Agricultura extensiva: falta de recursos e baixa produtividade no meio rural

Inicio » Agricultura » Agricultura extensiva: falta de recursos e baixa produtividade no meio rural
02/02/2019 Por
Agricultura extensiva: falta de recursos e baixa produtividade no meio rural

A agricultura extensiva está diretamente ligada às condições de subsistência e às atividades de comercialização interna. Famílias do meio rural utilizam destas técnicas principalmente quando não possuem os requisitos necessárias para aprimorar os recursos.

O modo de produção da agricultura extensiva tem auxiliado os pequenos produtores mesmo que os resultados não sejam relativamente altos. Solo fértil e com os nutrientes adequadas são duas das principais vantagens deste sistema agrícola.

  1. O que é agricultura extensiva?
  2. Características da agricultura extensiva
  3. Diferença entre agricultura intensiva e extensiva
  4. Vantagens e desvantagens da agricultura extensiva
  5. Como dar início à agricultura extensiva?
  6. Comparativo entre agricultura extensiva e intensiva
  7. Quais as possibilidades de crescimento da agricultura extensiva?
  8. Quais são os principais sistemas agrícolas?
  9. Agricultura Familiar
  10. Sistema de Agricultura Comercial
  11. Agricultura Orgânica
  12. Permacultura

Agricultura extensiva: sistema agrícola de subsistência no campo

O que é agricultura extensiva?

Agricultura extensiva é um dos tipos de sistemas agrícolas caracterizado por atividades que utilizam técnicas básicas e tradicionais nas produções. Este tipo de sistema é utilizado principalmente para subsistência e no mercado interno, podendo ser encontrado em pequenas e grandes propriedades. Além disso, o uso da mão de obra é intenso e há pouco uso de equipamentos mecanizados.

Algumas das principais características desse tipo de agricultura está em torno da ausência de investimento em novas tecnologias e mecanização, como os agroquímicos, adubos, sementes alteradas, ceifadeiras, tratores, etc. Agricultura de subsistência e familiar são exemplos do sistema extensivo, com atividades mais ecológicas, produtos naturais e conscientização do uso do solo, diferentemente da agricultura intensiva.

Portanto, devido a baixa mecanização, o grau de produtividade é baixo fazendo com que não tenha tanto reconhecimento no mercado. São atividades geralmente encontradas em países com baixo nível econômico, ou seja, países em desenvolvimento.

Características da agricultura extensiva

As principais características da agricultura extensiva são:

  • Trabalho baseado em técnicas antigas;
  • Uso intensivo de mão de obra (em alguns casos, possuem qualificação mínima);
  • Ausência de mecanização;
  • Poucos recursos financeiros, resultando na dificuldade de adotar técnicas inovadoras;
  • Solo preparado sem o uso de fertilizantes ou agroquímicos;
  • Uso de força (tração) animal, como cavalos e bois;
  • Não utiliza seleção de sementes, podendo reutilizar parte da produção feita anteriormente para serem plantadas nas próximas plantações;
  • Produção voltada para o mercado interno;
  • Pouca competitividade, devido a baixa produção;
  • Submissa às condições naturais, como variações do clima e a abundância ou ausência de períodos chuvosos;
  • Na pecuária, realiza a criação de gado a pasto ocupando grande parte da terra

Diferença entre agricultura intensiva e extensiva

Além da agricultura extensiva, há outro sistema agrícola chamado de agricultura intensiva. Ao contrário da extensiva, este tipo de agricultura consiste no emprego de recursos técnicos modernizados além de obter grande produtividade.

A grande diferença entre as duas está no fato de a agricultura intensiva ter maior investimento, alto valor comercial e fazer uso de diversos meios tecnológicos nas produções.  Diferente do sistema extensivo, o sistema intensivo utiliza agroquímicos e fertilizantes no solo, para que o grau de produtividade aumente e, com isso, cresça a rentabilidade. Assim, ela é muito encontrada em países desenvolvidos economicamente.

Vantagens e desvantagens da agricultura extensiva

No entanto, há vantagens e desvantagens na utilização de ambas. As vantagens da agricultura extensiva consiste na preservação dos nutrientes e fertilidade do solo, além de controlar pragas e doenças; já as desvantagens estão em torno do baixo nível de produtividade.

Por outro lado, a agricultura intensiva tem como vantagem o alto grau de produtividade; suas desvantagens são, basicamente, o uso excessivo de agroquímicos que podem danificar o solo e a possível proliferação de doenças.

Devido isso, a agricultura extensiva é praticada somente por produtores e agricultores que não possuem condições necessárias para investir e aprimorar tanto a mão de obra quanto aumentar o nível de produtividade. Assim, são as famílias de agricultores de baixa renda que fazem utilização deste sistema agrícola, com o intuito de garantirem subsistência.

Dentro dos sistemas agrícolas, a agricultura extensiva é um dos métodos mais comumente utilizados em território brasileiro. Como ela é caracterizada pela carência de uma série de tecnologias e também de mão de obra, acaba tendo resultados um pouco mais atrasados do que em outros tipos de sistemas.

De fato, a agricultura extensiva pode ser considerada quase um tipo de plantio natural, já que, como falta alguns recursos, depende do ciclo natural do meio ambiente para que todos os processos sejam realizados.

Agricultura extensiva

Como dar início à agricultura extensiva?

Uma dúvida muito comum é sobre como dar início a agricultura extensiva. No entanto, por ser um tipo de agricultura que possui recursos escassos, não há mistérios em como começar.

Se a intenção é começar empreendendo com pouco dinheiro ou até mesmo nenhum, a agricultura extensiva é a melhor opção. Mesmo que tenha recursos escassos, ela não pode ser menosprezada. Afinal, pode ser encontrados muitos focos de agricultura extensiva que produzem produtos naturais e de qualidade.

Além disso, muitos grandes produtores do mercado atual começaram a partir da agricultura extensiva. Tudo isso colabora para mostrar que, em alguns casos, é possível, sim, ter sucesso e crescer a partir dela.

  • Tenha espaço para plantar;
  • Opte por deixar a natureza seguir seu curso;
  • Reutilize o plantio;
  • Procure por mão de obra que possa colaborar.

Tenha espaço para plantar

Geralmente, na agricultura extensiva, é comum encontrar uma imensa quantidade de terras. Entretanto, nem sempre isso deve ser uma regra, já que a intenção é expandir. A característica de muitos locais contarem com uma enorme quantidade de terra sem plantio, pode resultar em grandes prejuízos.

Por isso, a não ser que se tenha organização financeira o suficiente, torna-se difícil obter lucros com esse tipo de agricultura em uma grande quantidade de terras sem utilização. Portanto, para fazer com que seja possível ter crescimento dentro desse sistema, é válido optar por quantidades menores de terra.

Opte por deixar a natureza seguir seu curso

Nesse tipo de agricultura, devido às ínfimas mãos de obra e tecnologias, é preciso contar com a natureza como um dos melhores aliados. Por falta de lucros suficientes, é comum que muitos agricultores extensivos optem pode depender da chuva, frio, calor e demais intempéries climáticas para realizar o seu plantio.

Além disso, como a agricultura extensiva é um dos sistemas agrícolas mais carentes de tecnologias e mãos de obra qualificadas, torna-se um tanto quanto difícil conseguir encontrar alguém, no início, que possa dar o suporte e o conhecimento necessário para os plantios.

Reutilize o plantio

É possível notar uma grande dificuldade de muitos produtores da agricultura extensiva em conseguir adquirir sementes de qualidade e devidamente selecionadas para plantio. Por conta disso, se a intenção é começar através da agricultura extensiva ou entender melhor como ela funciona, saiba que a reutilização é algo muito comum.

Ou seja, é comum que o produtor guarde uma parte da produção anterior para que ela seja utilizada como uma forma de semeadura. Isso ocorre muito na agricultura de subsistência, por exemplo.

Agricultura extensiva

Procure por mão de obra que possa colaborar

É comum encontrar muitas pessoas dispostas a trabalhar na agricultura extensiva. Portanto, procurar por colaboradores que possam ajudar, mesmo que com o mínimo, é uma ótima forma de aumentar a produtividade.

Além disso, muitos produtores utilizam a própria família no negócio. Dessa forma, é mais fácil atuar em conjunto e garantir lucros um pouco maiores.

Comparativo entre agricultura extensiva e intensiva

Na intenção de entender a diferença entre agricultura intensiva e extensiva, é possível acompanhar os seus principais tópicos com maiores detalhes. Afinal, como é possível observar, existe uma enorme diferença entre ambas. Saber como diferenciá-las é uma ótima forma de entender melhor sobre o mercado e definir onde se quer chegar.

De qualquer maneira, a agricultura extensiva e intensiva são dois sistemas agrícolas que possuem um imenso contraste. Afinal, se um de um lado está a agricultura extensiva com toda sua simplicidade, de outro está a agricultura intensiva com uma série de implementos altamente tecnológicos. Observe:

Investimento inicial

  • Intensiva

Por conta da imensa quantidade de tecnologias e todos os benefícios que pode oferecer ao produtor e também aos colaboradores, o valor de investimento da agricultura intensiva é algo para aqueles que estão devidamente preparados para ele. Isso porque ele é extremamente alto quando comparado à agricultura extensiva.

Aliás, mesmo que seja um investimento alto, a agricultura intensiva consegue recuperar rapidamente o valor. O motivo é que, com tantos implementos de altíssima qualidade, mão de obra devidamente especializada e terras estrategicamente ocupadas, é possível elevar os índices de produtividade e os lucros também.

  • Extensiva

De forma geral, como é possível deduzir, a agricultura extensiva não demanda uma grande quantidade de investimentos. Como é um tipo de agricultura muito familiar, que depende de trabalho intenso e nem sempre a mão de obra consegue agregar os resultados desejados, ela acaba se adequando à sua maneira para que nada saia do controle financeiro.

Produtividade

  • Intensiva

São monstruosos os índices de produtividade dentro da agricultura intensiva. Afinal, uma enorme quantidade dos equipamentos funcionam de maneira contínua e muito bem programada. Tudo isso colabora para efeitos extremamente benéficos e lucros altamente satisfatórios.

  • Extensiva

Infelizmente, a produtividade extensiva é algo que deixa a desejar. Por conta da mão de obra simples e ausência de tecnologias adequadas, costuma apresentar deficiência em manter os índices produtivos em alta.

Agricultura extensiva

Ocupação de terras

  • Intensiva

A questão da ocupação de terras é algo que diverge muito em ambos os casos. Porém, em geral, a ocupação intensiva pode, muitas vezes, apresentar um nível menor de ocupação de terras, mas equipamentos bem distribuídos e um funcionamento estratégico.

Dessa maneira, as terras estão devidamente ocupadas e atuando de maneira programada para gerar o lucro necessário para o empreendedor ter condições de girar seu capital, incluindo:

  1. Compras de novos produtos;
  2. Reposição de mercadorias;
  3. Pagamento de funcionários;
  4. Divulgação de seus serviços.
  • Extensiva

Já na agricultura extensiva, como foi possível observar, em grande maioria dos casos, os produtores possuem uma extrema abundância de terras, mas não sabem ou não possuem condições de aproveitá-las da forma correta.

Logo, é muito comum encontrar produtores da agricultura extensiva que contam com uma mão de obra precária, um enorme espaço de terras e um plantio pequeno. Porém, também há casos onde as terras são menores e o capital consegue girar de melhor forma.

É válido afirmar que tudo é muito relativo nessa questão, já que diversos fatores devem ser levado em conta e é incorreto afirmar que todos os casos são exatamente iguais Afinal, há muitos agricultores na agricultura extensiva que sabem como cuidar de seu capital e investi-lo de maneira inteligente, mesmo que de forma mais lenta.

Mão de obra

  • Intensiva

Na agricultura intensiva, o quadro de funcionários é enxuto. Porém, esses poucos funcionários desempenham papéis de suma importância e possuem grandes responsabilidades. Para trabalhar em meio a agricultura intensiva, é preciso ter pleno entendimento sobre os processos executados e sobre as tecnologias utilizadas.

Portanto, mesmo que o quadro de funcionário seja reduzido, é possível contar com as máquinas que desempenham um ótimo serviço, bem como com a experiência e conhecimento avançado dos colaboradores presentes no local.

  • Extensiva

A mão de obra na agricultura extensiva é relativa. Em geral, ela é escassa em quantidade e também em conhecimentos. Porém, podem existir momentos em que alguns focos de agricultura extensiva apresentam uma quantidade maior de colaboradores.

Quais as possibilidades de crescimento da agricultura extensiva?

Como se tratam de recursos muito escassos, é comum que muitas pessoas duvidem do crescimento de uma produção dentro da agricultura extensiva. Entretanto, ela pode, sim, crescer. Porém, para que isso aconteça, é preciso que haja uma grande dose de planejamento por parte dos produtores.

Em suma, o mercado agrícola é, de fato, lucrativo. A diferença é que ele precisa de pequenas injeções de investimento para que vá crescendo, mesmo que de forma lenta. Por conta disso, para fazer com que a agricultura extensiva possa vir a se tornar um dia como a agricultura intensiva, é preciso:

  • Conhecer as novidades do mercado;
  • Estudar sobre novos processos;
  • Buscar informações;
  • Capacitação de mão de obra;
  • Organização financeira.

Conhecer as novidades do mercado é fundamental para saber para qual lado seguir. Além disso, isso faz com que seja mais fácil administrar o dinheiro para, caso desejar, adquirir meios tecnológicos, mesmo que simples de início, para que a produtividade fique mais encorpada.

Além disso, estudar sobre os novos processos e buscar informação da forma como é possível, é muito importante para agregar crescimento. Aliás, é preciso sempre manter o crescimento em mente como uma forma de objetivo.

Como dito anteriormente, existem muitos empreendedores agrícolas que iniciaram de forma pequena e aos poucos adquiriram conhecimento e experiência.

Tendo as informações necessárias, é possível transmitir conhecimento para todos os indivíduos que trabalham arduamente para fazer com que haja crescimento e produtividade do local. Por fim, a organização financeira e o controle de caixa é algo muito importante para garantir o crescimento desejado.

Quais são os principais sistemas agrícolas?

Assim como existem diferenças entre agricultura intensiva e extensiva, também existem diferentes tipos de agricultura ou sistemas agrícolas. Inclusive, tanto a intensiva quanto extensiva podem ser encontradas entre os tipos de agricultura.

Além disso, engana-se quem pensa que o segmento agrícola não é diversificado. Uma de suas maiores vantagens está justamente em ser extremamente versátil e conseguir se adaptar facilmente às mudanças presentes no mercado.

Até mesmo o segmento mais simples, como a agricultura extensiva, pode evoluir e garantir ótimos resultados.

  • Agricultura Familiar

Entre os exemplos mais clássicos de agricultura e também o mais comum, está a agricultura familiar. Ela é algo extremamente próximo da agricultura extensiva, já que visa uma mão de obra mais familiar, processos mais simples e quase nulos em relação à tecnologia.

Logo, a agricultura extensiva pode ser considerada uma agricultura familiar. Até mesmo porque, dentro da modalidade familiar, é muito comum encontrar a utilização de tração animal e demais métodos antigos de plantio.

Ainda assim, podem se mostrar muito eficazes. Mesmo que seja um processo que não dá muitos frutos em relação à produtividade, dependendo da época é possível garantir uma ótima renda.

  • Sistema de Agricultura Comercial

Assim como a agricultura extensiva pode ser facilmente reconhecida dentre os tipos de agriculturas, a agricultura intensiva também. Dentro da agricultura comercial, ela se encaixa bem pelo fato de possuir altíssimos índices de produtividade e ser, de fato, comercial.

Afinal, essa modalidade oferece uma série de diferenciais. Por exemplo, contam fortemente com a tecnologia e demais processos, muitas vezes químicos, para acelerar o processo de crescimento do plantio, deixar os produtos mais belos e agradáveis aos olhos e paladar.

Tudo isso, obviamente, ocorre com a finalidade comercial. Ou seja, a intenção é lucrar com os compradores e garantir lucros realmente satisfatórios e com uma imensa quantidade de benefícios. Dessa maneira, é possível estar sempre em evidência, já que todos os fatores utilizados colaboram para isso.

Atividades da agricultura extensiva no meio rural

  • Agricultura Orgânica

A agricultura orgânica tem sido um dos tipos de agricultura mais procurados e queridos por consumidores de todo o mundo, principalmente do país brasileiro. Como as pessoas estão cada vez mais conscientes daquilo que colocam em suas mesas para consumo, a preocupação em relação aos componentes químicos utilizados na agricultura, começou a preocupar muitas pessoas.

Por conta disso, os produtores agrícolas voltados para os alimentos orgânicos, acabam tendo ótimos e satisfatórios lucros. Afinal, os alimentos são geralmente mais caros e também possuem uma grande demanda no mercado.

Esse processo é caracterizado por não utilizar absolutamente nada, nenhum procedimento, que possa interferir no alimento como um todo. Ou seja, não há nenhum químico para combate de pragas, nenhum fertilizante, etc.

A intenção é que tudo seja o mais natural possível a fim de garantir saúde, diferencial e confiança para o consumidor.

  • Permacultura

Uma das características mais diferentes da permacultura, é que ela leva muito a sério a questão energética dos alimentos. Além disso, também tem um objetivo e um compromisso muito forte para com a questão ambiental.

Afinal, a intenção é recuperar os índices de natureza abundante e fazer com que haja sustentabilidade, mesmo com a produção agrícola. Dessa maneira, tudo deve ser devidamente cuidado e o mais natural possível, já que qualquer coisa pode interferir nos alimentos.

Mesmo que possua condições para utilizar tecnologias, a permacultura tem uma filosofia semelhante à agricultura extensiva: deixar a natureza seguir o seu curso.

Tags: ,
Agro20 | Portal Vida No Campo