Pomar é o nome dado a um terreno de árvores frutíferas

Inicio » Agricultura » Pomar é o nome dado a um terreno de árvores frutíferas
25/07/2019 Por
Pomar é o nome dado a um terreno de árvores frutíferas

Além de um elemento chave para a produção nutricional, a partir do cultivo de árvores frutíferas, um pomar certamente vai contribuir não apenas para a melhoria da sua saúde, mas para uma série de outros aspectos. Isso porque as condições ambientais também vão ficar mais agradáveis. Ou seja, ele ajuda a oferecer mais sombra, diminui o calor e auxilia no combate do efeito estufa.

Mesmo assim, é vital que você saiba alguns segredinhos sobre o processo. Isso porque cada espécie demanda um cuidado específico, visando uma de alta qualidade de frutas durante o ano todo. Para tirar melhor proveito de seu pomar, confira conosco um artigo repleto de dicas e informações!

  1. O que é um pomar?
  2. Como montar um pomar?
  3. Dicas para plantio em pomar
  4. Como manter a saúde do pomar?
  5. Tipos de pomar
  6. Pomar caseiro
  7. Pomar doméstico
  8. Pomar delivery
  9. Pomar comercial
  10. Pomar urbano
  11. Pomar orgânico
  12. Pomares da agricultura moderna
  13. Pomar para uma alimentação saudável

Pomar

O que é um pomar?

Pomar é mais que um espaço destinado ao cultivo de árvores frutíferas. É especialmente indicado se você procura agregar mais valor e atração para sua propriedade. Seja para momentos de lazer ou a colheita visando a melhora da sua alimentação, é preciso ter cuidados a fim de manter árvores e frutos perfeitos o ano todo.

E as dicas para criar um lindo pomar tornam possível aproveitar ao máximo esse espaço. Assim, você garante variedade em todas as estações do ano, tanto para paisagismo do local quanto para consumo próprio.

Mesmo com dicas para criar um lindo pomar caseiro, é necessário considerar que cada tipo de árvore e pomar possui necessidades distintas. Isso quer dizer que há diferenças entre tipos de solo e clima local. Para tanto, procure fazer análises com consultorias especializadas para deixar sua produtividade nas alturas.

Em relação ao tamanho ideal de um pomar, é possível obter uma série de benefícios ao deixar o local limpo e bonito. Da mesma forma, você deve apostar em espécies saborosas e cuidar sempre do solo. Além de evitar erosões e danos, você ainda segue normas ambientais.

Como montar um pomar?

Se você é apaixonado por um pomar, qualquer tamanho traz alguns benefícios e vantagens. Desde proporcionar sombra nos dias mais quentes e abrigar pássaros até degustar frutas deliciosas colhidas diretamente no pé, as dicas são simples e práticas.

No caso das frutas, as recomendadas são as preferidas pela sua família e até vizinhos. Dessa forma, você pode utilizá-las tanto para consumo in natura quanto na produção de compotas, sucos e geleias.

Mesmo assim, saiba que essa escolha vai além do gosto pessoal. Ou seja, você precisa ter os cuidados adequados em relação à temperatura, luz, umidade local e até a altitude.

Embora o pomar urbano seja um projeto responsável por pesquisas ambientais, você também pode ter o seu em casa, no meio dos centros das grandes cidades. As frutas mais comuns para esses casos são:

  • Mangas;
  • Abacates;
  • Goiabas;
  • Amoras;
  • Bananas.

Como preparar o local do pomar?

Para início dos seus trabalhos, uma boa iluminação é fundamental. Isso porque ela ajuda na reprodução e no crescimento das plantas.

Assim sendo, saiba que elas precisam de um mínimo de seis horas diárias de luz solar. Certamente, você vai precisar determinar os pontos cardeais e até mesmo a presença de demais construções próximas.

Isso quer dizer fazer uma análise de árvores e muros próximos. Afinal, eles são grandes fatores na alteração das condições como temperatura, luz, ventilação e umidade local.

Dessa forma, atente-se à dica de que o Leste é o ponto de partida para sua cultura ficar mais hidratada, exuberante e rica em nutrientes. Com essa atitude, você garante mais umidade por muito mais tempo.

Por outro lado, a face Oeste, mais quente à tarde, ajuda a planta a acumular minerais essenciais do solo. Isso faz com que a água do seu pomar evapore rapidamente.

Um pouco diferente do pomar em vasos, aqui somente as árvores que possuem folhas e raízes resistentes costumam se adaptar ao clima local.

Embora seja de seu conhecimento, descubra os pontos cardeais de forma simples e didática. Para isso, abra os braços apontando o braço direito para o nascer do sol, o Leste. Dessa forma seu braço esquerdo estará direto para o poente, a Oeste. Portanto, você terá as costas ao Sul e sua face ao Norte.

Pomar

Dicas para plantio em pomar

Antes de aprender como fazer um pomar, inicie o plantio verificando as condições do local. Assim, você garante um planejamento correto para o pomar, bem como as frutas escolhidas adequadas ao ambiente. Confira abaixo algumas regras básicas:

  • Mantenha o terreno levemente inclinado ou plano;
  • Tenha sempre água potável na propriedade;
  • Limpe seu terreno com a remoção de entulhos, raízes velhas e pedras;
  • Cerque a área do seu pomar para evitar animais;
  • Mantenha formigueiros sempre fora dos arredores e da área escolhida;
  • Mantenha o solo sempre drenado e profundo.

Para proteger seu pomar de frutas contra os ventos mais fortes, invista em proteções vegetais e naturais. Isso porque eles costumam derrubar flores, frutos e deformar galhos, além de prejudicar a ação polinizadora dos insetos.

O produtor deve tomar todos esses cuidados para que cada muda fique formada e vigorosa, com raízes fortes e aparência sadia.

Ainda assim, procure fazer uma análise completa do solo. Nesse caso, a dica é contratar laboratórios e profissionais especializados.

Como manter a saúde do pomar?

Dicas essenciais para pomar e horta, o importante é pensar muito além de uma adubação correta. Ou seja, mesmo que essas adubações sejam feitas em épocas de chuva, suas árvores ainda vão precisar de outros cuidados.

Elas precisarão passar por podas adequadas, eliminando ramos e dando forma à melhor copa possível. Com isso, suas árvores serão abertas e arejadas, evitando pragas, doenças, facilitando a absorção da luz solar e melhorando a ventilação.

Nos dois primeiros anos, remova as pernadas da muda e brotos abaixo de ramos. Assim, com essas podas feitas regularmente, você acaba eliminando doenças em folhas, galhos doentes e flores.

Procure limpar galhos grossos e tronco. Se frutos e folhas caírem, eles sempre precisam ser removidos, visando que doenças e pragas não sobrevivam nos resíduos e voltem a atacar.

O importante para seu pomar render maravilhas é acertar na época de colheita. Isso porque as frutas de diversas espécies e tipos variam de região para região. Fique atento ao manejo de cada cultura e às condições climáticas.

Pomar

Tipos de pomar

  • Pomar caseiro

A mesma ideia que possibilita desenvolvimento de uma agricultura em terrenos com metragens mais limitadas também se aplica ao desenvolvimento e o cultivo de um pomar caseiro.

Antes de falarmos especificamente sobre o pomar caseiro, devemos primeiramente entender como funciona a chamada agricultura familiar. Trata-se de uma atividade desenvolvida geralmente em pequenas propriedades rurais e cultivada por poucas pessoas.

Este conceito, inclusive, encontra amparo legislativo através da Lei 11.326, de 2006, quando estabelece alguns princípios capitulados em seu artigo 4º, tais como descentralização, sustentabilidade, equidade e participação coletiva dos pequenos produtores.

Partindo deste conceito mais abrangente, restringimos nossa percepção para responder à pergunta sobre o que é pomar. Embora já tenhamos respondido a ideia inicial dessa pergunta, anteriormente, com sua devida clareza.

Não podemos desassociar as relações entre o que é um pomar e a agricultura familiar. O desenvolvimento de um pomar de frutas ou mesmo de um pomar feito em vasos não foge da agricultura, quando ela deixa de ser puramente de subsistência para ser comercial.

O pomar caseiro e seus tipos de agricultura

Uma vez entendido que a agricultura familiar tem suas vertentes secundárias, cabe uma compreensão básica sobre o que cada uma representa. Isto favorece na definição do papel do produtor conforme sua categoria.

A agricultura de subsistência talvez seja aquela mais básica, onde o produtor costuma ganhar ou comprar um pequeno pedaço de terra e nela produz o necessário para sua família.

Este tipo de agricultura é muito desenvolvido nas regiões próximas a grandes plantações agrícolas quando o grande produtor negocia ou mesmo doa uma parte de sua propriedade para seus funcionários.

Outra forma para surgir este tipo de agricultura está muito relacionada com a política de assentamento de terras – ora promovida por ações governamentais, ora na abertura de latifúndios em grande maioria inexplorados.

Quando a produção ultrapassa a quantidade necessária para subsistência, podemos entender que ela ganha a conotação de agricultura comercial. Isto vai acontecer quando aquele mesmo produtor passa a comercializar tudo que sobrar de seu cultivo.

Neste momento, ele começa a perceber a limitação de sua capacidade produtora. Nem sempre a terra ganha ou adquirida é suficiente para sua manutenção comercial. Portanto, ele permanece empregado e cultiva sua própria agricultura paralelamente.

  • Pomar doméstico

Quando pensamos na palavra agricultura, o termo parece remeter a uma extensa área, normalmente reservada ao cultivo de grandes plantações e destinada a produções gigantescas.

Dentro de uma nova perspectiva para economia nacional, observamos uma realidade muito mais próxima daquilo que chamamos de agricultura de subsistência, uma vez que o cultivo de sua plantação pode estar limitado a um pequeno pedaço de terra.

Também conhecido como pomar doméstico, este tipo de cultivo baseia-se na produção que prioriza a cultura da subsistência, além de possibilitar sua utilização como alternativa econômica.

Com bastante frequência, percebemos o exemplo deste cultivo quando, em uma viagem rodoviária, encontramos à beira das estradas várias tendas destinadas à venda de frutas e doces com produções artesanais, muito saborosos e, acima de tudo, saudáveis.

Grande parte das famílias que trabalha no campo enxergou que, além do trabalho convencional, muitas vezes realizado em fazendas agrícolas – quando geralmente são contratados pelos grandes produtores –, existe a possibilidade para um cultivo familiar.

Desta forma, o rateio daquilo que um produtor planta em seu próprio terreno fica dividido entre o consumo e a venda do que seja sobressalente. Como resultado desta atividade, parte da produção pode ser comercializada também em outros eventos regionais.

A cultura nacional traz um calendário de eventos bastante propício à realização de festas destinadas a determinadas regiões. Assim, elas são fundamentais para o desenvolvimento social dos pequenos e grandes agricultores. Muitas festas deste gênero estão diretamente relacionadas às frutas daquela região ou temporada de melhor colheita.

Não é só o pequeno ou grande agricultor que se beneficia destas festas. O setor turístico também fica bastante movimentado e estas festas temáticas geralmente favorecem toda a economia de determinadas regiões do país.

  • Pomar delivery

A forma mais tradicional de comprar frutas esta passando por uma transformação. Hoje, a oferta das principais frutas da estação não fica restrita apenas às convencionais barracas de feiras.

O produtor entendeu a necessidade de fazer seu produto chegar às mesas sem depender que o consumidor saia de sua casa. Com isto, a função de vender e entregar frutas em formato delivery ganhou seu espaço.

Diante das novas tendências de consumo, o pequeno produtor fica responsável por vender e entregar seus pedidos conforme a conveniência do consumidor. Uma vez falando em pequenos produtores, esta entrega geralmente é feita pessoalmente.

Sabemos que esta prática, embora importante para a economia local, não é suficiente para escoar toda a produção caseira.

Se já entendemos que o produtor migrou da agricultura de subsistência para uma agricultura comercial, ele vai precisar de outros canais para escoamento de sua produção.

Geralmente, o pequeno produtor encontra algumas barreiras que impedem seu crescimento. Seja pela limitação de sua área de plantio e cultivo, seja pela restrição de acesso aos principais recursos fundamentais em sua atividade.

Seu trabalho não pode ficar limitado apenas à sua região primária. Então, ele precisa e deve conhecer outros mercados, ter acesso a novos consumidores, praças diversificadas e ficar inteirado sobre as principais novidades pertinentes a sua rotina de negócios.

Como lida com produtos originariamente perecíveis ora referindo-se às frutas de seu pomar, o trânsito destas mercadorias deve ser feito no menor prazo. Será possível medir a qualidade de sua produção no intervalo entre o campo e a mesa.

Pomar

  • Pomar comercial

Seja por necessidade básica ou mesmo por iniciativa voltada ao empreendedorismo, a transição do conceito de pomar caseiro para um pomar comercial é uma realidade presente na rotina de muitos agricultores.

Nem sempre quem ganha ou adquire algum latifúndio tem os recursos necessários para desenvolvimento de sua produção (pequena ou grande escala). Isto não deve ser um fator impeditivo nesta rota da economia familiar.

Entretanto, lidar com estas adversidades muitas vezes prejudica ou mesmo inviabiliza a produção caseira, que pode ganhar status comercial se produzida de forma organizada.

A cooperativa de alimentos pode ser uma saída para estes pequenos produtores rurais. Isto não se restringe apenas aos cultivadores de pomares, embora seja esta nossa vertente de análise.

Na parceria com as cooperativas, o pequeno agricultor poderá encontrar maiores facilidades de acesso aos recursos fundamentais para seu negócio. Desde o financiamento para compra de insumos até ferramentas, sementes e mudas para o cultivo de seu pomar.

A cooperativa tem outro papel importante diretamente relacionado às formas de comercialização daquilo que foi produzido pelos associados, negociando os melhores preços e gerenciando os recursos gerados naquela coletividade.

Etapas que envolvem o pomar comercial

Uma vez superado o primeiro desafio que é a delimitação do espaço, além da preparação da terra e a escolha daquilo que será produzido, resta agora pensar de que forma será feito o escoamento desta produção.

Embora seja de menor proporção para o pequeno produtor, a logística também pode ser um gargalo a ser enfrentado em sua rotina.

Em um país cujo agronegócio representa 75% de toda carga transportada por nossas estradas, o custo com frete pode representar lucro ou prejuízo na operação. Por isso, o auxílio das cooperativas é fundamental neste processo.

Quando favorecido pela proximidade com a sede, o produtor mesmo fica encarregado de levar seus produtos. Em outras situações, esta produção é recolhida pela cooperativa que fica responsável pelo manuseio, assim como pela comercialização daquela safra.

  • Pomar urbano

A valorização do espaço para cultivo de frutas não está mais limitado aos antigos quintais de residências. Ele chega também aos grandes empreendimentos imobiliários nas principais capitais do país.

A preocupação com a qualidade de vida tem proporcionado algumas mudanças de hábitos nas grandes cidades. Ou seja, isto não fica limitado ao clima ou às estratégias de reciclagem de lixo urbano. Sem dúvida, muito desta revolução passa pela alimentação.

Alguns empreendimentos imobiliários trazem em sua carta de prospecção o termo “apartamento garden”, destacando um espaço para cultivo de plantas ou pomares domésticos.

O morador tem à sua disposição um cultivo mais natural de hortas e frutas através de varandas privilegiadas que permitem melhor recepção da luz solar. Estes espaços geralmente são térreos, mas já encontramos projetos semelhantes em andares mais altos.

  • Pomar orgânico

Depois de passarmos pelos conceitos de pomar caseiro, pomar comercial e até mesmo o pomar urbano – uma nova tendência para a vida nas grandes cidades –, não podemos deixar de fora a perspectiva de criação e cultivo do pomar orgânico.

Isto vai muito além da proposta de simplesmente fazer um pomar no fundo do quintal ou fazer um pomar em vasos. Tem a ver com uma nova filosofia de vida. Trabalha com o conceito de sustentabilidade, acima de tudo.

Além dos cuidados naturais e preliminares sobre as técnicas de cultura do pomar convencional, seguir pela tendência dos produtos orgânicos pode ser um diferencial para quem utiliza o pomar com funções comerciais.

A economia, de uma forma geral, está muito voltada para incentivar o desenvolvimento de qualquer cadeia produtiva que tenha a sustentabilidade como preocupação fundamental.

Embora os indivíduos ainda consumam os produtos ogânicos de modo mais restrito, devido ao seu preço relativamente mais caro do que praticado nos produtos convencionais, já existe uma forte tendência para sua expansão na prática de consumo.

A mesma qualidade que se espera de um produto vindo da agricultura orgânica também se aplica na aquisição de uma fruta ou mesmo uma compota de doces com procedência semelhante. Os valores estão sendo considerados pelo novo consumidor.

A mudança de postura deste produtor precisa ser radical. Muitas vezes ele fica impedido de incrementar novas alternativas de produção devido a fatores mais complexos tais como concorrência e mercado.

A transformação não fica restrita apenas às práticas naturais de produção e manuseio do solo. Envolve ainda fatores como o consumo de energia sustentável que pode ser implantado tanto em pequenas como em grandes áreas rurais.

Pomares da agricultura moderna

Fala-se muito sobre o que seja agricultura moderna. Nela, o produtor adota os mais diversificados recursos de produção. Melhores insumos, máquinas e ferramentas automatizadas, métodos avançados de adubagem e plantio, entre outros aspectos.

Mas, esta realidade passa longe da rotina do pequeno agricultor que deseja investir na criação de seu pomar caseiro. Convém lembrar que normalmente a agricultura passa a ser comercial depois de ter sido de subsistência.

Muitas vezes, ter sua própria horta ou seu pomar exclusivo pode parecer uma evolução do agricultor que, durante anos, trabalhou vinculado a uma fazenda ou grande lavoura. Fazendo uso da experiência adquirida, ele passa a aplicar estes recursos em sua propriedade.

Com uso deste conhecimento, além do plantio, ele consegue transformar sua produção em produtos industrializados como doces em compotas, além da venda das frutas in natura comercializadas na sua região.

Pomar

Pomar para uma alimentação saudável

Seja no campo, onde a cultura de pomares de frutas existe com muito mais abrangência devido às condições climáticas, seja na cidade, que percebe a necessidade de melhorar sua qualidade de vida, o homem tem procurado rever algumas práticas de alimentação.

Não bastasse o fator nutricional das frutas, elas muitas vezes servem para sustentar uma família, além de serem primordiais na alimentação básica. Mais do que um fator cultural, ela exerce papel fundamental na economia de muitas regiões.

A ideia preliminar da criação de um pomar pode ser de caráter estritamente para subsistência familiar, mas seu desenvolvimento comercial não pode ser descartado. Ele pode representar melhoria também nas condições sócio-econômicas dos produtores, sejam eles rurais ou urbanos.

Pode representar um crescimento econômico para as famílias que produzem em escala mais industrial. Pode significar um crescimento coletivo amparado nas cooperativas. Por fim, pode ser beneficiado pelo calendário regional com festas promovidas para valorizar algumas regiões.

Isto não se limita a simplesmente termos uma árvore frondosa em nosso quintal. A proposta é muito mais complexa e definitivamente mais saudável. Assim, quando você pensa em um pomar, automaticamente pensa em uma maneira de movimentar a economia em um país tão rico como o Brasil e melhorar a qualidade de vida de seus moradores.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo