Chancliche é queijo oriental que ganha espaço no mercado brasileiro

Inicio » Pecuária » Chancliche é queijo oriental que ganha espaço no mercado brasileiro
30/07/2019 Por
Chancliche é queijo oriental que ganha espaço no mercado brasileiro

O chancliche é um tipo de queijo condimentado, produzido à base de leite de vaca ou de cabra, prato típico de alguns países orientais. Geralmente é servido com torradas ou petiscos, assim, pode se tornar uma boa opção de tira-gosto.

É possível encontrar algumas variações de chancliche industriais no comércio do Brasil. Além disso, algumas lojas especializadas também vendem o produto importando, portanto, com sabor ainda mais tradicional.

  1. O que é chancliche?
  2. Receita de chancliche
  3. Chancliche caseiro
  4. Como consumir o chancliche?
  5. Chancliche engorda?
  6. Informações nutricionais do chancliche
  7. O queijo na dieta alimentar
  8. Consumo do chancliche em excesso
  9. A comercialização do chancliche
  10. Benefícios do chancliche
  11. Como armazenar o chancliche?
  12. Quem pode consumir o chancliche?
  13. Onde encontrar chancliche?
  14. Preço do chancliche
  15. Como avaliar a validade do chancliche?

Chancliche

O que é chancliche?

Chancliche é um queijo produzido na Arábia feito principalmente com leite de vaca ou ovelha. Também chamado de ariche, sorke ou shanklish, o queijo chancliche é originário do oriente, mais especificamente dos países Síria e Líbano.

Uma das características do queijo é a sua forma de preparo. Geralmente ele é produzido em formato de bola e possui em torno de seis centímetros de diâmetro. Contudo, também pode ser comercializado em tamanhos menores.

O toque especial deste queijo, portanto, é o envolvimento que recebem, chamado de zaatar. O revestimento é preparado com a mistura de ervas, principalmente o tomilho, que dão um sabor especial ao produto. Assim, ele fica maturando até que as ervas estejam suficientemente impregnadas no alimento.

Receita de chancliche

Quer saber como preparar chancliche, então? O segredo é envolver o alimento em ervas, que temperam e dão um toque final.

Existem diversas dicas que ensinam como fazer chancliche de forma caseira. Certamente o queijo não terá o mesmo sabor do original, produzido no oriente. Ainda assim, são versões muito saborosas e dão uma boa ideia do gosto e textura do queijo.

Separamos uma receita de chancliche bastante fácil e rápida. Confira os ingredientes:

  • 250 gramas de ricota
  • 4 colheres de sopa de tempero árabe (diversas marcas produzem o tempero pronto, basta ter o sabor oriental). Pode ser encontrado em diversos mercados ou casas de especiarias
  • Meia colher de chá de sal rosa
  • Azeite de oliva a gosto

Chancliche caseiro

Após separar os ingredientes, então, o preparo deve ser realizado da seguinte forma:

  1. Amasse a ricota, misturando com o sal e o tempero.
  2. Enquanto o queijo é amassado, acrescente o azeite. A mistura vai ganhar um aspecto de pasta.
  3. 3. Pare quando chegar no ponto. Isso acontece quando o queijo ganha consistência e pode ser moldado em formato de esfera.
  4. Faça bolinhas com as mãos e deixe secando. O processo de seca deve ser realizado na geladeira, durante seis horas em descanso.
  5. Passe as esferas em uma camada de tempero árabe, empanando as bolinhas

O queijo está pronto! A indicação é que o produto seja consumido em até oito dias e guardado dentro da geladeira.

Receita de chancliche

Como consumir o chancliche?

O queijo já é figurinha conhecida no Brasil, especialmente na cidade de São Paulo. Como a região possui muitos descendentes do Líbano e da Síria, então, a popularidade do queijo acabou crescendo. Em lojas de comida especializada, portanto, é possível encontrar peças caseiras e tradicionais à venda.

Uma das formas de consumir o chancliche é como aperitivo. No Oriente, então, muitas vezes ele é servido como entrada, com bebidas e outros petiscos.

Como a receita de chancliche faz sucesso entre as pessoas que recém descobrem o queijo, muitos partem em busca de entender mais sobre as suas propriedades e demais características que o diferenciam de outros queijos.

Além da aparência muito diferenciada e que dificilmente entrega que se trata de um queijo, ele pode ser ótimo para a saúde de seus consumidores. Afinal, esse queijo é feito com ingredientes que não são tão pesados e prejudiciais quanto outros.

Mesmo possuindo ainda um índice de gordura um pouco alto e tendo que ser consumido em quantidades moderadas, assim como qualquer outro alimento, o chancliche pode oferecer benefícios diferentes dos queijos ocidentais.

Chancliche engorda?

Ao conhecer o que é chancliche, muitas dúvidas surgem sobre as características calóricas do alimento. As opiniões, inclusive, se dividem de grande forma, fazendo com que muitos leigos se mostrem confusos sobre o assunto.

Primeiramente, é preciso ter em mente que uma porção de 100 g desse queijo possui cerca de 235 calorias. Porém, também é preciso frisar que esse valor pode mudar conforme a marca que o comercializa, fazendo com que alguns possam apresentar menos calorias e, outros, mais.

Além disso, é importante levar em consideração que o queijo chancliche não é consumido sozinho, ou seja, depende da escolha de como preparar chancliche e como fazer chancliche. Isso faz com que as calorias aumentem consideravelmente. Entretanto, é difícil uma pessoa consumir 100 g desse queijo, ainda mais quando ele possui outros acompanhamentos.

Até mesmo na receita do chancliche, por exemplo, é possível notar que os ingredientes agregam saciedade. Logo, isso favorece para que o consumo seja menor. De qualquer maneira, se a intenção é comer uma quantidade razoável, é possível comer em torno de 30 g.

Essa quantidade resulta em torno de 70,5 a 71 calorias. Como é possível observar, é um teor calórico baixíssimo quando levamos em consideração o valor calórico de 100 g. Ademais, uma opção para que ele se torne ainda melhor é consumir outros alimentos saudáveis junto a ele, como:

  • Cebola;
  • Tomate;
  • Brócolis;
  • Frango grelhado.

Um dos maiores problemas na hora de consumir o chancliche é que geralmente o indivíduo consome o pão sírio ao mesmo tempo. Logo, isso faz com que seja mais difícil encontrar um equilíbrio.

Logo, o problema em si não é exatamente o chancliche, mas sim os acompanhamentos e a quantidade que ele é ingerido.

Chancliche

Informações nutricionais do chancliche

Quando é necessário descobrir se o chancliche engorda, não é indicado prender-se somente à quantidade de calorias. Afinal, também é preciso levar em consideração todos os componentes da receita de chancliche e, assim, ter uma ideia mais aprofundada.

Assim sendo, entre os nutrientes do chancliche, as proteínas merecem destaque. Afinal, cada porção de 100 g do queijo carrega 19 g de proteínas. Portanto, ao fazer o cálculo, é possível perceber que porção de 30 g do desse queijo contêm 5,7 g do nutriente.

A partir do momento que sabemos a quantidade de proteínas que esse queijo oferece, acaba havendo uma certa pressão contra a ideia de que ele engorda. Isso porque, se o consumo for feito de forma consciente, é possível adquirir ótimos resultados.

No ano de 2015, em uma pesquisa publicada no The American Journal of Clinical Nutrition, estimou-se que, pelo menos, 25 g de proteínas é o suficiente para ajudar as pessoas a adquirirem maior saciedade.

O queijo na dieta alimentar

Assim como a pesquisa apontou um resultado positivo, uma publicação da época apontou um estudo realizado por pesquisadores da Espanha e que prova fatores interessantes. Nele, divulgado no ano de 2016, pesquisadores analisaram e chegaram à conclusão de que mais de 7 mil adultos que consumiam proteínas eram 90% mais propensos a engordarem.

Além disso, essa porcentagem comparou os indivíduos com pessoas que não tinham uma alimentação extremamente regrada, mas eram pessoas que consumiam uma quantidade menor desse nutriente.

Logicamente, é importante frisar que talvez as proteínas consumidas poderiam ser de alimentos gordurosos e que não devem ser ingeridos em grande quantidade todos os dias ou com muita frequência.

Isso significa que seguir uma dieta alimentar equilibrada, mesmo que possua o chancliche no cardápio, apresenta grandes probabilidades de conseguir emagrecer ou ao menos manter o peso adequado conforme idade, tamanho e necessidade.

Em suma, é visto que as pessoas adultas precisam de, mais ou menos 40 g a 70 g de proteínas diariamente. Por conta disso, é raro uma pessoa precisar mais do que isso para sobreviver. Algumas exceções, no entanto, são referentes aos atletas que precisam ter uma rotina mais pesada de treino.

Consumo do chancliche em excesso

É sempre preferível evitar consumir o queijo chancliche em excesso. Porém, como dito anteriormente, nenhum alimento em excesso é saudável para o organismo. O fato é que, como ele contém muita proteína, pode causar um efeito rebote no corpo.

Chancliche

A comercialização do chancliche

Uma das melhores vantagens de saber preparar o chancliche em casa é a possibilidade de vendê-lo. Mesmo que adorado por muitos brasileiros apreciadores de culinárias diferenciadas, o chancliche ainda é desconhecido para muitas pessoas.

Logo, a curiosidade de prová-lo é grande. Isso faz com que seja amplamente procurado por consumidores de todo o país. Além disso, os queijos são alimentos muito consumidos no país. Além de colaborarem com as vendas dos produtores, também auxiliam a economia de forma vantajosa.

Afinal, muitas receitas permitem que o que sobra da produção do queijo seja utilizado para o preparo de outros alimentos e assim nada é desperdiçado.

Benefícios do chancliche

O queijo chancliche oferece muitos aspectos vantajosos para a saúde de quem o consome. Entre eles, inclusive, é possível citar a imensa quantidade de proteínas, como dito anteriormente. Porém, ainda há muito mais. Por exemplo:

  • Versatilidade;
  • Fácil preparo;
  • Promove saciedade.

Em termos de versatilidade, o queijo chancliche é o ideal. Como combina com uma série de outros alimentos, pode ser facilmente utilizado com alguma receita ou também para comer puro. Assim como a enorme maioria dos queijos, o chancliche também combina com vinhos.

Como armazenar o chancliche?

Um dos maiores problemas em relação ao chancliche é como armazená-lo. Na verdade, não é segredo para ninguém que ele é um queijo diferente. Entretanto, por conta da sua crosta, é muito comum que cause estranheza.

Dessa maneira, o chancliche desperta dúvidas em relação a seus métodos de consumo e também a forma como deve ser armazenado. Uma das formas mais adequadas de armazená-lo é envolvê-lo em um plástico filme e colocá-lo na geladeira.

Em suma, o plástico filme serve para que o queijo não resseque, não passe ou pegue cheiros e também para que seja mais durável. Se há problemas em relação à textura que ele pode apresentar, a melhor dica é sempre deixá-lo mais próximo da parte de baixo da geladeira.

Quem pode consumir o chancliche?

Como ele oferece diversos benefícios, principalmente à saúde, o chancliche pode ser consumido por qualquer pessoa que tenha vontade. Porém, para quem possui problemas relacionados à lactose, a indicação é ficar longe desse produto.

O motivo é que, mediante seus ingredientes, ele pode fazer com que a alergia de determinado indivíduo venha à tona. Até mesmo por isso, o indicado é sempre consumi-lo com moderação e em pequenas quantidades.

Uma das melhores dicas é substituir alguns ingredientes por outros. Ou seja, optar por algum tipo de receita de ricota sem lactose, algum tempero mais leve, outro tipo de pimenta mais suave, etc. A boa notícia é que ele é bem adaptável.

Ainda assim, caso os ingredientes sejam trocados, é preciso garantir que eles fiquem com a consistência parecida com a do queijo chancliche. O mais indicado é que o consumidor também tenha consciência de que ele não ficará 100% igual à receita original.

Onde comprar chancliche

Onde encontrar chancliche?

Essa dúvida é muito comum em meio ao público que aprecia seriamente os queijos. Afinal, como o queijo chancliche é difícil de ser encontrado dependendo da região, a procura aparentemente aumenta mais ainda.

Em suma, uma das melhores formas de comprá-lo é encomendando de fornecedores. Porém, essa não é uma tarefa muito fácil, já que nem sempre é possível encontrá-los. Por conta disso, o mais adequado ainda é visitar comércios especializados em queijos.

Esses locais têm a imensa vantagem de fazer com que o indivíduo tenha mais segurança na hora de adquirir o produto. Como são especializados no assunto, podem indicar novos tipos de queijos e fazer ressalvas interessantes.

Dessa forma, além de garantir o queijo chancliche, também é possível adquirir mais conhecimento sobre o assunto e assim estar mais ainda preparado para as próximas aquisições. Além disso, as lojas queijeiras também têm a grande vantagem de comercializarem, muitas vezes, os queijos que vêm direto do seu país de origem.

O motivo disso ser especial é que, muitas vezes, na dificuldade de importar alguns tipos de queijo, é comum encontrar produtores criando a mesma receita, porém em território brasileiro. A diferença é que, mesmo que a receita siga de forma exata, nem sempre é possível atingir o mesmo sabor.

Os temperos utilizados para fazer o chancliche na Arábia dificilmente terão o mesmo sabor de temperos utilizados no Brasil, mesmo que a intenção seja utilizar os “mesmos” temperos importados.

Assim, a não ser que os temperos e demais ingredientes sejam encomendados, seja via internet ou não, da Arábia, será difícil manter o sabor do queijo original.

Preço do chancliche

Não são muitos os comerciantes que vendem o queijo chancliche na internet. Isso prova a raridade do queijo e a dificuldade que é tê-lo em um catálogo de produtos. De qualquer maneira, levando em conta os valores encontrados na internet, é possível encomendá-lo por um preço de até R$ 25,00 a cada 100 ou 130 g.

Porém, caso encontrado em lojas físicas, o preço pode ser maior ou menor, não há como prever. Afinal, como sempre é dito, uma série de fatores influenciam para que ocorra a devida precificação, como:

  • Bairro;
  • Procura pelo produto;
  • Cidade e dstado;
  • Raridade do queijo.

Como avaliar a validade do chancliche?

Os queijos possuem um aroma e um sabor mais forte que os outros alimentos. Mesmo que o chancliche não possua um cheiro tão marcante quanto os queijos italianos ou holandeses, por exemplo, ele dá sinais claros de que não está apto para consumo.

Além disso, como possui a ricota, é preciso garantir que ela está dentro do prazo de validade sempre antes de dar início à receita. Afinal, na ricota, há mais uma série de ingredientes que podem apresentar facilidade em azedar. Portanto, é preciso estar sempre de olho no chancliche e nos ingredientes que são utilizados para criá-lo.

Dessa maneira, é muito importante alertar para possíveis sinais de que ele não está em boas condições para consumo. Os queijos são alimentos muito sérios e que podem causar um mal-estar e um desconforto digestivo imenso, já que possuem uma série de ingredientes fortes e marcantes.

É por isso que é tão importante saber como reconhecer a qualidade de um queijo. Isso fará com que a saúde do consumidor não saia prejudicada e que o queijo tenha valido a pena o preço pago e também a dificuldade em encontrá-lo, como no caso do chancliche.

  • Textura gosmenta;
  • Odor desagradável;
  • Coloração estranha;
  • Líquidos desconhecidos.

Em geral, os alimentos, principalmente os queijos, deixam muito explícito quando seu consumo não está propício. Em geral, a textura é algo que deixa de ser cremosa e passa a ter uma consistência diferente e desagradável.

Já o odor também não é algo que agrada. Como os queijos, inclusive o chancliche, possuem aromas diferentes, eles podem se tornar facilmente enjoativos quando estão passando do ponto. Além disso, o chancliche possui uma coloração clara por conta da ricota.

Em determinados momentos pode-se notar que, caso esteja estragando, apresentará uma coloração amarelada ou mofos. Observar de perto é necessário para garantir que ele está consumível.

Por fim, líquidos anormais, como amarelos, esbranquiçados e mal cheirosos são sempre um sinal ruim.

Por esses motivos, conferir o chancliche e sempre armazená-lo muito bem é indispensável para garantir a saúde do alimento.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo