Pimenta biquinho é adocicada e funciona como excelente tira gosto

Inicio » Agricultura » Pimenta biquinho é adocicada e funciona como excelente tira gosto
14/08/2019 Por
Pimenta biquinho é adocicada e funciona como excelente tira gosto

Também conhecida como pimenta-de-cheiro, a pimenta biquinho agrega sabor e beleza aos pratos. Essa pimenta é uma espécie nativa brasileira que integra o grupo das pimentas aromáticas e vem sendo amplamente utilizada nas últimas décadas na gastronomia.

Graciosa, bem como bastante aromática e saborosa, a pimenta biquinho vem atraindo cada dia mais os amantes de pimentas, garantindo o seu espaço no mercado. Além disso, pode se tornar uma excelente fonte de renda para o pequeno agricultor.

  1. O que é pimenta biquinho?
  2. Pimenta biquinho arde?
  3. Benefícios da pimenta biquinho
  4. Como preparar a pimenta biquinho?
  5. Como plantar pimenta biquinho?
  6. Receitas com pimenta biquinho
  7. Pimenta biquinho em conserva
  8. Geleia de pimenta biquinho
  9. Pimenta biquinho in natura
  10. Qual o preço da pimenta biquinho?
  11. Para que serve a pimenta biquinho?
  12. Pimenta biquinho amarela
  13. Onde encontrar pimenta biquinho?
  14. Pimenta biquinho emagrece?
  15. Contraindicações da pimenta biquinho
  16. Como usar pimenta biquinho?
  17. Tipos de pimenta
  18. Como cuidar da pimenta biquinho?

Pimenta biquinho

O que é pimenta biquinho?

Pimenta biquinho é uma espécie de pimenta de nome cinetífico Capsicum chinense e pertencente à família Solanaceae.

A pimenteira pode atingir entre 60 cm a 1 metro de altura e suas flores são brancas e hermafroditas. Já seus frutos, de uma coloração vermelha intensa, atingem até 3 cm de comprimento por cerca de 2,5 cm de diâmetro.

Durante décadas, a biquinho foi utilizada apenas como uma planta ornamental. Porém, seu sabor adocicado tornou-a uma das mais apreciadas e consumidas no Brasil, sobretudo em forma de conserva.

Pimenta biquinho arde?pimenta biquinho arde? A resposta é: não.

Na escala de Scoville, que é utilizada para medir o grau de pungência das pimentas e seus derivados, a biquinho está classificada entre 500 a 1.000 SHU. Ou seja, sua ardência é imperceptível ao paladar.

Benefícios da pimenta biquinho

Como todas as espécies de pimenta, uma vez que possuem capsaicina, composto químico responsável por sua pungência, a biquinho também traz benefícios à saúde. Ela é rica em vitaminas A, C e do complexo B.

Além disso, é fonte de minerais como magnésio, cálcio e cobre, bem como excelente fonte de fibras.

Confira abaixo alguns desses benefícios:

  • Auxilia na prevenção de alguns tipos de câncer, por exemplo, o de próstata. Isso porque ela auxilia no controle, bem como na diminuição do PSA;
  • A capsaicina, presente em todas as pimentas, possui propriedades anti-inflamatórias. Dessa forma, auxilia no tratamento de doenças inflamatórias como, por exemplo, artrite;
  • Possui propriedades termogênicas. Desse modo, auxilia na aceleração do metabolismo. Assim, como resultado, promove uma maior queima de gordura, favorecendo o emagrecimento;
  • A biquinho, sobretudo, é fonte de vitamina A, essencial para fortalecer o sistema imunológico;
  • Auxilia na prevenção e no controle do diabetes por possuir um baixo índice glicêmico. Além disso, também é eficaz para controlar os níveis de colesterol.

Como preparar a pimenta biquinho?

Extremamente saborosa, porém, sem ser picante, a biquinho é bastante consumida in natura, como aperitivo. Aliás, um dos modos que é mais consumida e que também a deixou famosa é em conserva.

A pimenta biquinho em conserva, por exemplo, é muito utilizada como acompanhamento de carnes vermelhas assadas e grelhadas, bem como peixes e aves. Isso porque a conserva garante todo seu aroma, bem como intensifica significativamente o seu sabor.

Porém, a geleia de biquinho também é extremamente saborosa e bastante apreciada em pães, bem como em torradas servidas como entrada.

Além disso, também é bastante utilizada no preparo de molho de pimenta. Em virtude de sua baixa pungência, o resultado é um molho extremamente suave, porém, bastante saboroso e aromático.

Pimenta biquinho

Como plantar pimenta biquinho?

A biquinho é bastante sensível a baixas temperaturas e geadas. Dessa forma, o ideal é cultivá-la em clima onde as temperaturas variam entre 21 a 30°C. Porém, o sol muito intenso pode alterar a coloração natural dos frutos de maneira que fiquem queimados.

O solo deve ser profundo, além de possuir uma excelente drenagem. O pH deve ser entre 5,5 a 7,0, bem como não pode ser salinizado. A terra ideal deve possuir substrato orgânico-argiloso e o espaçamento ideal é de 8 cm.

A irrigação deve ser diária em solos secos ou durante o período de estiagem. Porém, a terra não poderá ficar encharcada.

Em condições ideais, a biquinho responde rapidamente ao seu cultivo. Dessa forma, do plantio até o início da colheita, leva-se aproximadamente 90 dias. Além disso, é uma pimenteira perene, ou seja, não morre após seu primeiro ciclo.

Receitas com pimenta biquinho

A pimenta biquinho é facilmente encontrada in natura em mercados municipais, bem como em feiras livres e hipermercados. Com o fruto fresco, é possível preparar deliciosas receitas como, por exemplo, conserva e geleia de biquinho.

Acompanhe abaixo 2 receitas deliciosas e fáceis de preparar utilizando a biquinho.

Pimenta biquinho em conserva

  • Ingredientes
  • 200 g de pimenta biquinho;
  • ¼ xícara de chá de açúcar;
  • ¼ xícara de chá de água;
  • 1 dente de alho cortado ao meio;
  • 1 folha de louro;
  • Ramos de tomilho ou orégano, frescos;
  • Pimenta preta em grão (a gosto);
  • Vinagre de álcool o suficiente para completar o vidro;
  • Sal a gosto.

Antes de tudo, é necessário esterilizar o vidro em qual será colocada a conserva. Veja como:

  1. Primeiramente, coloque o vidro em uma panela e cubra com água;
  2. A seguir, leve ao fogo e, quando levantar fervura, marque 20 min;
  3. Logo após, retire o vidro e coloque-o com a boca para baixo sobre um pano seco;
  4. Finalmente, aguarde até que esteja completamente seco para utilizá-lo.

Modo de preparo da conserva

  1. Primeiramente, retire os cabinhos das pimentas, lave-as e seque-as muito bem;
  2. A seguir, coloque-as dentro do vidro com as ervas e reserve;
  3. Logo depois, coloque em uma panela o açúcar, a água, o alho, a folha de louro e a pimenta preta;
  4. A seguir, leve ao fogo baixo até o açúcar dissolver completamente;
  5. Logo após, despeje o líquido quente e as especiarias sobre as pimentas;
  6. Em seguida, adicione o sal e complete com o vinagre;
  7. Logo depois, feche o vidro e deixe-o de ponta cabeça por 15 min;
  8. Guarde a conserva na geladeira e deixe-a por 7 dias para tomar gosto.

Pimenta biquinho

Geleia de pimenta biquinho

Ingredientes

  • 300 g de pimenta biquinho;
  • 1 maçã grande com a casca;
  • ½ xícara de chá de água;
  • ½ xícara de chá de açúcar.

Modo de preparo

  1. Em primeiro lugar, retire os cabinhos das pimentas, lave-as e seque-as bem;
  2. Em segundo lugar, corte a maçã ao meio e retire os caroços. Porém, mantenha o miolo, que é rico em pectina;
  3. Em terceiro lugar, bata no liquidificador a pimenta, a maçã e a água até obter um purê;
  4. Depois, passe a mistura por uma peneira, pressionando bem;
  5. Então, coloque a mistura e o açúcar em uma panela e leve ao fogo baixo;
  6. Finalmente, cozinhe por aproximadamente 30 min ou até obter consistência de geleia;
  7. A seguir, acondicione a geleia em vidro esterilizado, tampe e deixe de cabeça para baixo até esfriar completamente.

De conserva a geleia, como aperitivo ou ingrediente de sobremesas e pratos principais, bem como no preparo de caipirinha, a pimenta biquinho está se tornando cada vez mais versátil. Dessa maneira, vem ocupando seu espaço no mercado e conquistando cada vez mais o paladar do brasileiro.

O entendimento sobre essa pimenta é uma ótima forma de adquirir informações importantes na hora de plantá-la ou comercializá-la, por exemplo. Até mesmo no preparo de receitas, isso pode colaborar muito para manuseá-la.

Entre suas maiores vantagens, com é possível perceber, a informação de que essa pimenta arde não é verdadeira.

Logicamente, há muitos outros benefícios da pimenta biquinho que a tornam extremamente especial e procurada. No entanto, a forma de consumo também colabora muito para que os benefícios sejam devidamente sentidos.

Pimenta biquinho in natura

Aprender como plantar pimenta biquinho é uma das principais formas de consumir essa pimenta in natura. Afinal, é possível retirá-la diretamente da sua fonte de provimento, fazendo com que se tenha uma concentração muito maior de vitaminas e componentes.

Outra forma de usufruir desses benefícios é justamente aprendendo como preparar e incluir esta pimenta em diferentes pratos. Entre as formas de preparo, aquela que mais conserva os benefícios da pimenta é a pimenta biquinho em conserva.

De qualquer maneira, encontrar a pimenta in natura é uma das maiores dificuldades de grande maioria das pessoas. Afinal, a pimenta é algo que deve ser cultivado com cautela para ter os benefícios e qualidade indicada.

Independente de a intenção ser preparar pratos com pimenta biquinho ou simplesmente diversificar as receitas com essa pimenta, é muito importante garantir a qualidade do produto. Uma das formas de encontrá-la in natura é justamente em suas plantações.

Para isso, é necessário conhecer alguém que tenha a plantação de pimenta biquinho e que uma determinada quantidade seja cedida. No entanto, há formas de conseguir esta pimenta in natura de outras formas.

Uma delas, por exemplo, é justamente conseguir um fornecedor para que seja possível fornecer o produto.

Qual o preço da pimenta biquinho?

A pimenta biquinho in natura é mais comumente conseguida através de fornecedores. Nesse caso, o preço pode variar de grande forma. Ainda assim, é possível encontrá-la através de sementes para plantio que custam até R$ 4,00 aproximadamente 25 gramas (500 unidades).

Já em alguns locais, como comprando diretamente de sítios e sites especializados em plantio, pode-se encontrá-las in natura pelo valor de R$ 15,00 o kg. No entanto, como sempre é dito, o preço da pimenta in natura pode variar conforme uma série de fatores, entre eles:

  • Região;
  • Local de compra;
  • Fornecedor
  • Qualidade.

Pimenta biquinho

Para que serve a pimenta biquinho?

Como é possível observar, a pimenta in natura é a mais procurada do mercado, independente de ser a pimenta biquinho amarela ou a vermelha tradicional. O fato é que sua popularidade tem se estendido de grande forma nos dias atuais.

Afinal, após muitos descobrirem para que serve a pimenta biquinho e como prepará-la, é comum que aumente consideravelmente o interesse pelo alimento. Logo, quem sabe produzi-la pode ter ótimos rendimentos financeiros.

Com a alta procura do mercado e uma grande quantidade de estabelecimentos alimentícios que buscam inovar e oferecer uma característica diferente para seus alimentos, a pimenta biquinho é comumente utilizada.

Além do mais, também é importante ressaltar a procura de muitos consumidores por esse tipo de pimenta, justamente porque não oferece desconforto para quem a consome, bem como mantém o sabor agradável dela mesmo e também de outros alimentos.

Logo, pode-se deduzir que quem opta por plantar e comercializar esta pimenta tem possibilidades de obter uma fonte de renda bem significativa. Logicamente, assim como todo empreendimento, é indispensável estudar o produto.

De qualquer maneira, fazendo da forma correta, é possível conquistar uma grande quantidade de consumidores fiéis ao produto.

Pimenta biquinho amarela

Dentre os tipos de pimenta encontrados ao redor do mundo, a pimenta biquinho vermelha possui a sua variação. Conhecida como pimenta biquinho amarela, sua cor é literalmente um amarelo forte, fazendo com que chame atenção de uma grande quantidade de pessoas.

Mesmo sendo muito conhecida, ainda não é tão popular quanto a sua versão vermelha. De qualquer forma, ainda assim é popular e ótima para o preparo de molhos e saladas.

Em suma, é importante ressaltar que ela possui características que a diferenciam da biquinho vermelha.

Em primeira instância, a pimenta biquinho amarela é uma pimenta biquinho in natura mais difícil de ser encontrada para consumo. Logo, é mais facilmente encontrada em conserva, principalmente em supermercados e lojas de produtos naturais.

O plantio da pimenta biquinho ocorre de uma maneira muito semelhante à biquinho tradicional. Além disso, em relação ao seu sabor, essa pimenta é uma ótima opção para quem não suporta o gosto forte e tradicional da pimenta.

Onde encontrar a pimenta biquinho?

Mesmo que seja mais difícil encontrá-la in natura, a pimenta biquinho pode ser facilmente encontrada em diversos estabelecimentos comerciais. Nos supermercados, por exemplo, ela é facilmente vista entre diversas outras conservas.

Dependendo, inclusive, do ambiente comercial em que está sendo adquirida, a pimenta biquinho pode ser encontrada em diversos valores e tipos de embalagem. Em alguns estabelecimentos, por exemplo, pode ser encontrada na opção de produto a granel.

Pimenta biquinho emagrece?

Uma das dúvidas muito comuns em relação à esse tipo de alimento é sobre o fato de emagrecer ou não. Isso porque, há muito tempo, foi descoberto que as pimentas são alimentos quentes e, por isso, termogênicos.

Assim sendo, quando consumidas de maneira correta e geralmente indicada por um médico, pode ser uma ótima forma de emagrecer de maneira natural e sem grandes sacrifícios. Logicamente, a pimenta biquinho é uma delas.

Infelizmente muitas pessoas ainda subestimam essa pimenta por conta de seu sabor ser mais suave que as demais variedades. Ocorre que, na verdade, são os seus componentes, e nem tanto o seu sabor, que oferecem os benefícios necessários para cada indivíduo.

Portanto, é indispensável citar a pimenta biquinho como um ótimo e poderoso alimento termogênico e emagrecedor. O melhor de tudo é que pode ser consumida pura, sem a necessidade de estar combinada a outros alimentos.

Como seu sabor é bem mais suave e foge da ardência comum de outros tipos de pimenta, possui essa incrível praticidade.

Logicamente, ela deve ser lavada e somente depois consumida. Além disso, é importante lembrar que o mais indicado é sempre aliar uma dieta adequada ao seu consumo.

Contraindicações da pimenta biquinho

Assim como todos a grande maioria dos alimentos, os tipos de pimentas também exigem os devidos cuidados na hora do consumo. É importante, inclusive, sempre conversar com um médico para saber se de fato é possível consumir algum tipo de pimenta.

Mesmo que não ofereça uma acidez desconfortável ao corpo, até mesmo esse alimento exige certos cuidados. Em suma, ela não possui praticamente nenhuma contraindicação, já que a sua ardência é praticamente imperceptível.

Ainda assim, indica-se sempre moderar no consumo e optar por comer cerca de três a quatro unidades por dia, já que a intenção é manter um consumo balanceado e adequado. Porém, caso a intenção seja comê-la todos os dias, a quantidade pode ser reduzida pra 1 ou 2.

Seu consumo exagerado pode causar repulsa e provavelmente algum efeito adverso a curto ou médio prazo. Portanto, o mais adequado é sempre moderar.

Pimenta biquinho

Como usar a pimenta biquinho?

O alimento é algo que pode ser utilizado das mais variadas formas. Entre elas, por exemplo, estão as mais populares receitas. Porém, existem pessoas que fazem até mesmo chás da pimenta biquinho.

Mesmo que não seja algo tão conhecido, ainda assim algumas pessoas afirmam que ele pode ser uma ótima forma de aumentar a imunidade e garantir um estilo de vida saudável. Para isso, basta cortar a pimenta biquinho, ferver, coar e tomar.

Tipos de pimenta

Existem muitos tipos de pimentas no mercado que são as mais indicadas para quem tem interesse pelo alimento, mas simplesmente não suporta o gosto. Logo, esses tipos de pimenta são recomendados para quem está em processo de se acostumar com essa iguaria.

Assim sendo, existem outras pimentas que se assemelham a esse tipo de tempero em termos de sabor. Todas elas, por exemplo, podem ser adquiridas e consumidas de forma alternada durante os dias da semana ou quando julgar necessário utilizar em alguma receita.

A intenção é que o consumidor consiga aguentar o sabor da pimenta e se acostumar com a sua ardência de maneira lenta e suave. Para ter melhor ideia de quais são, confira as pimentas:

  • Rosa;
  • Japaleño;
  • Pimenta do reino.

Pimenta rosa

Antes de tudo, é importante ressaltar que a pimenta biquinho é o tipo mais fraco de pimenta, possuindo um sabor até mesmo mais fraco que todos os tipos de pimentões. De qualquer maneira, a pimenta rosa também é conhecida por ter um sabor mais suave.

Com ela, por exemplo, o consumidor pode sentir uma picância diferente, já que apresenta um sabor bem adocicado e que neutraliza a sensação de ardor. Lembrando que, mesmo que seja um pouco mais forte, ainda assim é muito suave e agradável.

Além do mais, assim como a sua versão in natura, a pimenta rosa é ótima para decorar pratos culinários em geral. Isso porque possui uma aparência extremamente delicada e diferente de outras pimentas, fazendo com que tenha, além do ótimo sabor, uma estética agradável para incorporar em qualquer prato.

Pimenta japaleño

Muito se fala da pimenta japaleño, já que é comum ouvir pessoas dizendo que ela é forte, sendo muito utilizada na cozinha mexicana. Porém, é importante ressaltar que seu nível de ardência é mediano, assim como a dedo-de-moça.

Por muitos consumidores, por exemplo, ela é considerada uma pimenta perfeitamente aceitável e com um gosto diferente e até mesmo interessante. Ainda assim, haverá aqueles que não estarão acostumados com o sabor.

Dentre as principais opções, ela é uma das mais interessantes para quem quer utilizar uma pimenta de ardência média para cozinhar e preparar as comidas preferidas. Por ser muito utilizada no México, a japaleño é uma das pimentas que combinam perfeitamente com a culinária mexicana.

Pimenta do reino

Com uma ardência leve e bem versátil, a pimenta do reino é uma das melhores opções para quem deseja evoluir da pimenta biquinho in natura para outros tipos. Em suma, mesmo que o seu nome assuste um pouco, a sua ardência é leve.

Inclusive, pode ser tranquilamente usada com a ela, já que uma neutraliza a outra e cria uma harmonia perfeita. De forma geral, essa pimenta é indiana e pode ser utilizada em uma grande quantidade de receitas. Afinal, é ótima para realçar o sabor de tudo aquilo onde é utilizada, inclusive licores e caipirinhas, por exemplo.

Uma de suas maiores vantagens é de ser extremamente benéfica à saúde, já que é dotada de propriedades anti-inflamatórias e isso colabora muito para que seja bem consumida.

Além disso, a pimenta biquinho é uma ótima forma de garantir uma digestão altamente saudável e agradável. Isso tudo, logicamente, desde que seja consumida com moderação e da forma correta. Quando feito dessa forma, oferece enormes benefícios à circulação sanguínea.

Como cuidar da pimenta biquinho?

A biquinho exige uma enorme série de cuidados. Assim mesmo, é importante ter noções aprofundadas sobre suas principais características de plantio, cultivo, colheita, comercialização, etc.

Afinal, é um tipo de pimenta que precisa de um pouco de dedicação em relação aos seus cuidados. Por isso, é muito importante estar atento à quantidade de água que é utilizada para rega, qualidade da terra, etc.

Porém, se a intenção é fazer algo mais próximo do natural possível, é possível plantar esse tipo de pimenta de forma orgânica e até mesmo hidropônica. Obviamente isso exigirá um pouco mais de cuidado em relação aos mais variados aspectos.

Ainda assim, é uma ótima ideia para garantir popularidade e um diferencial na hora de cuidar do produto, fazendo com que chame a atenção de muitos consumidores.

Em suma, a pimenta biquinho é ótima para ser utilizada das mais variadas formas no dia a dia, sendo uma das principais opções de pessoas dos mais diversos gostos.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo