízes de ervas encontradas na natureza.

A infusão consiste em colocar ervas em água fervente e deixá-las de molho por alguns minutos. A ebulição provoca mistura de propriedades, dando gosto e mudando o aspecto do líquido, ainda que ligeiramente em alguns casos.

Muitas das plantas utilizadas para o preparo de chá são medicinais, indicadas para o tratamento de doenças específicas ou para amenizar sintomas.

Geralmente a bebida tem poucas calorias e algumas provocam efeito de saciedade. Por isso, são indicadas para integrar dietas que visam o emagrecimento.

Há tipos de chá para serem consumidos tanto na forma quente como fria, e há tipos com ervas colhidas direto do campo ou em forma de pó. São vendidos principalmente em mercados e farmácias.

A história do chá

A origem do chá remonta a tempos antigos, 2737 a.C. Apesar de não se ter documentos comprobatórios, pois tamanho distanciamento de tempo prejudica a preservação de registros históricos, estudiosos acreditam que a bebida tenha surgido durante o reinado do imperador chinês Shen Nong.

Nong era conhecido por respeitar e incentivar estudos científicos, além de nutrir admiração pelas artes em geral.

É creditado ao imperador o desenvolvimento do hábito saudável de ferver a água antes de consumi-la entre os chineses.

Também teria sido de sua iniciativa importantes investimentos sanitários que melhoram a qualidade de vida de seu povo e aumentaram a expectativa de vida da população.

Esse amante dos estudos científicos teria resolvido fazer experimentações com infusão de ervas para descobrir seus efeitos no organismo.

Diz a lenda que Shen Nong teria se envenenado ao consumir infusões com ervas com propriedades tóxicas e caído semi-inconsciente debaixo de uma árvore.

Para a sua sorte, entretanto, e de todos nós, um vento soprou forte derrubando algumas folhas da árvore que caíram ao seu lado. Nong as teria mascado e sido salvo pelas propriedades medicinais contidas nas folhas.

Tal ocorrência incentivou o curioso imperador a pesquisar mais a fundo a infusão das folhas que supostamente o salvaram e ampliar seus estudos sobre os mais diferentes tipos de plantas.

Foi certamente nesse contexto que descobriu as propriedades medicinais das folhas e promoveu a primeira produção de chá.

tipos de chá

A cultura indígena e a popularização de tipos de chá

Se existe uma corrente de estudiosos que aponta os chineses como criadores dessa bebida milenar, há outras teorias que apontam que os povos indígenas tenham sido os seus criadores. Afinal, esses povos sempre se proveram dos recursos da natureza para garantir o sustento e curar feridas e moléstias.

As teorias sugerem que os primeiros povos indígenas tiveram a iniciativa de fazer experimentações com ervas, seja por curiosidade espontânea ou para descobrir receitas para tratar de enfermidades.

Há ainda hipóteses que versam sobre possíveis descobertas durante rituais ou para apresentar novas atrações durante rituais onde se costumava ingerir substâncias alucinógenas.

Se há dificuldade para conseguir registros de povos antigos, como a China de Shen Nong, mais ainda se tratando de culturas que não tinham hábito de fazer registros para a posteridade, no máximo pinturas rupestres.

Como é impossível precisar quando e por que surgiu o chá, a fama pende mais para os chineses. Sem dúvida, popularizaram a bebida nos demais continentes ao abrirem suas rotas comerciais marítimas para nações estrangeiras.

Os variados tipos de chá no agronegócio brasileiro

Em 2018, a categoria de chás, cafés e cereais representou 10,2% do total de faturamento que alcançou a marca de 656 bilhões de reais, incluindo exportação e vendas para o mercado externo.

O ano de 2013 foi marcante, pois foi quando se alcançou a marca de 1 bilhão de reais em venda direta de diferentes tipos de chá no varejo.

De 2010 a 2015, a venda de chás prontos registrou aumento de 53,93% de acordo com dados da Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e Bebidas Não Alcoólicas (ABIR).

A indústria de alimentos processa 58% de toda a produção agropecuária brasileira. Responde por 23% dos empregos na indústria da transformação do país, contabilizando 1,6 milhão de empregos diretos em 2019.

A explicação do crescimento da venda de chás no Brasil está atrelada a fatores que também explicam o aumento do consumo da bebida em escala mundial. Há maior preocupação por consumo de alimentos naturais e saudáveis e mais desejo do consumidor de descobrir novos sabores, o que não falta nesse mercado repleto de tipos de chá, prontos para consumo, em pó, quentes ou gelados.

Chá, com certeza, é a bebida mais consumida do mundo depois da água. Estima-se que cada brasileiro, anualmente, consuma uma média de 10 xícaras. Porém, esse número é modestíssimo se comparado com a Turquia, um dos principais consumidores da bebida no mundo.

Calcula-se que cada turco beba mais de mil xícaras por ano. Esses números demonstram que ainda há um grande potencial de crescimento do mercado de chá no Brasil.

tipos de chá

Chás para diabetes

Além de saborosos, chás contêm propriedades medicinais muito benéficas ao nosso organismo. Alguns deles são indicados especialmente para pessoas que sofrem de diabetes, por causarem efeito de baixar a glicose no sangue.

Confira a lista de opções de chá para diabetes:

  • Infusão de canela;
  • Chá de pata-de-vaca;
  • Chá de sálvia;
  • Infusão com erva de melão-de-são-caetano.

Tipos de chá para emagrecer

Alguns chás são conhecidos por terem baixas calorias e provocarem o efeito de saciedade, sensação de corpo nutrido, estômago estufado, mesmo ao se consumir menos calorias do que o organismo está acostumado.

Confira algumas opções de chá para emagrecer:

  • Mate;
  • Verde;
  • Preto;
  • Branco.

Chás para gripe

Vários tipos de chá já tiveram comprovação científica que fortalecem o nosso sistema imunológico e, com isso, ajudam a aliviar os sintomas de gripes e resfriados.

Boas opções de chá para gripe são:

  • Capim-limão;
  • Laranja;
  • Gengibre.

Vários tipos de chá são consumidos no mundo inteiro, como se pode verificar analisando números do consumo global em 2016. Neste ano, por exemplo, foram consumidos 331 bilhões de litros de chá quente e 41 bilhões de versões geladas.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo