Cajuína é uma bebida considerada patrimônio cultural do Piauí

Inicio » Agronegócio » Cajuína é uma bebida considerada patrimônio cultural do Piauí
27/05/2019 Por
Cajuína é uma bebida considerada patrimônio cultural do Piauí

A cajuína é famosa e reconhecida entre os estados nordestinos e, inclusive, virou patrimônio cultural

A bebida cajuína não é alcoólica e pode ser produzida em casa. Reconhecida em praticamente todos os estados do Nordeste brasileiro, ela se tornou um patrimônio cultural do Piauí.

A cajuína passou a fazer tanto sucesso que sua venda se expandiu comercialmente. Assim, hoje ela é produzida de forma industrial.

Cajuína

O que é cajuína?

Cajuína é uma bebida popular típica do Nordeste. Ela não é alcoólica e é bastante famosa na região, sendo considerada um patrimônio cultural no estado do Piauí. Assim, a cajuína nordestina é consumida em muitos locais, como Maranhão e Ceará.

A bebida é preparada à base de suco de caju, possui uma cor amarelada e passa por algumas etapas até ficar pronta para o consumo.

É produzida de maneira industrial, assim como de forma artesanal. As indústrias comercializam o produto em restaurantes, mercados e conveniências. Contudo, também é possível fabricar a bebida em casa, para consumo próprio.

Quais os benefícios da cajuína?

A cor amarelada da cajuína tem origem devido à caramelização dos açúcares naturais da fruta, também chamado de frutose. Portanto, a bebida possui um sabor leve e refrescante. Mais do que isso, porém, ela também oferece alguns pontos positivos para a saúde.

Um dos benefícios da bebida é a quantidade de nutrientes da cajuína, que pode auxiliar o organismo em diferentes aspectos. Alguns exemplos são:

  • Vitamina C e A: a bebida é rica nestes tipos de vitamina, que trazem benefícios para o sistema imunológico. Assim, a bebida é capaz de auxiliar na prevenção a gripes e resfriados.
  • Quimioterapia: especialistas afirmam que a cajuína auxilia quem está fazendo quimioterapia. Isso porque ela reduz a ação dos radicais livres e, então, diminui os efeitos negativos da medicação.
  • Minerais: a bebida possui alguns minerais importantes para o funcionamento do corpo: cálcio, fósforo, assim como ferro. Eles ajudam, portanto, a fortalecer os ossos e dentes, além de combater a anemia.

Como produzir a cajuína em casa?

Existem algumas receitas que facilitam a produção da bebida. Confira os ingredientes e o passo a passo para fazer cajuína em casa:

Ingredientes:

  • Cinco quilos de caju
  • Dez gramas de gelatina em pó, sem sabor

Modo de preparo:

  1. Dissolver a gelatina na água fervente. Serão necessários 100 ml de água
  2. Extrair o suco dos cajus
  3. Coar o extrato do caju, para que as fibras mais grossas sejam retiradas
  4. No suco já coado, ir adicionando a gelatina (aos poucos). Após o procedimento, deixar em repouso
  5. Depois de cinco minutos filtrar o líquido em filtro de pano, ou feltro
  6. Colocar a bebida em garrafas e fechar bem
  7. Cozinhar em banho-maria. O cozimento deve ser realizado por 30 minutos, contando a partir do início da fervura.
  8. Após, basta resfriar as garrafas. A bebida está pronta.

Cajuína

Curiosidades sobre a bebida

A bebida é tão famosa no Nordeste que chegou a virar tema de canção. A música Cajuína de Caetano Veloso faz uma homenagem à receita típica.

Algumas pessoas acreditam que sua origem é indígena, visto que os índios produziam o mocororó – que é a água de caju fermentada. Entretanto, a bebida ganhou sua versão oficial em 1900, com o farmacêutico Rodolfo Teófilo.

Conta a história que sua ideia era combater o alcoolismo, visto que a bebida poderia substituir a cachaça. Contudo, outros relatos afirmam que a cajuína era oferecida a parentes e amigos, até que ganhou popularidade.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo