Animais herbívoros são essenciais para o equilíbrio do ecossistema

Inicio » Meio Ambiente » Animais herbívoros são essenciais para o equilíbrio do ecossistema
02/04/2019 Por
Animais herbívoros são essenciais para o equilíbrio do ecossistema

Animais herbívoros destacam funções e especificidades fundamentais para o equilíbrio do ecossistema

Os animais herbívoros são conhecidos, principalmente, pelo tipo de alimentação, que não inclui a carne de outros animais. Ao contrários dos animais carnívoros, estes se alimentam exclusivamente de seres autótrofos; ou seja, que são responsáveis pela produção do próprio alimento, como algas, plantas e até alguns tipos de bactérias.

Embora a maioria das pessoas tenha uma imagem de animais herbívoros na cabeá que engloba espécies como macacos, elefantes, girafas e vacas, por exemplo; este grupo inclui muitos outros topos de seres vivos. E prova disso é que até mesmo alguns fungos e insetos podem ser considerados entre os herbívoros.

Elefantes são exemplos de animais herbívoros

O que são animais herbívoros?

Os animais herbívoros são seres que têm os seres autótrofos como base da alimentação, consumindo diferentes tipos de plantas, algas e vegetais. Divididos em uma série de subgrupos – cada um deles com suas especificações – os herbívoros são mais conhecidos por não se alimentam da carne de outros animais. Assim, desempenham um papel de grande importância para o equilíbrio do ecossistema. Isso porque, além de ajudar na polinização das plantas com sua alimentação, também oferecem os nutrientes e a energia das plantas para os animais carnívoros.

Considerados consumidores primários na cadeia alimentar, os seres herbívoros variam a sua alimentação de acordo com as estações do ano. Isso ocorre porque cada época do ano destaca determinados tipos de plantas e alimentos consumidos pelo grupo e; com isso, a sua alimentação segue conforme os itens que aparecem em maior abundância ao seu alcance.

Tipos de herbívoros

Conforme citado anteriormente, esta classe de animais é dividida em uma série de subcategorias; que especificam ainda mais o tipo de alimento que compõe a sua dieta. Entre os principais subgrupos de animais herbívoros, podemos citar:

  • Folívoros
    Animais que se alimentam, principalmente, de filhas de plantas e árvores. Entre as principais espécies há alguns mamíferos e aves, incluindo nomes como coala, bicho preguiça, coelho e iguana.
  • Frugívoros
    São os seres que se alimentam de frutas nativas; bastante importantes para o equilíbrio e a manutenção dos próprios alimentos, já que são responsáveis por espalhar quase 100% das sementes que resultam em novas germinações. Anta, tucanos e morcegos são alguns dos principais exemplos do grupo.
  • Granívoros
    Estes animais tem as sementes de grãos e de plantas como a base da alimentação, incluindo nomes como arara, galinha e papagaio.
  • Nectarívoros
    Animais que se alimentam do néctar das plantas, como borboletas, abelhas e a espécie morceguinho-do-cerrado.
  • Polinívoros ou polímeros
    São os seres que tem o pólen das flores como alimento principal, englobando exemplos como aranha, animais marsupiais e alguns pássaros.

Hipopótamo é um dos animais herbívoros mais perigosos do planeta

Comportamento dos herbívoros

Por não se alimentarem de carne, como os animais carnívoros, os animais herbívoros ganharam uma fama mais frágil em todo o mundo. No entanto, muito se engana quem imagina que esse tipo de animal não representa uma ameaça.

Isso porque, justamente pelo fato de não se alimentarem de outros animais e não terem as habilidades de caça como marca registrada; eles acabam precisando de mecanismos de proteção ainda mais eficientes. Portanto, no encontro com determinadas espécies deste grupo, é importante que os seres humanos tenham cuidado; já que a fama de muitos destes animais não corresponde em nada com a realidade.

Um ótimo exemplo disso são os hipopótamos. Caracterizado como um “bailarino fofo” nos desenhos da Disney; ele é, na realidade, considerado um dos animais mais agressivos e perigosos de todo o planeta. Atualmente, inclusive, estima-se que os seus ataques sejam responsáveis pela morte de cerca de 500 pessoas a cada ano.

Isso fica ainda mais claro quando analisamos a lista dos cinco mamíferos selvagens considerados os mais perigosos e difíceis de caçar pelos caçadores. O grupo – conhecido como Big Five nos tradicionais safáris da África – inclui cinco nomes; dos quais três são herbívoros (búfalo, rinoceronte e elefante) – e apenas dois carnívoros (leão e leopardo).

Exemplos de herbívoros

Embora existam muitos animais que reconhecidamente fazem parte do grupo dos herbívoros, pode haver algumas surpresas quando se analisa uma lista mais extensa e completa destes animais. Entre os principais nomes que compõem a classe dos animais herbívoros, podemos citar:

  • Cavalo
  • Vaca
  • Boi
  • Zebra
  • Anta
  • Girafa
  • Hipopótamo
  • Búfalo
  • Rinoceronte
  • Ovelha
  • Antílope
  • Zebra
  • Veado
  • Elefante
  • Gorila
  • Macaco
  • Cabra
  • Urso panda
  • Camelo
  • Coelho
  • Morcego
  • Porco da Índia
  • Morcego
  • Borboleta
  • Abelha
  • Canguru
  • Iguana
  • Galinha
  • Papagaio
  • Ganso
  • Gafanhoto

Além destes, há também algumas espécies de peixes e de aves que também são herbívoras.

Classificação dos animais pela alimentação

Conforme explicado ao longo deste artigo, os herbívoros têm uma série de particularidades alimentares que fazem com que sejam classificados neste grupo. Mas, além deles, ainda existem dois outros grupos distintos de seres vivos que são classificados pelos seus hábitos alimentares. Eles são:

  • Animais carnívoros
    São aqueles que se alimentam, principalmente, da carne de outros animais. Entre os principais exemplos, podemos citar leão; cachorro; leopardo; gato; hiena; lobo; raposa; onça; jacaré; falcão; tubarão; coruja; polvo garça; sucuri; jiboia; gavião; e golfinho, entre outros.
  • Animais onívoros
    São os animais que se alimentam tanto de fontes vegetais quanto animais, tendo uma dieta alimentar com amplas possibilidades e bastante variada. Ursos, jabutis, porcos, gaivotas, corvos e ratos são alguns dos exemplos que fazem parte deste grupo.

Cavalos fazem parte dos animais herbívoros

Características do herbívoros

No que se refere aos mecanismos de defesa que fazem parte da estrutura física dos herbívoros, vale citar o posicionamento de seus olhos. Ao contrário dos carnívoros, que se alimentam da carne de outros seres e, por isso, precisam caçar; os herbívoros precisam se preocupar mais com a própria segurança do que com a busca por presas.

Com isso, a evolução fez com que esta classe de animais desenvolvesse olhos posicionados um de cada lado da cabeça; permitindo que percebam a aproximação de um possível predador com mais facilidade. Tendo em vista que, na cadeia animal, as presas são eles próprios – fica clara a importância dessa estrutura física específica.

Além do posicionamento dos olhos, há outras características específicas que também se aplicam à maior parte dos animais do grupo. Os dentes caninos sem pontas e os molares de formato achatado são alguns dos aspectos mais marcantes nos animais herbívoros; assim como a ausência de garras, o estômago dividido em três ou quatro compartimentos e a transpiração, que ocorre pelos poros do corpo.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo