Bulbos e a sua importância para o desenvolvimento das plantas

Inicio » Agricultura » Bulbos e a sua importância para o desenvolvimento das plantas
28/02/2019 Por
Bulbos e a sua importância para o desenvolvimento das plantas

Os bulbos auxiliam na sobrevivência dos cultivos e seu desenvolvimento

A agricultura é uma das principais atividades exercidas no setor do agronegócio. Bulbos, ambiente e adaptação fazem parte do planejamento para o cultivo das plantas.

Os bulbos são partes importantes de diversas plantas e devem ser muito bem estudados por agricultores e cultivadores para que seja zelada a saúde e o fortalecimento das plantações.

Bulbos

O que são bulbos?

Bulbo – ou bolbo – é caracterizado como um órgão vegetal de plantas com longo ciclo de vida, como hibiscos e papoulas. Suas raízes e folhas servem para armazenamento de nutrientes para sobrevivência de plantas em épocas desfavoráveis para capacidade de fotossíntese.

Exemplos de bulbos

Entre os principais e mais conhecidos exemplos de bulbos, podemos citar:

  • Bulbo de amarílis: apresentando caule e folhas habituadas para o armazenamento, é considerada um tipo verdadeiro de planta bulbosa.
  • Cormo de babiana: caracterizado por um caule inchado para função de armazenamento de alimento, tem uma casca semelhante à de um bulbo verdadeiro. Os mais conhecidos cormos são:
  1. gladíolo – contém espécies nativas da África do Sul e da Eurásia.
  2. babiana – podem chegar a 30 centímetros de altura; crescem no inverno e permanecem até o verão, quando suas folhas secam e caem.
  • Rizomas: encontrados na superfície do solo em sentido horizontal; suas folhas e flores brotam em suas extremidades.
  • Sólido: faz o armazenamento de reservas nutritivas essenciais para o desenvolvimento da planta.
  • Raízes tuberculosas: são raízes ricas em amido e outras substâncias de reserva, crescem embaixo do solo e seu desenvolvimento é desencadeado pelo caule principal. Seus exemplos são:
  1. batata doce;
  2. dálias;
  3. cenoura;
  4. beterraba.
  • Tubérculos: possuindo caules mais grossos, sólidos e em diversos formatos, os tubérculos se desenvolvem em regiões laterais à sua mãe, originando novas folhas e raízes. Tubérculos são:
  1. batatas;
  2. begônia;
  3. rabanete;
  4. mandioquinha.

O cultivo das plantas de bulbos devem ser iniciados visando primeiramente o clima e a temperatura de cada território para plantio. Agricultores que almejam uma farta plantação, devem optar por bulbos que possam ser cultivados constantemente em diferentes estações. Assim, possibilitando que haja produção ao longo de todo o ano todo.

Para cultivos menores e em não territórios rurais, deve haver cuidados maiores para que as plantas estejam sempre adequadas para um crescimento correto. Os bulbos devem estar armazenados em lugares frescos e arejados; deve-se atentar às condições climáticas para que estejam de acordo com o necessário, caso contrário, pode gerar fungos e apodrecimento da planta.

Bulbos em flores

Pode-se realizar a manutenção dos bulbos de flores em:

  • canteiros: acompanhado de outras plantas e flores, é recomendado que haja etiquetas que caracterizem os bulbos para não haver confusão. Dessa forma, os plantios devem ser feitos longe do período de chuva – a umidade do solo pode prejudicar o desenvolvimento da plantação – porém, com solo umidificado na proporção adequada ao tipo de planta.
  • vasos: devem ser devidamente adaptados para a drenagem do solo, colaborando para que não haja acúmulo de água e apodrecimento da planta. Por isso, deve-se manter as mesmas atenções do cultivo em canteiros. Deve ser coberto com pelo menos 3 cm de terra.

Bulbos

No crescimento saudável dos bulbos, é de extrema importância manter uma regagem regrada; duas ou três vezes por semana é o suficiente para que se mantenha a umidade perfeita do solo.

Agro20 | Portal Vida No Campo