Percevejo é inseto que causa prejuízos para a saúde e a lavoura

Inicio » Agronegócio » Percevejo é inseto que causa prejuízos para a saúde e a lavoura
24/07/2019 Por
Percevejo é inseto que causa prejuízos para a saúde e a lavoura

Embora minúsculo, o percevejo ainda causa prejuízos nas lavouras e levanta muitas dúvidas sobre saúde

Mesmo que o termo designe uma extensa classe de insetos, um percevejo preocupa ainda mais os seres humanos. Embora sua ação ambiental seja assunto de debate, a maioria se alimenta apenas de sucos vegetais, mas alguns tipos são hematófagos. Ou seja, sua nutrição primordial é o sangue.

Dessa forma, fica claro que o percevejo pode ser responsável até mesmo por problemas ambientais. Com mordidas que atingem os mais diferentes locais do corpo, ele costuma atacar áreas em que a pele está exposta, principalmente nas horas de sono e repouso. Confira abaixo o que você precisa saber sobre este inseto.

Percevejo

O que é percevejo?

Percevejo é um tipo de parasita hematófago que costuma se alimentar de sangue. Mesmo que sua classificação compreenda subtipos, apenas uma tem relação de estudo médico. O período de incubação do percevejo pode chegar a até dez dias, embora o primeiro estágio, de ninfa a adulto, possa tomar três meses.

No caso das fêmeas, elas são capazes de botar mais de quinhentos ovos durante seus quase dois anos de vida. O mais importante gênero é denominado de cimex, enquanto as espécies relacionadas aos humanos são o hemipterus e o lectularius. Saiba ainda que os morcegos tendem a ser os melhores hospedeiros do gênero.

Como forma efetiva de controle, o ideal é manter a higiene doméstica. Sendo assim, procure lavar e trocar sempre roupas de cama, assim como varrer a casa. Com isso, você pode impedir futuras colonizações do inseto.

Se sua casa tem a presença de galinheiros, pode ser preciso fazer a aplicação de inseticidas. Para isso, faça uma pulverização em áreas onde eles são vistos, usando produtos de qualidade com intervalos adequados de aplicação.

De onde vêm os percevejos?

Esse inseto chegou ao Brasil há décadas, embora os chamados percevejos de cama também já tenham atormentado todas as classes sociais de países da Europa e até da Austrália. De acordo com estudos biológicos paulistas, ele chegou por aqui a partir de viagens internacionais.

Como meios de proliferação do inseto podemos citar agentes como cães, gatos, aves e até mesmo os próprios humanos. Dessa forma, eles ocorrem, além de pragas em lavouras, em locais como hotéis, residências, teatros, cinemas e até transportes coletivos.

Mas vale lembrar que aviões e cruzeiros marítimos também interferem nas infestações. De acordo com pesquisadores, por volta da década de 1960, era comum que no Brasil as pessoas viajassem e ficassem em estalagens e hotéis simples. Assim, adquiriam a coceira recorrente do percevejo, provocada pela sua picada.

Ainda de acordo com pesquisas, essa praga pode ser controlada também com o uso de inseticidas à base de cloro, aplicados nas áreas infestadas. Entretanto, essas infestações continuaram concentradas em locais de população pobre, em especial nos presídios e favelas.

Percevejo

Os percevejos voam?

Muitos se perguntam se o percevejo voa. Aqueles que já encontraram parasitas em sua casa estão confusos. Afinal, além do cheiro desagradável, essa praga sanguessuga pode causar problemas diversos ao entrar em casa. Entretanto, a dúvida maior vem de sua presença em apartamentos.

Isso leva as pessoas a questionarem se esses insetos têm asas. Para tanto, saiba que existem dezenas de milhares de espécies na natureza, sendo que boa parte tem asas desenvolvidas. Mesmo assim, nem todas voam, deixando a questão respondida se você ficar atento à limpeza e higiene dos ambientes.

O percevejo na agricultura

Uma das grandes pragas da soja nos dias atuais, tipos de percevejo andam danificando lavouras de soja no Brasil, ainda mais nos grandes centros produtores do grão. De acordo com o relato de pesquisadores e produtores, ele é a maior praga dessa cultura.

Mesmo assim, ainda é possível encontrar o inseto na palha, com temperaturas mais baixas e nos períodos de entressafra. Assim sendo, pesquisadores não recomendam a química como controle precoce.

Ou seja, essa recomendação visa a manutenção de demais inimigos naturais de pragas presentes em lavouras. Seguindo orientações do governo, o recomendado é que você aplique defensivos adequados apenas depois de um monitoramento profissional.

A doença do percevejo

É certo que uma picada de percevejo fica visível logo após sua mordida. Entretanto, os sintomas podem demorar uns dias para aparecer. Tudo porque ele não se alimenta todos os dias.

Apesar dos incômodos como coceiras e vermelhidão, não podemos falar que existe uma doença do percevejo para o homem. O grande problema mesmo são as infecções da pele devido ao excesso de coceiras e arranhões maios fortes. Com isso, o que pode acontecer é você perder o sono de tanto se revirar no colchão pelos ataques.

Tipos de percevejo

Como o inseto é abundante no meio ambiente, ele ainda está compreendido em diversas espécies, sendo até vetores de enfermidades, como a doença de Chagas. No caso do percevejo marrom, ele apresenta a coloração castanha e pode ser encontrado em lavouras, interferindo na importância do plantio.

Vale lembrar que, em pouco tempo, ele pode gerar até três novas gerações, vivendo num estado de dormência por vários meses sob as folhas mortas caídas no solo. Dessa forma, sem precisar se alimentar, ele ainda aumenta suas chances de sobrevivência, contribuindo para desenvolvimento total dessas gerações.

Percevejo

Por outro lado, o percevejo preto costuma atacar culturas de amendoim, com maior presença no Brasil. Outro tipo muito comum por aqui é o percevejo fedorento, que usa os odores corporais para afastar os seus inimigos predadores. Esta família de insetos também é conhecida como percevejo-verde.

O terrível percevejo de cama

Esses insetos eram comuns em diversas partes do mundo até o final da década de quarenta. Durante as décadas seguintes, eles foram sendo controlados, principalmente por ações essenciais que tornaram essas pragas mais raras. Tais ações podem ser exemplificadas como o uso de inseticidas de efeito residual, a melhora da higiene doméstica, a troca e lavagem regular das roupas de cama e o varrimento de pisos.

Mesmo assim, com o aumento das populações em periferias de cidades, podem ocorrer novos surtos do inseto em nossas cidades.

Em locais certos estão as áreas de favelas e barracões de operários de obras. Isso porque elas concentram maior densidade de pessoas. Sendo assim, é preciso um reestudo ambiental do percevejo para melhorar seu controle.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo