Calefação: fenômeno de transformação imediata de líquidos para vapor

Inicio » Meio Ambiente » Calefação: fenômeno de transformação imediata de líquidos para vapor
19/03/2019 Por
Calefação: fenômeno de transformação imediata de líquidos para vapor

A calefação é bastante conhecida como um eficiente método de aquecimento em ambientes fechados

A calefação é um fenômeno que altera o estado físico do líquido, transformando-o imediatamente em vapor. Apesar de parecer recente, o procedimento é utilizado há muitos anos para garantir o conforto térmico de ambientes.

A calefação é uma das maneiras de se transformar a água em vapor. Além dela, ainda existem a ebulição e a evaporação.

Calefação

O que é calefação?

Calefação é um fenômeno que ocorre quando um líquido entra em contato com uma superfície extremamente quente. O líquido, contudo, não chega a tocar na superfície, pois se transforma em vapor antes mesmo disso acontecer.

A mudança da forma líquida para a forma de vapor acontece de forma instantânea. Isso porque a temperatura da superfície é muito superior à temperatura de ebulição da água.

Fenômeno da calefação

Também chamado de Efeito de Leidenfrost, o processo de evaporização tem duas leis que explicam o seu funcionamento:

  • Primeira Lei: não ocorre contato entre o líquido e a superfície. Como visto, a temperatura extrema evapora as gotas, antes mesmo que estas possam tocar a superfície.
  • Segunda Lei: depois de passar pelo processo de calefação, a temperatura do líquido é inferior à temperatura de ebulição. No caso da água, portanto, a temperatura do líquido calefeito será menor do que 100º graus.

Líquido no processo de calefação

A passagem do estado líquido para o gasoso se chama vaporização. Contudo, existem diferentes formas para este processo ocorrer. Dependendo da velocidade com que o fenômeno ocorre, ele pode ser identificado das seguintes maneiras:

  • Evaporação
  • Ebulição
  • Calefação

O processo de evaporação ocorre naturalmente e pode ser bastante lento. A água de uma piscina, por exemplo, passa por evaporação com o calor dos raios de sol. Nessa linha de raciocínio, então, o mesmo acontece com a roupa molhada no varal.

Já na ebulição o fenômeno é mais rápido, pois o líquido evapora através de temperaturas mais altas.

Histórico da calefação

Apesar de parecer uma tecnologia nova, há muitos anos o homem aprendeu a utilizar o fenômeno a seu favor. Atualmente ela é muito comum para o aquecimento de ambientes, por exemplo.

Este tipo de calefação nada mais é do que aquecer salas, residências e ambientes fechados com o auxílio do vapor quente.

A história nos diz que esse processo ocorre há muitos anos – já era utilizado pelos senhores feudais. As casas possuíam caldeiras no subsolo de alguns cômodos e, então, nos dias mais frios, o fogo aquecia os pisos gerando conforto térmico.

Calefação

Exemplo de calefação

Com a tecnologia, foram desenvolvidos alguns tipos de calefação. A calefação hidráulica, por exemplo, foi muito utilizado por vários anos. É composta de uma instalação de tubos de água e uma sala de máquinas (ou sala de caldeiras) e tem a função de aquecer os ambientes.

Já a calefação elétrica – que também é chamada de piso térmico – envolve um processo em que não existe a necessidade de instalação de encanamentos. A sala de máquinas, portanto, também foi descartada. Mais moderno, o sistema conta com cabos que realizam a calefação através de irradiação solar.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo