Beldroega é uma planta coringa e ainda pouco conhecida no Brasil

Inicio » Agricultura » Beldroega é uma planta coringa e ainda pouco conhecida no Brasil
18/06/2019 Por
Beldroega é uma planta coringa e ainda pouco conhecida no Brasil

A beldroega é uma planta pouco conhecida, mas com muitas propriedades importantes

A beldroega é uma planta (ou hortaliça) pela qual ninguém dá nada. Isso por que seu formato de arbusto rasteiro com flores coloridas confere a ela a aparência de mato comum. Além disso, a planta brota em qualquer lugar, não importa o tipo de terreno e as condições do solo e de luminosidade.

No entanto, esse tratamento dado à beldroega é injusto. Embora não pareça, a planta tem propriedades medicinais e nutricionais comprovadas, além de qualidade para ser aproveitada na culinária.

Beldroega

O que é beldroega?

A beldroega tem o nome científico de Portulaca Oleracea e nos trópicos é chamada de beldroega de verão. Já a que aparece em climas frios, como na Argentina, é a Claytonia perfoliata. Ela tem variações de nome como beldroega amaranto e beldroega morugem. Ela tem pequenas folhas carnudas, de sabor agridoce, que lembra o espinafre. Suas flores são amarelas e comestíveis. Tudo nela pode ser aproveitado, exceto as raízes, que são amargas.

A planta se reproduz através das sementes que amadurecem dentro de uma cápsula e explodem gerando novas sementes. A beldroega é tão resistente, contudo, que suas sementes podem ser guardadas intactas por muitos anos. Segundo pesquisadores, está comprovado que ela dura ao menos 12 anos. Quando replantada, ela gera novos arbustos com flores.

No Brasil, por exemplo, a planta brota de forma espontânea e pode ser encontrada em jardins, sítios cultivados, quintais, morros, entre vãos de construções, encostas e hortas.

Origem da beldroega

A beldroega é originária da Ásia, região na qual é utilizada desde a antiguidade pelas propriedades curativas e alimentares. Atualmente, é comercializada na África e em países como Sudão e Egito, nos quais é usada sobretudo na culinária. Há alguns séculos, apareceu também na Europa, onde vários países também a utilizam na culinária e de onde vieram as mudas para o Brasil.

A sopa de beldroegas portuguesa, uma receita tradicional portuguesa, chegou por aqui e é consumida com frequência, sobretudo nos meses mais frios. Além disso, é encontrada em países do Oriente Médio e no México. Nesses dois locais, é consumida cozida e faz parte da receita do fatuche , salada muito apreciada na Síria e Líbano.

Como usar a beldroega

Há dois usos principais para a planta: medicinal e culinário.

As propriedades medicinais da beldroega são comprovadas pelo alto teor de ácidos graxos ômega 3, noradrenalina, alanina, dopamina, frutose, glucose e lactose encontrados na hortaliça. O Centro de Saúde e Genética de Washington descobriu, em 1986, que a beldroega tem mais ômega 3 do que qualquer outra folha verde. Além disso, está presente na planta em maior quantidade do que nos óleos de peixe, por exemplo.

Em suma, a cada 10g de beldroega temos 25 gramas de ômega3, o ácido linoléico. Ela possui ainda vitaminas A, B e C, além de sais minerais como cálcio, ferro, manganês e potássio. A vitamina A é responsável pela saúde da pele e dos ossos, por exemplo. Já a vitamina C é benéfica para os ossos e tecidos conjuntivos.

Beldroega

Benefícios da beldroega

A beldroega pode ser empregada em tratamentos para fortalecer o sistema cardiovascular. Isso porque a hortaliça é rica em ômega 3, que ajuda a reduzir o colesterol ruim e aumentar o chamado “colesterol bom”. Além disso, ela é uma ótima aliada no combate a hipertensão arterial, graças à presença do potássio. A planta tem ainda outras propriedades medicinais:

  • Contra hemorragias
  • Diuréticas
  • Analgésicas
  • Contra inflamações
  • Auxilia movimentos peristálticos do intestino
  • Antibacterianas
  • Antifúngicas

A medicina popular, por sua vez, utiliza amplamente o vegetal para combater diarreia, vômitos, sangramento intestinal e no tratamento de hemorroidas. Outros usos são voltados para infecções de rins, bexiga e fígado, além de tratar o escorbuto. Outros benefícios da planta seguem sendo estudados. Isso porque, de tempos em tempos, os pesquisadores descobrem novas aplicações medicinais para ela.

Outro benefício da beldroega é que, por ser pouco calórica, pode ser incluída nas refeições de quem está em dieta de emagrecimento ou simplesmente buscando uma alimentação mais leve. Além disso, a hortaliça é rica fibras alimentares, que facilitam o funcionamento dos órgãos e ajudam a saciar a fome sem engordar.

Uso culinário da beldroega

A beldroega é caracterizada como uma panc (sigla para plantas alimentícias não-convencionais). Essas plantas têm poderes curativos e alto valor nutricional comprovado por diferentes pesquisas. Como hortaliça, pode ser usada em saladas, refogados, assados e como recheio de sanduíches, por exemplo.

Em Portugal e na França está presente em sopas tradicionais. Um dos ingredientes de destaque da famosa soupe bonne femme francesa é justamente a beldroega por dar um realce ao paladar.

Na hora de escolher, é recomendável optar pelas folhas verdes bem frescas e sem manchas. Antes de consumir, contudo, é preciso lavar bem as folhas e colocar em recipiente com vinagre, água sanitária, ou produto específico para higienizar verduras. É possível armazenar a beldroega na geladeira, mas pelo tempo máximo de três dias. Caso contrário, a planta perde o frescor.

As folhas e o caule podem ser utilizados em saladas e também para engrossar caldos e sopas. As folhas podem substituir a alface em uma salada com tomate e cebola, por exemplo. O caule, por sua vez, pode ser cozido e depois peneirado para servir como espessante do caldo ou sopa.

No caso das folhas elas também podem ser refogadas, usadas em tempurás, recheios de sanduíches e de omeletes. Quando cruas, elas substituem a alface nos sanduíches dando um toque de exclusividade ao sabor. Quando refogadas com alho e cebola, podem ser consumidas no lugar do espinafre. Outra possibilidade para as folhas são as conservas elogiadas pela durabilidade e o longo tempo que permanecem nos vidros sem estragar.

Beldroega

Utilidades da beldroega

Quando usada em molhos para massas essa parte do alimento dá um sabor diferenciado ao líquido.
Para completar, a beldroega pode estar presente em sucos, que são enriquecidos por seus nutrientes. Consumida dessa forma, a planta atua como laxante e regulador da flora intestinal.

Flores comestíveis da beldroega

No caso das sementes de beldroega, elas podem ser utilizadas em tortas, bolos, pães e outras massas em substituição ao gergelim. As flores da beldroega que enfeitam pratos também são comestíveis. Enfim, é uma planta pra lá de eclética que além do valor medicinal tem ainda os elementos nutricionais.

Portanto, quando encontrar beldroega na feira ou no supermercado, deixe o preconceito de lado e aproveite para conhecer o sabor e os benefícios dessa planta.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo