Herbáceas englobam espécies populares em decorações de ambientes

Inicio » Agricultura » Herbáceas englobam espécies populares em decorações de ambientes
10/04/2019 Por
Herbáceas englobam espécies populares em decorações de ambientes

Herbáceas são plantas de caule não lenhoso consideradas extremamente frágeis. As herbáceas são muito comuns em fazendas e áreas urbanas de diferentes partes do país. Além de servir como planta aromática ou decorativa, essa classe de plantas também pode ser utilizada de maneira medicinal.

Plantas chamadas de herbáceas têm por característica o caule não lenhoso e flexível. Por isso, o cuidado com com elas deve ser alto, pois o manejo incorreto pode acarretar na morte da planta.

  1. O que são plantas herbáceas?
  2. Exemplos de herbáceas
  3. Características das plantas herbáceas
  4. Principais formações herbáceas do Brasil
  5. Cerrado
  6. Caatinga
  7. Campos
  8. Pantanal
  9. Mangues
  10. Qual a importância das herbáceas para o meio ambiente?
  11. O que são herbáceas floríferas?
  12. Principais funcionalidades das herbáceas de forração
  13. Como utilizar herbáceas na decoração?
  14. Herbáceas folhosas
  15. Quais as vantagens das herbáceas para a saúde?

O que são herbáceas?

O que são plantas herbáceas?

Herbáceas, também conhecidas como ervas, são plantas não lenhosas e frágeis, geralmente utilizadas para a composição de decorações em ambientes dos mais diversos. Durante o seu desenvolvimento, apresenta cores fortes e chamativas, especialmente no verão; época do ano em que o amarelo é predominante nesse grupo de plantas.

Porém, as plantas herbáceas têm um ciclo de vida relativamente baixo, vivendo pelo período aproximado de um ano. Em regiões onde o clima favorece o seu crescimento, no entanto, elas podem a viver por mais tempo. O tamanho desse tipo de vegetação pode ser grande, variando entre 1 e 2 metros de altura. Todavia, é importante que o local de cultivo esteja em situações ideais, para que o desenvolvimento seja eficiente.

Em áreas urbanas, vale prestar atenção no local em que o sol bate na maior parte do dia, uma vez que a planta precisa dessa fonte para que possa fazer o processo de fotossíntese.

Exemplos de herbáceas

Em todo o país, existem diferentes espécies de herbáceas, cada uma com a sua peculiaridade; podendo destacar um número variado de flores.

O paisagismo é um tipo de trabalho em que as herbáceas são usadas com bastante frequência. Geralmente, entradas  de prédios e até apartamentos costumam destacar essas plantas para promover ares mais alegres ao ambiente.

Entre os principais exemplos de herbáceas podemos citar:

  • Crista de galo: É uma planta que floresce anualmente e muito comum no paisagismo. Seu cultivo é popular em regiões onde o calor é predominante, pois é onde se desenvolvem melhor. Diferente de outras espécies, a crista é pequena, muitas vezes não chegando a 1 metro de altura.
  • Girassol: É uma planta popular em todo o mundo. A planta se desenvolve bem em países como o Brasil, pois necessita de grande exposição ao sol para sobreviver e evoluir.
  • Beijo de moça: Diferente das outras espécies, essas herbácea tem tolerância a temperaturas mais baixas. No entanto, vale lembrar que para promover um melhor desenvolvimento, é interessante cultivá-la em grupos grandes de planta.
  • Lança de São Jorge: É uma planta que se desenvolve bem em regiões quentes. Além disso, por ser uma planta mais rígida, pode ser cultivada dentro de vasos.
  • Agave: Uma das maiores na classe de plantas herbáceas, a agave é uma planta mais resistente que as outras. Dessa maneira, a forma de cultivá-la é considerada mais fácil; e regá-la semanalmente é um dos poucos cuidados indispensáveis que a planta necessita para sobreviver.

Fica claro, portanto, que as plantas herbáceas necessitam de um meio ambiente equilibrado para se desenvolver. Por isso, é importante ficar atento ao ambiente em que ela será plantada para garantir as melhores condições de crescimento.

Plantas herbáceas ou ervas

Características das plantas herbáceas

Após entender o significado de herbácea, saiba que as herbáceas possuem muito mais características e funcionalidades. Como há uma infinidade de critérios para se classificar a vegetação do Brasil, o mesmo ocorre para as plantas herbáceas. No momento de definir o que é herbácea, é preciso levar em consideração o seu caule.

Uma das maiores curiosidades que as pessoas se deparam quando estão aprendendo o que são plantas herbáceas, é justamente o fato de que, caso não identificadas pelo caule, podem ser confundidas com outros tipos de vegetação.

Por isso, há duas características principais que devem ser levadas em conta nas herbáceas:

  • Primeiramente, o caule deve ser macio, rasteiro e não haver presença de lignina;
  • O caule não sofre com o crescimento secundário durante toda a trajetória do seu desenvolvimento.

Em suma, as duas observações citadas anteriormente estão perfeitamente corretas para classificar e identificar uma herbácea. No entanto, é comum que muitos indivíduos sintam-se confusos em relação a essa informação, ainda mais quando é o primeiro contato que estão tendo com a planta.

Dessa maneira, uma informação que pode, de fato, ajudar a reconhecê-las, é a seguinte:

  • Primeiro caso: há uma enorme quantidade de cactos imponentes, como os saguaros.
  • Segundo caso: engloba todas as monocotiledôneas, como as pameiras e as yuccas.

É importante ressaltar que, no segundo caso, as monocotiledôneas podem até sofrer com um caule lenhoso, um tanto deformado e com características diferentes daquelas que se espera por uma herbácea. No entanto, o caule não possui crescimento secundário durante todo o seu desenvolvimento em vida.

Principais formações herbáceas do Brasil

Observar as herbáceas presentes no Brasil faz com que seja possível notar a grande beleza que encontram-se nelas. Além do mais, o país é realmente muito rico na questão de diversidade de vegetação, o que faz com que atraia atenção de muitas pessoas e seja conhecido como um país co grande diversidade de herbáceas.

No Brasil, portanto, as mais conhecidas e principais formações herbáceas são as seguintes:

  • Cerrado
  • Caatinga
  • Campos
  • Pantanal
  • Mangues

Cerrado

Uma das formas mais presentes de herbáceas e arbustivas no Brasil, é o cerrado. Ele passa uma aparência quase que desértica e possui presença muito marcante. Muito disso também é resultado da forma como a sua vegetação se espalhou.

Ou seja, é possível notar uma grande quantidade de galhos tortuosos, raízes profundas e galhos curtos. Em suma, as cascas das árvores presentes em meio ao cerrado, apresentam-se muito duras e grossas.

Essas características das árvores também se moldaram dessa forma como uma espécie de mecanismo de defesa inteligente das árvores. Afinal, o cerrado é caracterizado por possuir épocas climáticas muito extremistas.

Isso significa que as estações climáticas estão extremamente chuvas ou muito secas. Dessa forma, as árvores possuem uma resistência absurda e isso é notado a partir do momento em que as características do seu tronco são devidamente notadas.

Além disso, uma das maiores características do cerrado, local conhecido por suas herbáceas e por isso muitas pessoas o visitam a fim de ver de perto o que é herbácea, é possível notar que o solo possui uma composição bem diferente dos demais. Afinal, ele é arenoso.

Caatinga

A Caatinga possui muitas herbáceas. No entanto, nem todos conhecem esse lugar pelo nome, mas, com certeza já o viram em muitos filmes e novelas. Isso porque a Caatinga é uma região extremamente comum no cenário nordestino, mais precisamente nas regiões semiáridas.

Por conta da aparência seca e das herbáceas, a Caatinga está presente de grande forma em produções de filmes. Além disso, a internet também possui uma imensa quantidade de imagens para mostrar como ela realmente é.

Para localizá-la, é preciso observar as regiões localizadas nos extremos de Minas Gerais e também no Sul dos estados do Maranhão e Piauí. Esses locais são fortemente conhecidos por ter a Caatinga muito presente.

Ademais, ela caracteriza um ambiente onde há um sério problema em relação à falta de chuva. Pro conta disso, o seu solo é tão seco, que muitas vezes pode-se rachar por baixo da vegetação. Ainda assim, ela é um exemplo muito claro de se entender o que são herbáceas.

Formações herbáceas

Campos

Outro local onde pode ser encontrado uma grande quantidade de herbáceas, são os campos. Entretanto, esses locais são mais comumente encontrados no Rio Grande do Sul, principalmente na parte sul do estado.

Para os gaúchos, o campo é conhecido como Pampa e são áreas verdes com enorme extensão, cujos as quais possuem herbáceas muito semelhantes. Além disso, a vegetação pode ser considerada rasteira. Assim, é possível notar os arbustos distantes uns dos outros, mas, ainda assim, muito presente no local.

Uma das maiores vantagens dos Pampas, ou campos como também são conhecidos, é que, por conta da vegetação baixa, o índice de cobras e demais animais é um pouco mais baixo que outras regiões, mas não inexistente.

Porém, isso já é o suficiente para garantir maior segurança para todas as pessoas que precisam atravessar ou trabalhar e meio a esses locais e em meio às herbáceas ali presentes.

Pantanal

Falar do Pantanal é impossível sem lembrar com riqueza de detalhes sobre a ampla formação herbácea disponível no local. Ademais, é um dos locais com maior riqueza de vegetação em todo o território brasileiro, fazendo com que seja considerado um dos mais ricos também.

O motivo é que, com suas herbáceas, o Pantanal consegue atingir enormes quilômetros de extensão. Por exemplo, para ter uma ideia, ele consegue atingir regiões como:

  • Região sul do Mato Grosso;
  • Região noroeste do Mato Grosso do Sul;
  • Note do Paraguai;
  • Leste da Bolísiva.

Considerado o Patrimônio Natural Mundial e Reserva da Biosfera pela UNESCO, o Pantanal é um dos melhores e mais vastos locais para quem desejar se aprofundar sobre o que é herbácea e quais suas principais características.

Além disso, esse ambiente possui um clima úmido, resultado de seu alto índice pluviométrico. Essa característica também colabora para um maior surgimento de herbáceas e demais tipos de vegetações, plantas exóticas, árvores, etc.

De qualquer maneira, se torna muito frio em épocas de inverno, resultado também da grande quantidade de umidade e rios que se encontra no local. No verão, entretanto, pode apresentar uma secura maior em sua vegetação, mas isso não anula as herbáceas de continuarem bem desenvolvidas e presentes na região.

Mangues

O mangue é um local com cheiro muito característico. O motivo disso é por conta da grande presença de sal em diversas regiões, já que ele está localizado muito mais próximo de outras áreas litorâneas.

Com uma imensa quantidade de herbáceas, ele é, infelizmente, pobre em oxigênio. Ainda assim, elas conseguem se desenvolver de forma rápida e se adaptam facilmente ao local. Um exemplo de mangue localizado em um local adorado e muito conhecido por todos os brasileiros, é o Mangue do Itacurubi, presente em Florianópolis – SC.

Plantas herbáceas

Qual a importância das herbáceas para o meio ambiente?

Como já é de se esperar, as herbáceas desempenham um papel muito importante na ecologia. Um deles, por exemplo, é o seu importante papel em relação a regeneração de florestas. Mesmo que isso ocorra devagar, ainda assim é algo muito bom.

Para melhor explicar, é possível imaginar, por exemplo, um local onde a pastagem tenha se tornado uma grande floresta. Porém, todos os arbustos são retirados e árvores foram derrubadas. A partir disso, supõem-se que uma gramínea não nativa começa a crescer no local, seja ela plantada ou não.

A partir do momento que o pasto é abandonado, as condições climáticas se mostram mais favoráveis e não há interferência humana, é possível notar que tais gramíneas, que se mostram ser herbáceas, começam a se desenvolver ao ponto de conseguirem regenerar a floresta.

Logo, conseguem se estabelecer e se adaptar bem. Entretanto, isso ocorre de forma lenta. Por conta disso, muitas pessoas acabam plantando sementes de plantas herbáceas para que elas se adaptem de forma mais rápida junto a outras flores e vegetações.

De qualquer maneira, as herbáceas, além de reconstruir uma grande parte da vegetação, também colabora para a sobrevivência de muitos animais que dependem de alimentos, sombra, ar puro, etc.

O que são herbáceas floríferas?

Mesmo que uma grande quantidade de pessoas saiba o que são herbáceas a partir da imagem de uma erva daninha, elas também pode resultar em lindos arranjos florais. Conhecidas como herbáceas floríferas, tratam-se de plantas herbáceas ornamentais que são muito utilizadas para fins de bordadura ou forração.

Para melhor exemplificar, a bordadura se refere às plantas herbáceas, de porte baixo geralmente, que marcam o limite de um canteiro, por exemplo. Além disso, por conta desse tipo de crescimento pelo qual são submetidas, acabam sendo ótimas para aqueles que desejam realizar podas mais cuidadosas, bem como desenhos decorativos.

Já na forração, as plantas herbáceas floríferas possuem um crescimento caracterizado por ser horizontar e que se mostra bem maior que o vertical. Porém, é importante citar que ambas possuem características diferentes, são elas:

As plantas que crescem na forma vertical, apresentam maior resistência ao pisoteamento; enquanto as que crescem na classificação de forração, não resistem ao pisoteio.

As gramas, inclusive, conseguem ser mais resistentes e fortes do que as herbáceas, ao menos no que diz respeito ao pisoteio. Porém, as forrações são diferentes pois obtém outra finalidade, que é a finalidade paisagística. Por isso, pode apresentar maior sensibilidade.

Principais funcionalidades das herbáceas de forração

As múltiplas funções que as herbáceas possuem, colaboram para elas tenham as mais diversas finalidades. Por exemplo, é muito comum encontrá-las sendo utilizadas como uma forma de revestir o solo e oferecer mais proteção.

Essa proteção, na verdade, tem a intenção evitar os efeitos da erosão. Assim, evita a formação de poeira e lama que podem prejudicar o caminho. Em seguida, também são muito utilizadas para tirar a monotonia da coloração verde que está persente fortemente em gramados.

Assim, utilizam-se de cores intercaladas e coloridas para alegrar o ambiente e deixá-lo mais atrativo e diferenciado. Ademais, as herbáceas também são ótimas para garantir uma textura diferenciada no local em que ela está localizada.

Porém, para isso é preciso saber escolher a espécie certa de herbácea e, somente então, combiná-la com o lugar em questão.

Como utilizar herbáceas na decoração?

Tudo depende muito do gosto de cada indivíduo. De fato, as herbáceas possuem diversas finalidades e saber como utilizá-las pode garantir sucesso na decoração. Além disso, também são ótimas para garantir o lucro de pessoas que comercializam plantas ornamentais para uma grande quantidade de indivíduos.

Herbáceas

  • Herbáceas em vasos

Uma das formas de ressaltar as herbáceas e fazer com que elas ofereçam aspectos diferenciados ao ambiente, é sempre utilizando-as em vasos que se adequem ao gosto pessoal de cada pessoa e também ao ambiente em que se encontram.

Dessa maneira, é possível posicioná-las em outras partes do ambiente, como algum onde possua luminosidade indireta e, assim, garantir o efeito certo na hora de proporcionar a luz adequada, leveza e modernidade.

  • Ervas em muros e paredes

Para manter as herbáceas mais próximas da sua natureza, uma das dicas é também utilizá-las em muros e paredes. Dessa maneira, ela dará um aspecto diferenciado e talvez até um pouco mais selvagem no ambiente.

Herbáceas folhosas

Um dos tipos mais procurados de herbáceas, são as herbáceas folhosas. Ela agrega um aspecto muito diferente e são criadas de maneira própria para que sirvam como objetos de decoração. Porém, elas são comercializadas de acordo com a iluminação.

Ou seja, além de possuírem uma vasta opção de texturas, cores e luminosidades, as herbáceas também folhosas também possuem locais onde devam ser colocadas e plantadas. Algumas, por exemplo, podem se caracterizar em:

  • Herbáceas para pleno sol;
  • As Herbáceas para meia sombra;
  • Herbáceas para sombra.

Cada uma delas terá uma característica bem diferente e combinará melhor se forem plantadas e colocadas em locais que sigam as os parâmetros estabelecidos de iluminação.

Quais as vantagens das herbáceas para a saúde?

De qualquer maneira, uma das maiores vantagens das herbáceas, é saber que elas colaboram para que haja maior purificação do ar onde se encontram. Além disso, independente do modelo escolhido, também agregam maior equilíbrio natural no local onde são plantadas.

Tudo isso colabora para que sejam amplamente solicitadas e procuradas. Seja para entender o que são as herbáceas ou para adquiri-las como forma de ornamento, essas plantas são populares e procuradas em diversos locais do país.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo