Moreia é peixe de aparência estranha e carne saborosa

Inicio » Pecuária » Moreia é peixe de aparência estranha e carne saborosa
26/06/2019 Por
Moreia é peixe de aparência estranha e carne saborosa

A moreia é uma espécie injustamente rejeitada por consumidores de peixes

A moreia é um peixe feio, isso não se pode negar. Ela tem o corpo longo e cilíndrico que lembra uma serpente e um rosto achatado que dá à espécie uma aparência assustadora. No entanto, seu sabor pode surpreender quem decidir experimentar esse estranho ser dos mares.

A moreia é conhecido como caramuru pelos índios Tupinambá. Além disso, também é chamada de serpente dos mares por causa do seu formato. Pertence à família dos muraenidae, que tem mais de 200 espécies conhecidas, divididas em 15 gêneros.

Moreia

O que é moreia?

Apesar de parecer uma cobra, a moreia é da mesma família da enguia. A maior chega a ter 4 metros de comprimento. É um peixe sem escamas e sem couro. Sua pele é formada por cores que servem de camuflagem.

Para proteger-se ela solta um muco cheio de toxinas. Embora não seja um peixe agressivo, ele ataca mergulhadores que, após a mordida, têm intoxicação pelo veneno do animal.

Características da moreia

A moreia está presente nas regiões tropicais, subtropicais e temperadas, em todos os oceanos, e é encontrada em toda a costa brasileira. A preferência do animal, contudo, é por áreas onde existem recifes de corais.

A maioria apresenta uma nadadeira diferenciada com três raios moles. Esses raios, por sua vez, são articulados e começam na barbatana dorsal, atrás da cabeça, passam pelo tronco e vão até o ânus. Curiosamente, o peixe não tem barbatanas, nem pélvicas nem peitorais.

Além disso, o peixe moreia tem dois pares de mandíbulas na garganta, com dentes. Quando ela engole alguma presa, por exemplo, essas mandíbulas se mexem e empurram o alimento da garganta para o aparelho digestivo.

Hábitos da moreia

A moreia tem olhos pequenos, mas usa seu olfato bastante desenvolvido para caçar. Graças a esse sentido aguçado, alcança a presa rapidamente. As guelras, por sua vez, são circulares e estão nas partes posteriores da boca. Isso exige que internamente haja um espaço vazio no meio da boca para possibilitar a respiração.

Os animais podem ser encontrados na superfície, mas também habitam as profundezas dos oceanos. Em níveis mais profundos, costumam ficar escondidos em cavernas, nas quais passam o dia “dormindo”. Quando na superfície, ficam com a cabeça de fora e a boca aberta com dentes à mostra. Para quem observa, a visão é assustadora.

A maioria das moreias vive em águas salobras do mar. No entanto, algumas espécies vivem em água doce. Essas possuem cores para disfarce até dentro da boca. Em Portugal, esses animais são pescados para consumo do homem, embora exista o risco de intoxicação pela ciguatera, um tipo de veneno.

Curiosidade sobre a moreia

O animal tem hábitos noturnos e é solitário. Uma curiosidade é que ele tem a companhia constante do peixe limpador, com quem vive em simbiose. Com apenas 10 cm de comprimento, o limpador faz uma verdadeira faxina na pele da moreia para tirar restos de alimentos presos nos dentes.

Moreia

A moreia é carnívora e sua alimentação e basicamente constituída de crustáceos, polvos, lulas e outros peixes. Os predadores da moreia são os barracudos, meros e serpentes marinhas.

Os alevinos da espécie, por sua vez, apresentam outra curiosidade. Quando estão para nascer, eles adquirem o aspecto de folha transparente que tem o nome de leptocéfalo.

Planta moreia

Quando se fala a palavra moreia, muita gente pensa de imediato na planta. Isso porque ela é amplamente utilizada como ornamento pela beleza de suas flores e folhagens.

O vegetal é da família das herbáceas e tem duas espécies: a branca e a amarela. Tanto uma como outra estão presentes em projetos de paisagismo pela estética que apresentam. A planta moreia, também conhecida como bicolor ou dietes bicolor, é uma planta que tem origem na África do Sul. Tem altura pequena, que varia entre 50 e 70 centímetros. Além disso, é de perfil reto e ramificado. As folhas são lisas, planas e formam touceiras.

Para florescer várias vezes ao ano, contudo, precisa de sol direto e solo rico de materiais orgânicos. Cresce tanto em clima frio como em clima quente e, além disso, não necessita de cuidados especiais.

Diferenças entre as plantas moreia

A moreia branca pode ser cultivada em floreiras e jardineiras tanto dentro de casa como em jardins. Ela tem baixo custo e normalmente é comprada em grandes quantidades para enfeitar casamentos, espaços e locais de cerimônias e festas. Exige cuidado para proteção contra o frio e insetos.

Já a moreia amarela exige terras de alta qualidade e regas regulares para florescer o ano todo e com toda a beleza da planta.

Moreia dá choque?

Como as moreias são peixes elétricos, a resposta é sim, elas dão choque. Isso acontece porque os animais possuem células musculares modificadas que são responsáveis pelos impulsos elétricos chamados eletrócitos.

Moreia verde

Essa espécie é da mesma família muraenidae, mas a moreia verde tem como característica a cor verde, como o próprio nome diz. A espécie é encontrada a uma profundidade de até 40 metros e tem comprimento é 2,5 metros. Menor, portanto, que outros peixes da mesma família.

Ela está presente desde o Atlântico ocidental de Nova Jersey, passando pelas Bermudas e norte do Golfo do México, chegando até o Brasil,.

Moreia gigante

Essa espécie é a maior da família muraenidae que pode alcançar até 3 metros de comprimento e pesar 30 quilos. A moreia gigante jovem é da cor canela com enormes manchas pretas. Por outro lado, o peixe adulto só mantém as pintas pretas em uma área em volta da abertura branquial.

Moreia

A moreia gigante tem a visão fraca, por isso depende mais ainda do olfato para caçar. Uma curiosidade, contudo, é que ela procura suas presas junto com a garoupa de coral, da espécie plectropomus pessuliferus. Para se ter uma ideia, é a única junção cooperativa em que famílias diferentes se reúnem para caçar.

O convite para a o trabalho conjunto é feito através de um sinal de cabeça. A caça cooperativa entre os dois animais acontece porque a garoupa não consegue entrar em buracos estreitos onde estão as presas. Sendo assim, a moreia gigante, que tem o corpo mais fino, penetra nas fendas e expulsa os intrusos que servem de alimento para a garoupa.

A moreia gigante come também outras moreias, além de moluscos e peixes. Ela migra em uma viagem de mais de 6 mil quilômetros, durante sete meses, para a reprodução. Curiosamente, depois de dar cria a fêmea morre. É encontrada na região do Indo-Pacífico, no Mar de Andaman, Mar Vermelho, África Oriental, Ilhas Pitcairn, ilhas do Havaí e Ryukyu, Nova Caledônia, Fiji e Ilhas Austrais.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo