Nabo, o vegetal versátil que serve para alimentação e até adubação 

Inicio » Agricultura » Nabo, o vegetal versátil que serve para alimentação e até adubação 
19/06/2019 Por
Nabo, o vegetal versátil que serve para alimentação e até adubação 

O nabo é uma verdura que veio de longe para conquistar os mais diversos paladares. Essa vegetal é cultivada há milhares de anos e seu surgimento provável é na Eurásia. Nos tempos antigos, chineses e romanos adoravam consumir essa verdura como acompanhamento.

O nabo só chegou ao Brasil, porém, com a vinda de imigrantes portugueses em busca de novas terras. Parente próximo do repolho, couve-flor e mostarda, seu uso na culinária é bastante versátil. Afinal, dele quase tudo se aproveita, tanto a raiz quantos as folhas. Pode ser consumido cru, cozido e em conserva, por exemplo.

  1. O que é nabo?
  2. Origem do nabo
  3. Características do nabo
  4. Quais são os tipos de nabo?
  5. Benefícios de nabo
  6. 9 benefícios do consumo do nabo
  7. Uso medicinal do nabo
  8. Como se desenvolve o nabo?
  9. Como cultivar nabo?
  10. Qual a aparência do nabo?
  11. Diferenças entre nabo e rabanete
  12. Os nabos são mais saudáveis que os rabanetes?
  13. Qual o sabor do nabo?
  14. Como armazenar o nabo?
  15. Qual a melhor maneira de cozinhar os nabos?
  16. Dicas de consumo
  17. Como comer nabo?
  18. Receitas com nabo
  19. Propriedades do nabo
  20. Curiosidades sobre o nabo
  21. Nutrientes do nabo

Nabo

O que é nabo?

O nabo é um tipo de raiz vegetal que pertence à família da mostarda. Considerado uma fonte rica em fibras alimentares, vitaminas C e potássio, é originário da Europa; e foi criado através do processo de criação seletiva de nabo silvestre. Existem 30 variedades domesticadas de nabo que podem ser encontradas em todo o mundo hoje.

Origem do nabo

Os nabos são considerados originários da Europa, Rússia, Ásia Central e Oriente, sendo a Europa comumente reconhecida como o centro de origem. Assim sendo, o nabo é utilizado como vegetal para consumo humano na Europa desde os tempos pré-históricos.

Afinal de contas, foi relatado como uma cultura bem estabelecida nos tempos romanos e helenísticos. Hoje em dia, o vegetal é cultivado em quase todo o mundo. Ele foi introduzido em países tropicais, como o Brasil, onde é cultivado em altitudes mais elevadas.

Características do nabo

O nabo é, em suma, uma planta crucífera com folhas comestíveis. Além disso, apresenta uma característica bastante particular que o difere dos demais alimentos, o seu sabor picante e doce ao mesmo tempo. Inclusive, ele já foi utilizado como adoçante.

Essa verdura possui diversas variedades e o que diferencia cada uma delas é justamente a raiz. Suas folhas, por sua vez, variam quanto a tonalidade de verde, enquanto as flores variam quanto aos tons amarelos que possuem.

Quais são os tipos de nabo?

Confira alguns tipos de nabo:

  • Purple top ou rei dos nabos: apresenta raiz roxa e formato de um globo.
  • Nabo roxo: se diferencia do purple top devido a pele lisa e boa conservação.
  • Nabo comprido inglês: com formato cilíndrica, possui duas tonalidades, a branca e a roxa. Muito utilizado na culinária portuguesa.
  • Bola de neve ou snowball: apresenta raiz branca e redonda, além de ter um sabor mais suave. Essa variedade pode ser cultivada durante todo o ano.
  • Nabo forrageiro ou adubo verde: apresenta um cor vermelha e seu uso é mais voltado para adubação e alimentação de gado. O plantio dessa variedade auxilia no combate a pragas.

No Brasil, os tipos mais comuns, contudo, são os nabos com polpa branca e formato alongado com casca e o arredondado, de coloração roxa e casca branca.

Benefícios do nabo

O nabo é um vegetal que possui diversas propriedades nutricionais distribuídas entre folha, raiz e talo. Em suas raízes, encontramos alguns mineiros como cálcio e potássio e vitaminas A, B,C e P. Nos talos e nas folhas, por sua vez, encontramos vitaminas K, C, E e A, ômega 3, fibras e betacaroteno. A presença desses nutrientes faz com que essa verdura seja uma excelente aliada da boa saúde. Alguns desses benefícios podem ser conferidos na lista a seguir.

Além disso, muitos especialistas acreditam que o nabo emagrece, se aliado a uma dieta de baixas calorias e à prática de exercícios físicos.

Nabo

9 benefícios do consumo de nabo

  • Possui ação expectorante, podendo ser utilizado no tratamento de bronquite, alívios de tosses e dores de garganta;
  • Ajuda no controle do colesterol e previne o aparecimento de doenças cardíacas;
  • Possui propriedades diuréticas, auxiliando a eliminar os cálculos renais;
  • Possui ação anti inflamatória;
  • Pode ainda ser utilizado como um antiácido, junto com o suco de aipo e cenouras;
  • Ajuda a ativar o metabolismo, e é um ótimo revigorante;
  • Ajuda a regular o fluxo intestinal;
  • Auxilia no funcionamento do sistema digestivo.
  • Ajuda a eliminar impurezas e toxinas do organismo.

Uso medicinal do nabo

Além do seu uso mais conhecido, para o consumo em diferentes tipos de receitas e formas de preparo, o nabo também pode ser utilizado de maneira medicinal.

A seguir, confira alguns dos tratamentos de complicações e doenças para as quais essa popular raiz costuma ser usada.

  • a decocção de suas folhas ou caules é usada no tratamento do câncer
  • a raiz fervida com banha é usada para tratar o câncer de mama
  • a semente em pó é usada como remédio popular para o câncer
  • sementes maduras esmagadas são usadas como cataplasma em queimaduras
  • na Ilha Ganghwa, na Coréia, o nabo tem sido usado como diurético, digestivo e curativo para icterícia
  • no Irã, raízes de nabo cozidas (com sal) são um remédio doméstico comum para tosse e resfriado
  • cascas de raiz de nabo contêm um inseticida natural
  • as raízes picadas podem ser transformadas em chá com sabão em barra. Este é então coado antes do uso contra pulgões, ácaros vermelhos e moscas
  • o suco de nabo é realmente eficaz em afastar o odor corporal
  • ele pode ajudar a consertar a pele rachada dos pés

Como se desenvolve o nabo?

O nabo é um vegetal que prefere o clima ameno, no entanto, pode se adaptar a temperaturas mais baixas. Um solo rico em matéria orgânica e bem irrigado, contudo, é o ideal para seu cultivo. Além disso, essa planta gosta bastante da luz solar, mas se ficar na sombra, opte por colocá-la em locais com mais luminosidade.

Uma dica para preservar ainda mais o cultivo do nabo em solos que não sejam ricos, é o preparo de uma solução a base de boro. Para explicar, a mistura deve ser esta preparada com 5 litros de água e 2 gramas de ácido bórico. Para as plantas, esse elemento é indicado, por exemplo, para o transporte de açúcares, metabolismo de carboidratos e desenvolvimento de raízes.

O nabo cresce em áreas de clima frio, em solo fértil e bem drenado, exposto à luz solar direta. Ele produz caules frondosos e 8 a 12 folhas pequenas e verdes claras que crescem ao redor. Além disso, o nabo produz uma raiz arredondada com uma fina raiz principal em sua extremidade; que é coberta por uma casca branca ou verde que, geralmente, muda de cor para roxo nas partes da raiz expostas ao sol.

Como cultivar nabo?

O cultivo do nabo é feito por meio de semeadura, sendo que esta deve ser a 0,5 centímetros abaixo do solo, em linhas de plantio com espaçamento entre 30 e 40 centímetros, e entre as plantas de 10 a 25 centímetros. Para que o nabo se desenvolva em boas condições, observe o plantio e ao perceber plantas invasoras, retire-as.

A plantação de nabo pode ser um bom investimento para o produtor, portanto. Isso porque após a semeadura, o nabo não demora muito para se desenvolver e sua colheita pode ser feita em até 40 dias. O importante é não atrasar a coleta para não perder a qualidade do vegetal.

Essas plantas podem ser arrancadas ou terem as folhas cortadas, sendo que a vantagem desta última é o rebrotamento de novos nabos.

Nabo

Qual a aparência do nabo?

Criado através do processo de criação seletiva de nabo selvagem. É branco na parte inferior com um blush violeta na parte superior, que aparece quando a planta é exposta ao sol.

Sua polpa é amarela ou branca, e ele desenvolve flores amarelas dispostas em forma de inflorescência racemosa no topo do caule florido.

Isso atrai as abelhas, as principais polinizadores desta planta. Por outro lado, as flores contêm os dois tipos de órgãos reprodutivos e são capazes de realizar a autopolinização caso os polinizadores naturais não estejam disponíveis.

O fruto do nabo é uma vagem cheia de numerosas sementes em miniatura, e ele pode ser plantado na primavera, verão ou outono, dependendo do clima. A planta estará pronta para a colheita geralmente 45 a 60 dias após a semeadura.

O nabo é normalmente carnudo, sendo uma raiz vegetal do tamanho de uma maçã, napiforme ou globoso, de 5 a 20 cm de diâmetro. O seu bulbo é roxo, vermelho, esverdeado ou branco.

Diferenças entre nabo e rabanete

Muitas características são comuns aos dois, dentre elas o fato de pertencerem à mesma família (das crucíferas) e serem fontes de alguns nutrientes. A única variação é a quantidade deles em cada alimento. No rabanete, por exemplo, é mais fácil encontrar carboidrato e cálcio, e no nabo há uma presença maior de fibras.

Além disso, o nabo é um pouco mais calórico que o rabanete.

Os nabos são mais saudáveis ​​do que os rabanetes?

De fato, é difícil determinar o que é mais saudável, pois os nabos têm uma composição de nutrientes diferente para as raízes.

Ou seja, as folhas de nabo são uma excelente fonte de vitamina K, vitamina A, vitamina C, ácido fólico, cobre e manganês. Tanto as verduras quanto as raízes são ótimas fontes de fibra.

Por essa razão, é melhor misturar raízes e verduras ao cozinhar.

Qual é o sabor do nabo?

O vegetal tem um sabor doce e apimentado de rabanete. As raízes jovens têm sabor mais suave e textura crocante e suculenta. O nabo pode ser utilizado no preparo de sopas, guisados ​​e pratos de carne. A raiz jovem pode ser consumida fresca, na forma de salada de nabo.

As folhas têm gosto de mostarda. Eles podem ser cozidos e consumidos como espinafre ou usados ​​frescos em saladas.

O leve tempero dos nabos resulta em um sabor que fica entre batata e rabanete. Isso os torna particularmente adequados para misturar e combinar com outros vegetais de raiz ou emparelhar com outros sabores fortes, como gengibre.

No entanto, os nabos mais velhos às vezes desenvolvem um sabor pronunciado de mostarda, que suaviza com o cozimento. Em geral, você pode encontrar esse vegetal na maioria dos supermercados e lojas de alimentos naturais, em especial perto das batatas e outras raízes.

Como armazenar o nabo?

Se você comprar nabos com as folhas verdes ainda presas, trate de removê-las imediatamente quando levá-las para casa. Afinal de contas, se deixadas no lugar, as folhas sugam a umidade da raiz do nabo. Em seguida, limpe, guarde e cozinhe as verduras como faria com qualquer outra de seu conhecimento.

Não menos importante: guarde os nabos embrulhados em um saco plástico na gaveta da geladeira ou soltos em uma fruteira. No entanto, como qualquer raiz vegetal, eles ficarão mais frescos em um ambiente igualmente fresco.

Além disso, é importante notar que esses vegetais versáteis são melhor armazenados em um local escuro e seco. Dessa maneira, seguindo todas as recomendações, os nabos podem ser armazenados por muitos e muitos meses.

Qual a melhor maneira de cozinhar os nabos?

Ao contrário da sabedoria convencional, os nabos podem ser comidos crus – afinal, nesse caso, podem ser tratados como se fossem rabanetes. Além disso, os nabos podem ser cortados em fatias e servidos como crudités com molho.

Podem também ser fatiados e adicionados a saladas para obter uma textura crocante e levemente vigorosa. Você também pode usá-los como ingrediente de uma salada. Para isso, basta cortar em fatias finas e salpicar com sal ou com seu molho favorito.

Assim como as cenouras, você pode descascá-los ou não, dependendo de sua preferência. No entanto, quanto mais grossa a casca, maior a probabilidade de você precisar descascá-la.

Os nabos são mais comumente servidos cozidos do que crus e se prestam a uma variedade de preparações. Após o enxágue, simplesmente corte as verduras presas, apare as raízes pendentes e prepare conforme desejado.

Sem dúvida, esses vegetais são deliciosos torrados (processo que suaviza e concentra o sabor doce), assados, crus, adicionados a sopas ou ensopados, ou mesmo cortados em palitos e fritos ​​como alternativa mais saudável às batatas fritas.

As verduras podem ser preparadas da mesma forma que as folhas de mostarda ou beterraba – lavadas, secas e salteadas em manteiga ou óleo.

Dicas de consumo

Na hora de comprar nabos, escolha aqueles que são pequenos e pesados ​​para seu tamanho; afinal de contas, a colheita de nabos enquanto são jovens e pequenos irá deixá-los com um sabor doce e suave.

À medida que continuam a crescer ou envelhecer, o sabor torna-se mais picante e a textura torna-se áspera e amadeirada.

Procure nabos com topos verdes, coloridos e frescos. Assim, será possível usar o vegetal tanto cozido quanto em saladas. Sempre guarde os nabos em um local fresco e escuro. Lave, apare e descasque-os antes de usar em receitas com nabo.

Nabo

Como comer nabo?

As partes comestíveis dos nabos são consumidas como vegetais crus, cozidos e ou fermentados. As suas raízes são consumidas cruas, em conserva, refogadas, em purê ou usadas em sopas e ensopados, por exemplo. Quando ralada e crua, a raiz pode ser servida em um molho remoulade, na ausência de outras verduras frescas.

Os pequenos nabos são variedades especiais e podem ser comidos inteiros, incluindo as folhas. As folhas são consumidas como a “verdura do nabo”, e as suas folhas cozidas também são uma fonte de alimento aceitável, embora sejam mais grossas quando comparadas ao repolho.

As verduras novas também podem ser incluídas em pequenas quantidades nas saladas. Afinal de contas, possuem um sabor ligeiramente picante, como o repolho. No entanto,  algumas pessoas as consideram indigestas.

Os nabos são usados ​​em uma variedade de pratos, principalmente no shab-daig, nas regiões de Punjab e Caxemira na Índia e no Paquistão. Já na região de Friuli, na Itália, um acompanhamento popular, chamado Brovada, é feito de nabo desfiado e marinado em bagaço de uva vermelha .

Além disso, o pão pode, ocasionalmente, ser feito de nabo com farinha de trigo adicionada.

Receitas com nabo

Esse vegetal pode ser preparado de diversas formas, dentre elas cru, cozido, gratinado, em saladas, em conservas ou refogado. Os nabos têm uma polpa interna branca e crocante e um sabor picante e apimentado.

Conforme citado, as pessoas podem comê-los crus ou cozidos. No entanto, assar nabos tende a destacar seus melhores sabores e qualidades.

Algumas maneiras fáceis de incorporar nabos às refeições são:

  • Ferver e amassar os nabos para uma alternativa saborosa ao purê de batatas.
  • Picar ou desfiá-los crus e usar como cobertura na salada.
  • Adicionar os nabos à sopa ou ensopado ao mesmo tempo que adiciona as batatas.
  • Incluí-los em forma de cubos em assados.
  • Adicionar nabo ralado a sua receita de salada de repolho.

Os nabos podem ser uma adição saudável a qualquer dieta equilibrada. No entanto, montar uma dieta variada é mais saudável do que se concentrar em alimentos específicos. Aprenda algumas receitas para fazer com esse vegetal com gosto tão peculiar.

Salada de nabo com beterraba e cenoura

  • Uma receita leve, para quem prefere uma comidinha mais light. Você irá precisar de:
  • ½ xíc (chá) de nabo cortado em cubos;
  • ½ xíc (chá) de cenoura ralada;
  • Sal;
  • ½ beterraba ralada;
  • Suco de limão;
  • Azeite de oliva.

Coloque todos os ingredientes em um recipiente, tempere com o limão, azeite e sal. Agora, é só saborear.

Nabo em conserva

Uma receita um pouco mais demorada, porém não menos saborosa. Você necessitará dos seguintes itens:

  • 1 kg de nabo arredondado, lavado e sem casca;
  • 1 colher (chá) de mostarda em grãos;
  • ½ litro de vinagre branco;
  • ½ litro de água;
  • 2 colheres (sopa) de sal;
  • Pimenta-do-reino.

Corte o nabo em pequenas fatias de 0,5 cm, coloque o sal (1 colher) e deixe descansar. Em seguida, adicione vinagre, água, pimenta e mostarda e deixe no fogão por cerca de 5 minutos. Depois, adicione o vegetal nesse vinagre, após ferver, desligue o fogo. Assim que esfriar a mistura, coloque-a junto com o nabo em um vidro e deixe curtir por uma semana.

Sopa de nabo

Uma deliciosa receita para os dias mais frios. Você precisará de:

  • ½ kg de nabo;
  • 350g de rama;
  • 200g de cebola;
  • 200g de batata inglesa;
  • 400g de feijão cozido;
  • 200g de cenoura;
  • 3 dentes de alho;
  • 5 colheres (sopa) de azeite;
  • 2 e ½ litros de água;
  • Sal.

Para essa receita, você deve cortar todos os ingredientes em pedaços. Logo em seguida, cozinhe os legumes por cerca de 20 minutos. Quando for escorrer, retire parte da mistura para fazer o purê. Por fim, leve o purê, legumes e feijão ao fogo por 12 minutos e tempere com azeite e sal.
Nabo

Propriedades do nabo

O vegetal possui uma parte carnuda de cor amarela ou branca com pedúnculo verde. Tanto a parte carnuda quanto o nabo em si são aceitáveis. Além disso, existe um perfil de nutrientes ligeiramente diferente entre as folhas e a raiz.

As folhas, por exemplo, costumam ser amargas e devem ser fervidas para serem palatáveis, assim como as folhas de mostarda. A parte da raiz do vegetal é comumente fervida ou comida crua e é conhecida como uma parte importante da dieta humana há quase dois mil anos.

Nabos tem um sabor acre, bem como sabor ameno, como um cruzamento entre uma cenoura e uma batata. Além disso, nabos menores são reconhecidos por terem um sabor mais agradável. Assim sendo, é preferível escolher nabos de consistência lisa e sem manchas.

Os nabos jovens são crocantes e doces, um lanche perfeito para aqueles que estão de dieta. No entanto, os nabos grandes e maduros desenvolvem uma pele dura e um sabor mais forte, o que os torna mais adequados para sopas, ensopados e purê. Além disso, os mais maduros são considerados uma excelente ração animal.

Curiosidades sobre o nabo

  • Grandes variedades de nabo são cultivadas como fonte de alimento para o gado.
  • No passado, era cultivado como fonte de óleo comestível (obtido da semente).
  • Costuma ser fermentado e usado ​​no Kimchi, na Coréia.
  • Era alimento básico na Grécia e na Roma antigas.
  • O vegetal foi consumido em massa na Alemanha durante a Primeira Guerra Mundial, quando a carne e a batata tornaram-se escassas. Farinha de nabo, por exemplo, era usada no preparo do pão. O período de inverno de 1916-1917 ficou conhecido como “inverno do nabo”.
  • Suas substâncias isoladas podem prevenir o desenvolvimento de certos tipos de câncer, doenças cardiovasculares e oculares.
  • O nabo é uma planta bienal, o que significa que completa seu ciclo de vida em dois anos.

Nutrientes do nabo

A parte folhosa do nabo contém mais nutrientes em comparação com a raiz. As folhas são ricas fontes de vitaminas B6, E, K, A e C e de minerais como cálcio, cobre, ferro e manganês; e 100 gramas de raiz fresca contêm apenas 28 calorias.

Uma porção de uma xícara de nabo cru contém trinta e seis calorias, sem gordura, e oito gramas de carboidratos totais. Ou seja, muito menos do que as trinta e sete gramas de carboidratos em uma batata média, sendo esse um dos benefícios do nabo.

As propriedades do nabo também fornecem duas gramas de fibra alimentar, 46% do valor diário de vitamina C e uma pequena quantidade de cálcio.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo