Selo de qualidade é um diferencial para empresas e produtos

Inicio » Agronegócio » Selo de qualidade é um diferencial para empresas e produtos
28/06/2019 Por
Selo de qualidade é um diferencial para empresas e produtos

O selo de qualidade certifica a excelência de determinada companhia ou dos produtos que ela oferece. Exitem diversos tipos de certificação. De maneira geral, então, um selo de qualidade confirma a qualidade dos serviços e é um diferencial para os consumidores.

Diversos segmentos oferecem o selo de qualidade, como o setor alimentício. Carnes e seus derivados, portanto, devem passar pelo processo de certificação.

  1. O que é selo de qualidade?
  2. Como funcionam os selos de qualidade?
  3. Selos de qualidade na indústria de alimentos
  4. O selo ISO
  5. O surgimento do selo de qualidde
  6. O selo de qualidade deixa o produto mais caro?
  7. O selo de conserva de alimentos
  8. Conservação por radiação e seu selo
  9. O selo de qualidade INMETRO
  10. Qual a importância da certificação de qualidade?
  11. Tipos de selo de qualidade
  12. Como conseguir o selo de qualidade?

Selo de qualidade

O que é selo de qualidade?

Selo de qualidade é uma certificação emitida a diferentes empresas, com o objetivo de comprovar a qualidade dos produtos.

Existem diferentes tipos de selos, contudo, a sua principal função é atestar, por meio de certificados de qualidade, que a empresa ou companhia segue as determinações exigidas nas normativas.

Mais do que isso, a empresa também deve se preocupar com as questões ambientais, sustentáveis, e a busca pela excelência do produto.

Como funcionam os selos de qualidade?

Entre os diversos tipos de selo que qualidade, cada um deles foca em determinada área de produção. Assim, eles podem atuar sobre a gestão da empresa, produto final, gênero alimentício, práticas sustentáveis, etc.

Cada selo de controle, como também é chamado, possui suas próprias normas e metodologias para avaliação. Para receber o certificado, portanto, a empresa deve estar em conformidade com estas normas e passar por todas as etapas da certificação.

Assim, um selo atesta o compromisso da empresa e, consequentemente, pode valorizar sua imagem e agregar mais valor ao seu produto. Devido à competitividade do mercado, muitos consumidores buscam esta certificação na hora da compra.

Selos de qualidade na indústria de alimentos

Os alimentos são exemplos de produtos que os órgãos competentes certificam antes da comercialização. Alguns selos são obrigatórios e exigidos pela legislação. Outros são voluntários e atestam a qualidade do produto, que compete com outros nas prateleiras dos supermercados. Vamos conhecer alguns selos de qualidade de alimentos:

  • Alimento orgânico: este selo é ofertado pelo Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade Orgânica. Ele comprova que os alimentos foram produzidos sem causar danos ao meio ambiente.
  • S.I.F: este é um selo obrigatório emitido pelo Serviço de Inspeção Federal. Ele certifica a qualidade dos produtos de origem animal, como carnes, queijos, leite, pescados, frango, ovos, etc.
  • Gluten Free: este selo é importante para as pessoas que não podem, ou não querem, consumir glúten. É a organização internacional Gluten-Free Certifination Organization que concede esse selo.
  • SVB Vegano: a instituição que emite este certificado é a Sociedade Vegetariana Brasileira. Assim, ele atesta que o produto não possui nenhum tipo de origem animal.

O selo ISO

O selo de qualidade ISO é um dos mais conhecidos e utilizados em todo o mundo. A organização apresenta uma série de certificações diferentes, cada uma é utilizada para uma área de produção. Alguns exemplos, então, são os seguintes:

  • ISO 14001: tem foco na gestão ambiental. Assim, seu objetivo é promover a excelência no controle e monitoramento dos impactos ambientais.
  • ISO 22000: é uma certificação para a segurança dos alimentos.
  • OHSAS 18001: tem foco na gestão de pessoas. Portanto, esta certificação alega a preocupação com a segurança e saúde ocupacional.
  • ISO 9001: é a certificação pela gestão da qualidade, em si.

Existem, então, diversos tipos de certificação para fundamentar a excelência das empresas e os produtos oferecidos. O selo de qualidade, portanto, pode ser um diferencial que destaca a produção e oferece mais segurança aos consumidores.

Selo de qualidade

O surgimento do selo de qualidade

O selo de qualidade se originou na Europa, sendo amplamente utilizado no continente. Depois disso, no ano de 1996, o selo de qualidade começou a ser utilizado no Brasil, porém sem conhecimento amplo da sociedade.

Por conta disso, muitas pessoas não costumam prestar atenção nesse tipo de selo, fazendo com que sua função não seja completamente conhecida. No entanto, aos poucos a sociedade brasileira está se habituando à utilização do selo de qualidade de alimentos e sua importância.

Um exemplo disso é o selo de pureza do café, coisa que muitos brasileiros costumavam comprar sem nem perceber a importância. Assim, você pode adquirir um produto com um grau comprovado de pureza, garantindo maior qualidade.

Da mesma forma ocorre com os selos IG (Identificação Geográfica), que são registros que garantem características específicas de um determinado local de origem. Isso influencia no valor agregado, na reputação e na identidade de um determinado produto.

À medida que as pessoas vão se inteirando sobre o que significa um selo de qualidade total, é comum que mais empresas se preocupem em oferecer esse diferencial aos clientes. Desse modo, a empresa ganha destaque no mercado, garantindo um produto de maior qualidade.

Justamente por ser recente no mercado brasileiro, o selo de qualidade ainda não é visto como fator decisivo na compra. Entretanto, a tendência é que as pessoas se acostumem cada vez mais com esses selos, exigindo-os cada nos produtos que compram.

O selo de qualidade deixa o produto mais caro?

Sabendo que o selo de qualidade demonstra que um produto possui um diferencial em relação aos concorrentes, é normal que isso influencie na precificação. Portanto, compreender o que cada selo está garantindo é fundamental.

Além disso, é importante entender que, para que um produto receba um determinado selo, é necessário que ele atenda a um sistema de certificação. Um selo é um certificado e isso exige cumprir algumas regras e parâmetros.

Sabendo disso, é de se entender que, para que um produto ou processo seja analisado, é necessário investir tempo e dinheiro em treinamentos, elaboração de processos padronizados e demais medições. Evidentemente, isso impacta o preço final de um produto.

Quanto maior o controle e acompanhamento de um produto e seu processo, maior o seu custo de produção. Dessa forma, é natural que um produto acabe ficando mais caro do que outro concorrente que não possui controles e análises de qualidade.

Nessas horas, é fundamental que o consumidor saiba analisar bem a relação custo-benefício. Assim, ele pode avaliar o valor apresentado como superior em relação aos produtos de outros fabricantes, sempre pesando a qualidade e o preço total.

Por isso, é importante levar em conta um determinado selo de qualidade, ver o que aquele selo garante, analisar o valor agregado e, então, observar se isso tudo vale a pena. É importante que o consumidor saiba avaliar isso.

Podemos mencionar, por exemplo, um selo que certifica que um produto é Gluten-Free. Existe a necessidade de pagar mais por algo sem glúten se o consumidor costuma comer essa substância normalmente? Afinal, se não agrega valor ao caso, talvez não existe a necessidade.

Selo de qualidade

O selo de conserva de alimentos

Um tipo de certificação que é bastante comum observar em alguns produtos é o selo de conserva de alimentos. Esse tipo de selo garante, entre algumas especificações, a qualidade do produto e sua procedência, certificando que o cliente está adquirindo algo próprio e saudável.

Podemos citar, por exemplo, o caso do selo Palmito Seguro. Nesse caso, o selo visa garantir que o palmito utilizado na produção é de origem legal, possibilitando que o cliente compre um produto que foi fabricado dentro das exigências da qualidade.

Dessa forma, o palmito com o selo Palmito Seguro é um produto que o cliente pode comprar tranquilamente, sem medo de estar adquirindo um alimento clandestino de origem duvidosa. Isso evita que ocorram intoxicações oriundas do manuseio e condições inadequadas.

O selo Palmito Seguro possui função similar ao selo da pureza do café, emitido pela ABIC. Portanto, comprar palmitos com esse selo é garantia de qualidade e boa procedência, oferecendo maior segurança ao consumidor.

O mesmo ocorre com a conserva de alimentos salga que, quando possuem selo de qualidade, o cliente está sendo garantido sobre a procedência daquele produto. Isso garante consumir peixes e carnes em conserva com segurança.

Isso ocorre porque o processo de conservação é algo que pode trazer riscos, caso não seja feito da maneira adequada. Por isso esse selo é tão importante, visto que evita graves intoxicações alimentares.

Conservação por radiação e o seu selo

Além das formas de conserva indicadas acima, existe ainda uma outra forma que a indústria utiliza em diversos tipos de produtos. Essa é a chamada conserva de alimentos por radiação. Nesse caso, não se utilizam soluções com sal ou vinagre.

Na conserva por radiação, a indústria utiliza quantidades controladas de radiação ionizante. Dessa forma, podemos citar o conhecido raio x, os raios gama ou, então, o feixe de elétrons. Isso permite que o alimento se conserve por mais tempo.

No entanto, esse método não torna o alimento radioativo, visto que a exposição é controlada. O objetivo é inibir e controlar a maturação de determinados vegetais, como é o caso da cebola. Além de retardar o envelhecimento, a radiação controla micro-organismos através de alteração molecular.

Uma cebola exposta à conserva por radiação permanece por mais tempo em condições próprias para consumo. Desse modo, você pode manter o vegetal por mais tempo nas prateleiras de supermercados, sem perder as condições físicas.

Nesses casos, também existe um selo específico para identificar que o produto foi exposto à conservação por radiação. Trata-se, portanto, de um selo na cor verde, onde estão impressos a forma de um círculo e algo como duas folhas.

Essa é, sem dúvida, uma das formas de conservar alimentos mais modernas e práticas. Isso porque não exige nenhum fator físico para garantir efeito, como o uso de alguma solução ou embalagem específica.

Selo de qualidade

O selo de qualidade INMETRO

O selo de qualidade INMETRO é um outro tipo de selo bastante comum. Talvez, esse seja um dos selos que os brasileiros mais conhecem, justamente porque propagandas de televisão, por diversas vezes, já exibiram esse selo.

Dessa forma, é bastante comum ver o selo do INMETRO em diversos brinquedos para crianças. Esse tipo de selo garante que o brinquedo possui as medidas próprias para evitar acidentes, como os casos em que uma criança engole um brinquedo, por exemplo.

Portanto, é correto afirmar que o INMETRO é o órgão responsável por garantir que as dimensões de um produto estão de acordo com o exigido.

INMETRO é a sigla para Instituto Nacional de Metrologia. Assim sendo, qualquer produto que possuir o selo do INMETRO está sendo certificado de que suas medidas atendem a um determinado padrão ou regra.

Para que se compreenda o que é selo de qualidade, basta pensar que tal selo garante o cumprimento de alguma exigência específica. Por isso, é necessário identificar que tipo de selo está impresso em um produto.

Desse modo, você pode obter uma garantia a respeito de um determinado produto. No caso do selo do INMETRO, um produto que possua essa certificação está demonstrando ao consumidor que atende à medida padronizada para ele, segundo o órgão nacional.

Qual a importância da certificação de qualidade?

Sabendo o que é selo de qualidade e o que ele significa, podemos perceber que tipo de influência ele exerce sobre um produto. Conforme falado anteriormente, o selo de qualidade influencia diretamente no preço de um produto.

Além disso, o selo de qualidade também agrega mais valor a um produto. Isso porque esse tipo de selo certifica que determinada mercadoria atende a algum padrão ou exigência. Isso faz com que esse produto se destaque dos demais em uma prateleira.

Portanto, qualquer marca ou empresa que deseja destacar o seu produto no mercado deve optar por conseguir alguns selos de qualidade. Com isso, é possível agregar mais valor ao produto, fazendo com que os consumidores o vejam de forma diferente na hora da compra.

Isso faz com que o consumidor que está adquirindo aquele produto o faça com maior segurança, de acordo com as necessidades que ele procura. Podemos citar, por exemplo, o selo de pureza ABIC, que garante maior qualidade.

Da mesma forma, o selo de qualidade pode indicar que um produto foi produzido com a mão de obra e com matéria-prima nacional. Assim, o consumidor já adquire o produto com a certeza de que o mesmo possui boa procedência, sem contar a qualidade e a sustentabilidade.

Por isso, é muito importante que uma empresa opte por certificar os seus produtos através de selos de qualidade. Isso demonstra melhor qualidade aos consumidores, além de transparecer melhor a procedência e as condições com que esse produto foi fabricado.

Um bom exemplo para se citar nesses casos é a mão de obra escrava. Com um produto que possua certificação ISO, por exemplo, é garantido que o consumidor não está financiando nenhum tipo de trabalho ilícito, o que agrega ainda mais valor ao produto.

Selo de qualidade

Tipos de selo de qualidade

É interessante que os consumidores procurem sempre observar exatamente qual o tipo de selo que um produto possui. Ou seja, dependendo do selo, há determinada característica. Isso precisa estar de acordo com aquilo que o cliente procura.

Conforme mencionamos anteriormente, vale lembrar o caso do selo Gluten-Free. Evidentemente, um produto com esse selo terá um custo maior, por questões óbvias, e isso precisa estar de acordo com a necessidade do consumidor.

Em outras palavras, um consumidor que não tem problemas com glúten e que costuma consumi-lo normalmente, não tem motivos para pagar a mais por um produto Gluten-Free. Isso porque ele pode comprar um produto com glúten e pagar bem menos.

Por isso, é de suma importância que o consumidor esteja atento ao tipo de selo de qualidade que determinado produto possui. Já no caso de um cliente que não consome glúten, esse selo pode ser algo muito importante.

Cada caso é um caso e cabe ao cliente ter conhecimento sobre o significado do selo em questão. Sem dúvida, isso é algo muito simples de ser feito. Uma breve leitura na embalagem já é capaz de ajudar o consumidor a identificar um selo de qualidade e suas características.

Caso o ciente já tenha em mente uma determinada necessidade ou, simplesmente, deseje um produto de qualidade garantida, é simples observar o selo ideal. Portanto, o selo de qualidade é um recurso muito importante para os consumidores.

Através da identificação do selo ideal, um consumidor pode adquirir um produto que irá atender às suas necessidades.

Como conseguir o selo de qualidade?

Para uma empresa que deseja certificar os seus produtos, é bastante simples conseguir um selo de qualidade. Primeiramente, é necessário identificar qual o tipo de selo que se deseja obter e, depois disso, é preciso entrar em contato com a instituição ou órgão responsável.

Vamos citar, por exemplo, o caso de uma empresa que deseja obter a certificação ISO. Nessa situação, a empresa precisa identificar qual tipo de norma ela quer ser certificada, visto que a ISO possui diversas normas.

Por exemplo, se tratando da Gestão da Qualidade, é possível mencionar a norma ISO 9001. Assim sendo, é necessário que a empresa procure, primeiramente, conhecer bem essa norma e como aplicá-la em seus processos produtivos.

Dessa forma, pode ser uma ótima ideia contar com a consultoria de uma empresa especializada ou, então, desenvolver uma equipe interna para isso. Depois, basta fazer as adequações dos processos produtivos e avaliar os resultados mediante auditorias internas.

Após isso ser feito, é necessário entrar em contato com uma empresa certificadora. Ou seja, a ISO é uma organização internacional e ela possui empresas em todo o mundo. Então, licencia essas empresas para auditar e certificar as companhias que desejam a certificação ISO.

Por fim, basta fazer a auditoria externa com a empresa certificadora e obter a aprovação. Assim, se obterá o selo de qualidade ISO 9001, seguindo esse exemplo, mas há diversos outros tipos de selo que uma empresa pode obter. Existem taxas e custos para realizar todos esses tipos de adaptações e auditorias e os valores variam de acordo com o órgão.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo