Helicônia é uma planta encontrada comumente em jardins decorativos

Home » Agricultura » Helicônia é uma planta encontrada comumente em jardins decorativos
31/10/2019 by
Helicônia é uma planta encontrada comumente em jardins decorativos

Helicônia é uma planta que pode ser usada tanto nos jardins quanto para criar arranjos florais

A helicônia é uma planta que chama muita atenção, independente de estar misturada a outras plantas ou sozinha.

Por isso, nesse artigo você vai entender mais sobre a helicônia, suas espécies e como cultivar da melhor forma essa planta que reúne cada vez mais admiradores.

Helicônia

O que é helicônia?

Helicônia é uma planta encontrada em regiões tropicais como as Ilhas do Oceano Pacífico, Indonésia, América Central e América do Sul.

Ela é uma planta do gênero Heliconia que pertence à família Heliconiaceae. Possui hastes pendentes mais longas e gomos espessos nas cores vermelho ou amarelo.

Em sua extensão, a helicônia é coberta por uma penugem de tom avermelhado que cria uma textura muito semelhante ao veludo.

Inicialmente, a helicônia era considerada uma planta da família da bananeira, mas com o passar do tempo foi classificada como uma espécie diferente.

Dependendo da região do país, essa planta pode receber vários nomes diferentes, como:

  • Bananeira de jardim;
  • Bico de guará;
  • Caeté;
  • Planta caeté;
  • Bananeira do brejo.

O nome da planta é inspirado na montanha Helicon, localizada na Grécia. Segundo a mitologia, era o local onde vivia o deus Apolo.

Quais as principais variedades da helicônia?

A variedade de tipos de helicônia existentes é enorme, desde as espécies nativas do Brasil até as encontradas em todas as partes do mundo.

São cerca de 300 espécies catalogadas da planta, sendo 30 delas nativas do território brasileiro. Por isso, é comum encontrar quadros e pôsteres que ilustram todas as espécies de helicônia conhecidas.

Esses quadros são semelhantes àqueles com peixes ou outros animais, que são muito mais comuns de serem encontrados.

Algumas das espécies da helicônia são:

  • Heliconia psittacorum;
  • Heliconia angusta;
  • Heliconia caribaea;
  • Heliconia episcopalis;
  • Heliconia rostrata;
  • Heliconia bihai;
  • Heliconia collinsiana;
  • Heliconia latispatha;
  • Heliconia wagneriana;
  • Heliconia stricta.

Mesmo com todas essas espécies conhecidas, a helicônia é uma planta que precisa ser mais estudada. Isso significa que é possível que o número de espécies ainda aumente conforme os estudos avançam.

Helicônia

Pólen e reprodução

As helicônias são plantas que possuem uma grande capacidade de reprodução.

Por serem geófitas, elas não contam apenas com suas sementes para reprodução, mas também com seus órgãos subterrâneos.

Esses órgãos têm a função de servir como fonte de nutrientes e água durante períodos mais difíceis do ano, garantindo a sobrevivência da espécie.

Além da capacidade de reprodução, as flores da helicônia são muito procuradas pelos beija-flores devido à sua grande concentração de néctar.

Quais são os usos mais comuns da helicônia?

As helicônias são utilizadas como plantas ornamentais, graças às suas cores vivas e chamativas.

Além disso, essa é uma planta que pode atingir alturas consideráveis dependendo da espécie cultivada. Assim, é possível encontrar certas espécies que podem chegar aos 6 metros de altura, bem como espécies que têm seu crescimento horizontal.

Seu uso pode ser:

  • Em muros;
  • Como planta de destaque;
  • Em maciços;
  • Isoladas.

Ela também vem sendo muito utilizada como flor de corte, para compor arranjos florais, tanto com suas flores quanto suas folhas que chamam muita atenção.

Como é feito o cultivo da Heliconia psittacorum?

Apesar de serem plantas com folhas muito sensíveis, o cultivo das helicônias é considerado bastante simples.

Afinal, esse tipo de planta não exige adubação regular ou mesmo podas periódicas.

No entanto, é sempre importante observar algumas características da planta para que o cultivo seja bem-sucedido.

Antes de mais nada, o plantio deve ser feito em solo composto de húmus e terra, em partes iguais.

Com isso, o solo se mantém úmido por períodos mais longos, muito importante para o bom desenvolvimento da planta.

Assim, para manter o solo úmido, uma boa dica é molhá-lo de manhã e à noite, mas é preciso cuidado. Caso o solo fique encharcado, é possível que fungos de desenvolvam e acabem prejudicando o desenvolvimento da planta.

Helicônia

Luz solar

O contato com a luz solar é essencial para que a helicônia consiga se desenvolver bem. Por isso, é preciso que ela seja cultivada em local onde a exposição aos raios solares acontece por de cerca de 6 horas diárias.

No entanto, para quem mora em apartamento, esse pode ser um problema. Mas é possível utilizar luz artificial para compensar a ausência da luz natural, sem comprometer a saúde da planta.

Espaçamento

Como as helicônias são plantas que precisam de bastante espaço para se espalhar, é preciso se atentar para a distância de uma planta para outra.

Por isso, o ideal é manter uma distância de mais ou menos 5 metros entre cada planta.

Limpeza

Manter a planta limpa ajuda que o solo continue úmido por mais tempo, contribuindo para o crescimento da helicônia.

Sendo assim, é preciso retirar caules e folhas mortos, bem como plantas daninhas que podem surgir e atrapalhar seu desenvolvimento.

Mercado internacional

A helicônia é uma planta muito resistente que atrai cada vez mais a atenção de paisagistas e comerciantes internacionais.

Os principais produtores da planta são:

  • Porto Rico;
  • Honduras;
  • Estados Unidos;
  • Venezuela;
  • Costa Rica.

No Brasil, a produção dessas plantas é mais comum principalmente em São Paulo e no Rio de Janeiro, mas também existe em estados do Norte e Nordeste do país.

Suas características fazem com que ela chegue em ótimas condições em países mais distantes, mesmo que o clima nesses locais seja muito diferente do Brasil.

Isso faz com que o plantio e comercialização desse tipo de planta seja cada vez mais comum nas pequenas propriedades.

Assim, a agricultura familiar consegue se renovar e se manter dentro do mercado de acordo com novas tendências e necessidades.

Entre os importadores, países como Alemanha, Holanda, França, Japão e Estados Unidos são alguns dos principais destinos dessa produção.

Florescimento da helicônia

O auge da produção de helicônia ocorre no início do verão, quando as temperaturas são mais elevadas, permanecendo assim durante a primavera.

Durante o outono essa produção começa a cair, até que no inverno ela é totalmente interrompida, já que se trata de uma planta de clima quente e úmido.

No entanto, o período de florescimento da helicônia pode variar de uma espécie para outra, além de ser influenciado também pelo manuseio da planta.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo