A clonagem é um método científico para a reprodução de cópias genéticas

Inicio » Veterinária » A clonagem é um método científico para a reprodução de cópias genéticas
01/04/2019 Por
A clonagem é um método científico para a reprodução de cópias genéticas

A clonagem é um método científico que visa reproduzir e manter os atributos dos seres vivos

A clonagem é um método extremamente importante para o avanço da ciência; uma vez que esse tipo de reprodução assexuada ajuda diretamente na manutenção dos seres vivos. Com isso, tanto seria possível evitar a extinção de diferentes espécies como também melhorar a qualidade de vida, de forma geral.

O método da clonagem é antigo, e teve início por volta do século XIX. Zoólogos viram a oportunidade de reproduzir animais por meio dos embriões, de forma assexuada. Anos se passaram e avanços aconteceram, popularizando este método científico e o colocando em pauta em todo o mundo.

 

Ovelha foi o primeiro animal a passar pela clonagem com sucesso

O que é clonagem?

A clonagem está relacionado a ciência que reproduz determinadas características genéticas. O método é feito de forma assexuada para garantir total controle do procedimento. Além disso, a prática é interessante para manter uma gama maior de seres vivos e, também, ajudar na sobrevivência de todos aqueles considerados importantes para as atividades do ecossistema.

clonagem animal, caso fosse viável com recorrência, poderia ser interessante para movimentar a economia de todo o mundo; já que a clonagem de animais de bons atributos (com grande força e velocidade, por exemplo), ajudaria a movimentar o mercado de exportação de diferentes raças.

Hoje, mesmo sem a capacidade de clonar animais em grande escala (visto que a prática é voltada mais para estudos científicos), o número de reproduções cresce anualmente. Caso um método como esse, de manter determinados atributos de animal, se consolide; o mercado, que já se destaca, poderia ser ainda mais ampliado.

A ciência sabe da importância desse método e o quanto ele mudaria o mundo e a forma como as pessoas o enxergam. Isso porque, sendo confirmada a possibilidade de se clonar diferentes tipos de seres vivos, como os humanos, os impactos seria imensuráveis.

Exemplos de clonagem

Contudo, a reprodução assexuada não é o único método existente nessa técnica científica. Além dessa prática, existem outros exemplos de clonagem, dentre eles:

  • Natural: Nesse caso, a reprodução acontece por conta de dois genomas serem exatamente iguais, gerando um clone com as exatas características de um outro ser vivo. As plantas e as bactérias são os dois maiores exemplos de clonagem natural.
  • Induzida: Esse método de clonagem que é feito de forma assexuada, diretamente pelo médico cientista. Nesse caso, ele faz todo o procedimento de acordo com as células da própria mãe do embrião.
  • Reprodutiva: Assim como a clonagem induzida, essa técnica é feita de maneira assexuada. Entretanto, ao invés de a clonagem ser feita com células especificas da mãe, ela ocorre com qualquer célula; com exceção das que são capazes de reprodução por meio de relações sexuais.

Todavia, mesmo com os avanços da clonagem, esse método ainda é visto como uma prática bastante conturbada, além de difícil de ser aplicada. Isso ocorre porque, mesmo com a finalização do processo, os médicos podem acabar perdendo o ser que foi recentemente clonado.

A ovelha Dolly, por exemplo, foi o primeiro animal a ser reconhecido mundialmente por conta de uma clonagem bem sucedida. Entretanto, antes mesmo dela já existiam outros seres vivos que foram clonados. As plantas, por exemplo, eram clonadas desde os primórdios da humanidade.

No entanto, a ovelha Dolly ficou conhecida mundialmente pelo fato de ser o primeiro animal mamífero clonado na história da humanidade. Após alguns anos, o animal chegou a morrer por conta de uma infecção pulmonar, e até hoje não se sabe se foi por conta da clonagem ou não.

Clonagem humana

A clonagem humana está diretamente relacionada ao método de reproduzir uma pessoa exatamente igual a outra que já existe. Isso, com o intuito de manter e reproduzir as principais e mais qualificadas características físicas e neurológicas do ser.

A clonagem humana é uma prática que, caso tivesse testes e a execução liberada, poderia ser revolucionária em todo o mundo. E isso é bastante claro, visto que, mesmo sem exemplos concretos, essa possibilidade já pauta diferentes discussões envolvendo questões éticas e morais. Polêmico, o tema divide opiniões e atinge segmentos que vão muito além da ciência e da compreensão humana.

Caso a prática de clonagem fosse uma realidade no mundo, um ser humano que passasse por esse processo teria o mesmo DNA que alguma outra pessoa presente no mundo. E isso certamente provocaria conflitos emocionais, sem contar a geração de problemas que nem se imagina ainda.

Outro ponto importante é como funciona a clonagem. Por se tratar de um método assexuado e com base na ciência, não se sabe se esse recurso seria totalmente eficiente; já que o ser humano em questão poderia nascer com algum tipo de deformidade.

Planta que passa pelo processo de clonagem natural

Clonagem natural

A clonagem natural, apesar do nome, é a reprodução de seres originados a partir da reprodução assexuada; ou seja, sem que haja relações sexuais. Na natureza, embora não ocorra com os seres humanos, esse tipo de clonagem é extremamente recorrente entre os seres vivos do reino vegetal.

São variadas as maneiras como as clonagens de animais acontecem, dentre elas:

  • Fragmentação: É quando determinados fragmentos se desmembram dos seres vivos. Eles se desenvolvem de forma natural e originam outros seres com as mesmas características.  Esse acontecimento é muito comum nos oceanos.
  • Partenogénese: Os anfíbios, por exemplo, desenvolvem um organismo dentro de seu óvulo, mesmo sem ter havido uma relação sexual entre dois seres vivos.
  • Gemulação: É um processo de clonagem feito, principalmente, por conta da fragmentação de um determinado ser vivo. Dessa maneira, ele se separa em duas ou mais partes e, a partir disso, torna-se um clone de suas outras partes.

Planta que passa pelo processo de clonagem natural

As plantas também passam pelo processo de clonagem natural. O método consiste e reter amostras de uma determinada planta para colocá-la em outras regiões, originando os vegetais clonados. Toda essa prática é importante para o ecossistema; uma vez que alguns desses métodos acontecem sem a intervenção humana, apenas por força da natureza.

A clonagem de seres vivos é importante para manter suas características genéticas mais importantes. Até porque, com isso, seria possível evitar que determinadas espécies entrassem em extinção. Investigada há tempos pelo mundo da ciência, ela pode representar avanços importantes para futuros métodos de reprodução de diferentes seres vivos de maneira assexuada.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo