Mamona desempenha papel importante na indústria química brasileira

Inicio » Agricultura » Mamona desempenha papel importante na indústria química brasileira
03/06/2019 Por
Mamona desempenha papel importante na indústria química brasileira

Mamona produzida no Brasil tem destaque na indústria química

A mamona é uma fruta popularmente conhecida como rícino. No entanto, recebeu este nome porque a árvore tem folhas muito parecidas com o mamão. O Brasil é um dos principais produtores mundiais de mamona e do óleo extraído da planta.

A mamona tem grande importância para a indústria química brasileira, devido à presença de hidroxilia (OH). É esta peculiaridade que faz com que o óleo funcione como combustível. A mamona também tem funções medicinais, devido a substâncias anticancerígenas em sua composição, analgésicas e também cicatrizantes.

Mamona

O que é mamona?

A mamona tem o nome científico de Ricinus communis L, conhecido popularmente como mamona, mamoneira, carrapateira, carrapato e rícino. Conforme a região do mundo, recebe outros nomes. Em algumas regiões da África, é abelmeluco; na língua inglesa, castor bean; na espanhola, ricino, higuerilla, higuereta e tártago.

A fruta é composta por um índice entre 80 e 90%, de um único ácido graxo (ácido ricinoleico). Estas características dão ao fruto alta viscosidade, além de solubilidade em álcool a baixa temperatura.

Pode ser utilizada como matéria prima para o biodiesel. Entretanto, a maior parte do óleo de mamona produzido no mundo é usado na indústria química para produtos de maior valor agregado.

Para que serve a mamona

As propriedades da mamona não estão necessariamente na fruta, mas sim em suas sementes. São elas que dão origem ao óleo de rícino. No nosso organismo, um dos papéis do óleo é transformar o ácido rinoleico em substâncias responsáveis por controlar uma série de funcionalidades biológicas.

A mamona na indústria

O óleo de mamona pode ser utilizado para sintetizar uma grande quantidade de produtos, seja na área de cosméticos, lubrificantes, polímeros, tintas e vernizes.

Pode ser um substituto do petróleo na produção de óleo diesel, por exemplo. O óleo diesel obtido da mamona é de ótima qualidade e pode ser aplicado sem necessidade de adaptação em motores como, por exemplo, de tratores e de caminhões.

Origem da mamona

O mais provável é que a mamoeira tenha a sua origem na Ásia. No entanto, há especialistas que acreditam que a planta, na verdade, teve origem na África. Contudo, há uma grande variação da mamona nos dois continentes. A fruta só foi introduzida no Brasil durante a colonização portuguesa, que começou em 1500.

A mamoeira é de fácil adaptação, resistente à seca, e consegue se desenvolver com sucesso em solo brasileiro. Os portugueses trouxeram a fruta para cá com o objetivo de usar o óleo das sementes como lubrificante de carroças e para iluminação das ruas e casas.

Benefícios da mamona

Os benefícios da mamona para a saúde também são enormes. Por causa das suas propriedades medicinais, é comumente utilizada para combater parasitas intestinais. No uso externo, a mamona pode amenizar problemas como herpes, erupções, feridas, calvície, queimaduras e eczemas.

Entre as diversas propriedades, estão: vermífugo, emoliente, cicatrizante, catártico, purgante, anticancerígeno e analgésico. Também é aliada no tratamento da pressão arterial, de problemas renais e de processos inflamatórios.

Conheça algumas das curiosidades sobre os benefícios da mamona:

  • Evita a queda estimula o crescimento dos cabelos: a aplicação do óleo de rícino nos cabelos é uma dos truques mais conhecidos por quem gosta de cosméticos. A substância não só melhora o crescimento dos fios como deixa os cabelos mais fortes. Isto se deve à presença do ômega 3, ômega 6 e do ômega 9 em sua composição.
  • Auxilia no tratamento da acne: O óleo de rícino é eficaz no combate à oleosidade da pele, mesmo tratando-se de um óleo. Isto ocorre porque a substância tem efeito adstringente. Assim, o produto tem ação bacteriana e deixa a pele muito limpa.
  • Excelente cicatrizante: O óleo da fruta também é um excelente agente cicatrizante. Aplicar o óleo faz com que a cicatrização seja mais rápida e com melhores resultados em ferimentos e cortes. Mas, neste caso, o efeito é provocado pela vitamina E.
  • Combate a estrias: A presença da vitamina E também ajuda no tratamento das estrias vermelhas na pele.

Mamona venenosa

Apesar dos diversos benefícios, a mamona é uma das plantas mais venenosas que existem. Resíduos tóxicos presentes na fruta têm a capacidade de interromper o nosso metabolismo, impedindo a síntese de proteínas essenciais para a sobrevivência.

A semente é tóxica principalmente por causa da presença de uma proteína chamada ricina, que, quando purificada, é mortal, até mesmo em pequenas doses. O óleo é de difícil digestão, mas o maior risco da ingestão da semente é a toxina ricina. No entanto, o óleo de rícino vendido em farmácia não é tóxico.

Contraindicações

Um terceiro componente ativo na mamoneira é a ricinina (não confundir com ricina). A ricinina é um alcaloide que pode ser encontrado em todas as partes da planta.

Esta substância tem efeito sobre o sistema nervoso central e pode causar diversos efeitos positivos e negativos:

  • Convulsão
  • Melhoria da memória
  • Falta de equilíbrio

Produção de mamona

Os principais países produtores de mamona são Índia (74%), China (13%), Brasil (6,1%) e Moçambique (2,5%). Já os consumidores mais assíduos da mamona são China, Estados Unidos, França, Alemanha e Japão.

No Brasil, a produção está concentrada na Bahia (67%), seguida do Ceará (15%), Minas Gerais (11%) e Pernambuco (3%).

A temperatura ideal de cultivo deve ser entre 20 a 35o C, para que haja produções que assegurem valor comercial, com a temperatura ótima para a planta em torno de 28o C.

Mamona

Plantação de mamona

A planta da mamona tem raízes laterais e uma raiz principal que pode atingir 1,50 m de profundidade. Os tipos de mamonas cultivados no Brasil alcançam o porte anão ou baixo (até 1,60 m), médio (1,60 a 2,00 m) ou alto (acima de 2,00 m).

Chá de mamona

A mamona também é usada para tratar os casos de hemorroidas. Uma forma bastante eficaz é através do preparo do chá da planta. Porém, diferente de outros tipos de tratamento, neste caso a bebida não pode ser ingerida. O paciente deve usá-la na forma de banho.

Para isto, basta separar um litro de água e algumas folhas fatiadas da planta. Coloque a água para ferver e, logo em seguida, acrescente as folhas do fruto. Então, desligue o fogo e deixe esfriar um pouco. O último passo é banhar o local com o chá.

A simplicidade de uma folha de mamona não revela sua importâcia para a indústria de cosméticos, saúde e indústria química

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo